03 abril, 2012

Ganhar 3 milhões em 6 dias? A impunidade é um fenómeno interessante

Valentim Loureiro rouba estado
E depois? Tens alguma coisa
a ver com o assunto? 
Valentim Loureiro usa dinheiro público para comprar terreno por 4 milhões quando o proprietário apenas pedia 1 milhão! Quem ficou com os 3 milhões, que o estado deu a mais? Os corruptos que gerem o dinheiro público, claro... e em contas offshore do BPN.
Paulo Morais relata, em baixo, a impunidade que permite arruinar Portugal... aquela que todos os dias nos desfalca o SNS, as reformas, os subsídios de Natal e de férias, o IRS, o IVA, a autonomia da pátria... 
Esta prática torna-se cada vez mais comum nas compras e vendas do estado.

"O sistema de Justiça absolveu Valentim Loureiro no caso da quinta do Ambrósio. Mesmo com provas evidentes, os tribunais não conseguem, mais uma vez, apanhar os poderosos.
Na Câmara de Gondomar, com a participação ou patrocínio de Valentim Loureiro, um terreno agrícola é adquirido por um milhão de euros. A classificação do solo é alterada e em seis dias o terreno é vendido pelos protegidos de Valentim por cerca de quatro milhões. Esta operação de tráfico de terrenos, caucionada pela câmara, gerou uma margem de lucro de 300 por cento.
Mas as vigarices não ficam por aqui. O terreno é adquirido a um preço exorbitante por uma empresa pública, a STCP, cujo presidente de então dependia organicamente de... Valentim Loureiro. Na posse do terreno, a STCP deixou-o ao abandono. Até hoje.
Chegado o caso a tribunal e ao fim de um longo processo com mais de dez anos (!), Valentim é absolvido.
As razões da absolvição não se percebem. Mas serão uma de três: ou o crime julgado não foi bem identificado ou definido, o que será inadmissível; ou a acusação foi mal conduzida e estamos perante uma enorme incompetência do Ministério Público; ou o julgamento foi condicionado pela política.

Em suma: os amigos de Valentim compraram um terreno que Valentim, na câmara, valorizou; os amigos venderam a uma empresa pública gerida por outros amigos de Valentim e a um preço influenciado por este. Os amigalhaços ficaram milionários. "Foi sorte", diz ele. Sorte deles e azar nosso, dos contribuintes que pagamos esta fraude com o dinheiro dos nossos impostos.
Este caso tornou-se emblemático. Incorpora todos os ingredientes: autarcas, familiares destes, advogados ardilosos, fuga ao Fisco, empresas públicas mal geridas, urbanismo nada sério, tribunais incompetentes.
Perante esta política nauseabunda, Ambrósio, apetecia-me algo. Tomei a liberdade de pensar nisso. Talvez uma revolução."  In CM, por Paulo Morais.

3 comentários :

  1. Zita já viste os filmes do movimento Zeitgeist ? eles tem umas soluções interessantes para os problemas que estão a acontecer:

    http://www.zeitgeistportugal.org/capitulo/

    Aqui há 4 videos muito engraçados:

    Where are We Now?
    Where are We Going?
    Zeitgeist: Moving Forward
    Video de Orientação Activista

    Eu achei muito interessantes.

    Também há outros filmes do movimento no youtube, salvo erro alguns com legendas em português.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já conheço vários videos dessa organização mas creio que esses ainda não, mas vou ver. Obrigado pela dica.
      Tenho aqui no blog, inclusive alguns. http://apodrecetuga.blogspot.com/2011/08/video-mais-chocante-para-o-mundo-global.html

      Eliminar
  2. Olá. Ainda não consegui ler o blog todo, mas gosto muito de o ler, é muito informativo. Lembra-me um pouco outro blog que gosto de ler o whatreallyhappened.

    Se gostas de ler, aqui envio mais um link:
    http://marshallbrain.com/manna1.htm este é um conto muito interessante, especialmente agora que se discute o futuro do trabalho.

    Já leste Jeremy Rifkin ? eu gosto muito ler os seus artigos.

    Se achar mais alguns links que pense serem interessantes posso postar, a menos que não goste que postem links nos comentários.

    Fica bem.

    ResponderEliminar