18 fevereiro, 2013

OEIRAS E O DESPESISMO. A INUTILIDADE DOS SACRIFÍCIOS DOS PORTUGUESES.

Decidi realizar esta compilação de despesismo, utilizando Oeiras como exemplo, para deixar no ar a questão: Alguém consegue explicar porque está Isaltino Morais ainda em liberdade? 
Alguém consegue explicar porque continua a obter votos dos portugueses? 
Alguém consegue explicar como é possível tanta libertinagem sem que o povo tenha algo a dizer?
Isaltino Morais ou João jardim... são as figuras que marcam a caricatura dos eleitores que, infelizmente temos em Portugal, eleitores democratas que atacam e traem Portugal. 
1- Em 2011, Oeiras ofereceu jantar convívio para os funcionários da autarquia que custou mais de 41 mil euros.
Os contratos para o jantar são dois: um de 16 200 mil euros e outro de 18 025 mil euros. A juntar ainda a compra de uma alcatifa anti-fogo para o referido jantar no valor de 7 312,50 mil euros. (Qual será a firma, sortuda, que as vende?)
2 - Já em 2012 a autarquia gastou 29 850 mil euros em «aquisição de serviços de Catering no Pavilhão Carlos Queiroz» sem que o motivo fosse justificado na adjudicação directa.
3 - A 11 de Julho mais de 20 mil euros foram pagos para a decoração de um monumento. «Iluminação Decorativa do Monumento Escultórico Comemorativo do 250º Aniversário, em Oeiras», lê-se na adjudicação directa.
4 - Ainda outra atenção simpática da autarquia de Isaltino Morais, Adjudicada a Dezembro de 2010 está a compra de 4 mil bolos-reis para cabazes de Natal, num valor total de 33 mil euros. Fonte
5 - O Município de Oeiras gastou  quase 15 mil euros em brinquedos para os filhos dos funcionários. fonte
6 - Os Serviços Municipalizados da Câmara Municipal de Oeiras e o top 5 das despesas mais relevantes para os munícipes:
- O stand da Câmara Municipal no Optimus Alive vai custar 28.980 euros. Como é óbvio este valor não inclui despesas com pessoas e materiais promocionais.
- Os SMAS de Oeiras e Amadora precisam de um núcleo museológico. Está já dado o primeiro passo. Foi adjudicada a prestação de serviços de concepção e desenvolvimento criativo. Tratam-se de ideias e estratégias. Preço: 24.845 euros.
- É preciso entregar os prémios do concurso dos melhores trabalhos do Programa de Educação Ambiental. A cerimónia tem de ser decente e custa 5.900 euros.
- T-shirts da Câmara de Oeiras custarão aos contribuintes 7.650 euros .
- As festas do Concelho de Oeiras não mereciam outro stand do SMAS de Oeiras e Amadora? Claro que sim. Vai custar 45.780 euros.  fonte
7 - A Câmara Municipal de Oeiras desembolsou quase 20 mil euros pela produção do livro de intervenções do presidente da Câmara Municipal de Oeiras, Isaltino Morais. fonte
8 - "A missão dos SMAS consiste em garantir o abastecimento de água e a prestação de serviços de saneamento básico às populações residentes nos Concelhos de Oeiras e Amadora,(...)", lê-se nosite oficial apesar do que se lê, não é o que se pratica pois estes serviços gastaram mais de 73 mil euros em espectáculos musicais para a festa do Município da Amadora. fonte
9 - A Câmara de Oeiras pagou 6 mil euros por 600 bilhetes para a Festa de Natal para os filhos dos colaboradores dos SMAS, PSP e Corporações de Bombeiros do Município de Oeiras. O mais estranho é que a Câmara fez a compra a uma pessoa singular.
10  - SMAS de Oeiras e Amadora pagou sete mil euros por cabazes de Natal. fonte
11 - Uma jantarada para os funcionários da Câmara Municipal e dos Serviços Municipalizados de Água e Saneamento de Oeiras e Amadora realizada em Junho custou mais de 30 mil euros. fonte
12 - A Parques Tejo Parqueamentos de Oeiras, Empresa Municipal, celebrou um contrato para aluguer de carros, por três anos, no valor de 55 mil euros. A EMEL (Lisboa) também seguiu o mesmo caminho. Aqui está um contrato de 77 mil euros. Afinal em Oeiras precisavam de mais um carro, aqui está mais um contrato de aluguer de uma viatura que custa mais de 21 mil euros. fonte
13 - Almoço de Natal/2012 dos trabalhadores da Câmara Municipal de Oeiras: 37.485,00 €. fonte
14 - Sim, só o bolo rei para os cabazes de outro Natal de Oeiras custou quase 11 mil euros. fonte
 1,250 MILHÕES DE SEUS IMPOSTOS
GERIDOS POR UM CRIMINOSO
15 - A Câmara de Oeiras é mesmo um caso de polícia. As despesas absurdas sucedem-se. Mais um exemplo recente: Pedro Cabrita Reis vai receber 1,250 milhões de euros pela criação de uma escultura. fonte
16 - Em 2009, a Câmara Municipal de Oeiras gastou 12.400 euros na aquisição de crachás, porta lápis, canecas e tapetes de rato com a marca Oeiras Somos Todos. Tudo para comemorar o 250º aniversário da vila. 2009 foi ano de eleições autárquicas.fonte
17 - Quanto custa fazer uma viagem de Oeiras até ao Brasil, incluindo o voo e os “serviços associados”? Um ajuste directo da Câmara Municipal de Oeiras dá a resposta: 79.640 euros. fonte
18 - Em 2009, ano de eleições autárquicas, a Câmara Municipal de Oeiras desenvolveu um programa extenso de comemorações dos 250 anos da elevação à categoria de Vila e Concelho. Oficialmente as comemorações custaram três milhões de euros, mas uma pesquisa publicada no site Tretas.org indica que os valores podem ter chegado aos cinco milhões de euros.
Só em ajustes directos, publicados no site Base.gov.pt, a investigação detecta valores na ordem dos 4,6 milhões de euros relacionados com as comemorações. Depois, em custos possivelmente associados às comemorações, o Tretas.org encontrou ajustes directos na ordem dos 487 mil euros. Somando os custos directos e os custos possivelmente associados chega-se a 5,1 milhões. fonte
19 - Em 2013 a Câmara de Oeiras gasta quase tanto dinheiro com o gabinete de comunicação como o departamento da Polícia Municipal e Proteção Civil. Para o gabinete de comunicação são destinados pelo orçamento, 1,45 milhões de euros. A Polícia Municipal tem apenas para as despesas 1,96 milhões. Para o gabinete da presidência estão alocados 1,5 milhões de euros. Fonte 



