09 abril, 2015

Como ganhar 13 milhões em tempo recorde? Burla com a Brisa e expropriações.

Comprar barato, a preços de terreno agrícola e vender, pouco depois, à pressa à AEDL/Brisa, com lucros chorudos e já como terrenos urbanizáveis, é um negócio sujo que os nossos representantes públicos adoram e repetem sem cessar. Não é ilegal, dá milhões e lesa o estado em milhões. E como estes senhores têm acesso à informação privilegiada e sabem onde se vão realizar obras públicas, antecipam-se e compram todos os terrenos nessa área, urbanizam-nos através do tráfico de influencias, e depois é só esperar que o estado pague expropriações milionárias. Foi este o método de muitas das 100 expropriações amigáveis investigadas pela PJ do Porto por alegado conluio com um engenheiro da Brisa.
O principal grupo referenciado na investigação titulada pelo Ministério Público, conforme noticiou o JN, conseguiu faturar cerca de 13 milhões de euros em tempo recorde. Grande parte dessas transações foi espaçada de poucos dias.
De entre as escrituras na posse do JN, o caso mais flagrante aconteceu em maio de 2011. Vítor Batista, enquanto sócio-gerente da Construtora Alexandre Emanuel, Lda. adquiriu, no dia 11 de maio, duas parcelas em Gião, Santa Maria da Feira. No dia seguinte, a 12 de maio, vendeu-as à concessionária do Estado por 280 mil euros (194 euros o metro quadrado, incluindo benfeitorias), que as destinou à construção da A32. O JN não logrou, ainda, apurar o valor exato da primeira aquisição.

Um esquema fraudulento terá levado um empresário a lucrar 13 milhões de euros. Este estava ligado a um engenheiro da Brisa, João Malheiro Reymão.
Um empresário de Gaia terá lucrado 13 milhões de euros com um esquema fraudulento que envolvia a compra de terrenos mais tarde expropriados para a construção de autoestradas.
De acordo com a edição deste domingo do Jornal de Notícias, a Polícia Judiciária suspeita que Vítor Batista, ligado ao ramo da construção civil e contabilidade, tinha acesso a informação sobre o circuito das autoestradas e comprava antecipadamente os terrenos, para depois vender, obtendo lucro.
Ligado a si estava um engenheiro da Brisa, que representava a Auto-Estradas do Douro Litoral (AEDL) nas escrituras de expropriação por acordo com proprietários de terrenos, tendo pago dinheiro a mais por via de um esquema fraudulento.
Os suspeitos, em cujas casas foram feitas buscas, terão incluído nas expropriações áreas superiores à abrangida pela declaração de utilidade pública, classificado indevidamente parcelas de terreno como urbanizáveis e com capacidade construtiva, adquirido de forma injustificada áreas sobrantes e ainda pago avultados valores por benfeitorias nos terrenos que não estavam documentadas.
Os indícios de corrupção e participação económica em negócio dizem respeito aos anos 2008 a 2012 e envolvem terrenos destinados à construção da A32, A41 e A43. JN

A corrupção no sector imobiliário do estado, serve interesses de grupos económicos, partidários, privados e pessoais. Este tipo de corrupção vai desde alterações específicas ao PDM para permitir certos tipos de empreendimentos, decisões de expropriação de terrenos, a alteração da classificação de terreno de rural para urbano permitindo a sua valorização em dezenas ou centenas de vezes, venda de propriedades municipais a interesses privados por valores abaixo do mercado, etc.
Este poder quase discricionário é usado para fazer grandes negócios em Portugal.

Neste video, Paulo Morais explica os esquemas da corrupção imobiliária

  1. Como ganhar 16 Milhões em poucos minutos?
  2. Milionário imobiliário de Braga, exigente
  3. GOVERNO SÓCRATES OFERECE 581 MILHÕES DE EUROS À EDP?
  4. Compra propriedade ao estado e vende logo a seguir
  5. SLN comprou 6000 hectares perto do novo aeroporto
  6. 10 milhões em poucas horas 
  7. O poder de valorizar um terreno de 11 milhões para 55 milhões?
  8. Milhões em vendas de património
  9. Terrenos de amigos de Sócrates valem mais?
  10. A igreja também merece uns milhões do estado?
  11. Dinheiro de luvas no caso dos CTT, escândalo 
  12. Ganhar 3 milhões em 6 dias? Valentim Loureiro explica
  13. A máfia que vive a roubar o povo 
  14. Mesquita Machado muito interessado em terreno da filha
  15. Jorge Coelho e as compras e vendas da Mota Engil
  16. As concessões de Sócrates??? Um abuso
  17. António Costa e o BES em grandes negócios
  18. Os casos estranhos do bairro do Aleixo e do BES
  19. Lista de vídeos sobre o tema
  20. ABUTRES DO PATRIMÓNIO NACIONAL,
  21. GONDOMAR - José Luís Oliveira, autarca com 233 propriedades. Como enriquecer em Portugal?
  22. Novo edifício da Policia Judiciária no centro de Lisboa, as confusões e os milhões desperdiçados
  23. Negócio imobiliário do estado é melhor que cartel de droga, garante Paulo Morais
  24. Sociedade metro do Porto compra terreno por 8 milhões, que estava avaliado em 5 milhões
  25. Como ganhar 14 milhões de euros em 6 meses? 
Pode ainda consultar os seguintes links do site Tretas.Org. Um site muito bem organizado e fundamentado que compila casos de corrupção.
  1. Urbanismo em Portugal
  2. Casos sem condenação
  3. O negócio da Quinta do Ambrósio
  4. Câmara beneficia FC Porto na permuta de terrenos
  5. Covilhã: 63 moradias em zona protegida
  6. Loteamento dos terrenos da antiga Sociedade Nacional de Sabões
  7. Avelino Ferreira Torres
  8. Comendador Berardo e a Quinta da Rocha
  9. José Raposo da Amadora
  10. O terreno do Salgueiros vendido à Metro do Porto
  11. Complexo turístico Jardim do Vau e EMARP na expropriação de terreno
  12. Câmara de Lisboa cede para exploração a Casa da Severa
  13. Câmara de Vieira do Minho faz alteração cirúrgica ao PDM
  14. Casos com condenação
  15. António Lobo do Funchal



2 comentários :

  1. A única razão porque não voto é porque aqueles em quem poderia votar contra os que lá estão agora também demonstram grandes doses de irresponsabilidade em determinados assuntos. Eu gostava era que houvesse alguém que não falhasse em ponto nenhum. E, votando nulo, também se demonstra que o que se procura é outra classe política.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. AS PESSOAS ESTÃO À ESPERA DO POLITICO VIRGEM E PERFEITO PARA VOTAR?
      Esquecem que é precisamente ao contrário. Só quando o povo votar e começar a saber usar os votos, a punir os maus e a eleger os bons, é que os políticos começarão a esforçar-se por ser honestos e competentes, tementes ao poder do povo. E aos poucos e poucos os criminosos não sentirão que o seu futuro é na politica e que a impunidade é o seu trunfo, e já nem se atrevem a candidatar-se. Este é o processo que em Portugal precisa de ser iniciado, mas os manipuladores serviçais dos corruptos, continuam a fazer crer ao povo que votar nulo, branco ou abstenção é que é revolução, protesto e etc... e eles acreditam.

      ARTIGO COMPLETO: http://apodrecetuga.blogspot.com/2015/04/em-democracia-quem-decide-os-salarios-e.html#ixzz3XWKDrJL0

      Eliminar