5 comentários :

  1. Os políticos e a escumalha que os rodeia tapam-se com a mesma capa!!!!
    O povo não tem consciência de classe, o catolicismo, tolda-lhes o pensamento !!!

    ResponderEliminar
  2. Sempre a protestar. Vocês nunca estão contentes.

    Deixem o governo governar. Deixem o Isaltino em paz.
    Ora vejam aqui mais um boa medida de contenção orçamental:

    http://sol.sapo.pt/inicio/Economia/Interior.aspx?content_id=68424

    ResponderEliminar
  3. Alguém consegue explicar porque está Isaltino Morais ainda em liberdade?

    Eu posso tentar… então não foi o sobrinho??

    A malta que anda na praça (taxistas) é muito manhosa… e conseguem facturar muito mais do que se pensa.
    Porque acham que os taxistas estão sempre na conversa? é para nos distrair do percurso!

    Os taxistas são pessoas com muitos conhecimentos no mundo económico. Por isso é que eles levam uma boa vida… andar de Mercedes o dia todo e só seguir as setas do gps…é tudo há grande… depois claro!!!

    Juntam 300 mil euros de um dia para o outro e metem numa conta na suíça!!

    E o desgraçado do ti- tio é que paga as favas… este pais realmente… uma pessoa que sempre fez bem (comprou) à população e que inovou o conselho daquela maneira… e não querem que as pessoas votem nele?

    Ta bem pronto…gastou uns Euros aqui e ali e então?? Não foi só para ele pois não? Distribuiu não foi?

    Parem de se queixar!! Em que país é que vocês vivem?? Na Grécia? Aqui os políticos não andam de Renault clio… Isto é um país com grandes capacidades económicas, só não vê isso quem (é politico) anda a dormir!!! Pagar isto a dividir (por quase) todos não custa nada e ficamos todos contentes com piscinas e parques e brinquedos e alcatifas e esculturas…e scuts….

    Ai que saudades que eu tenho do Guterres…

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ai que saudades dos tempos em que se ofereciam guilhotinas a quem traisse o bem nacional... lol agora não há medo nem vergonha...

      Eliminar
  4. Uma visão que me parece abrangente é aquela que limita os poderes - actualmente ilimitados - de qualquer presidente de câmara.
    Com a justificação de "serem eleitos" podem pôr e dispor de qualquer verba.

    Tal como o governo "só responde em eleições".
    E esta uma das raízes do mal. A impunidade prática.

    Esta impunidade tem de ter travão.
    O referendo surge como o mais imediato.

    Porém, os nosso "brilhantes" deputados limitaram - imenso - o uso do referendo.
    Aqui, eles impuseram aquilo que não quiseram para os restantes actos eleitorais:

    Tem de existir uma participação superior a 50% do eleitorado para o referendo ser vinculativo.
    http://pt.wikipedia.org/wiki/Referendo

    Qual a lógica política que permite uma situação e impede a outra?
    Medo da vontade da maioria nas eleições?
    Vontade de tornar ineficazes os referendos para, sem eles, decidirem à vontade, sem qualquer constrangimento?

    Porque não é o voto obrigatório?
    Porque não é a sindicalização obrigatória?

    Mistérios que amarram as democracias à vontade dos mesmos de sempre, as deixam indefesas aos corruptos e as tornam insuportáveis aos olhos do Povo.

    ResponderEliminar