13 dezembro, 2012

As petições não têm valor, a não ser que eles queiram... por isso não peçam nada que eles não gostem.

As petições on-line "não têm valor
Clique na imagem para ampliar.
 
"As petições on-line "não têm qualquer fiabilidade", uma vez que qualquer pessoa pode "inventar" uma série de nomes e assim fazer crescer "exponencialmente" o número de signatários, disse hoje à Lusa um investigador da Universidade do Minho.
"Ninguém vai validar as assinaturas, nem sequer há essa possibilidade", acrescentou.

A petição "Pela Liberdade de Investigação Académica", lançada depois de a Portugal Telecom ter ameaçado processar um investigador da Universidade do Minho que falou em "fortes indícios de corrupção" no processo de instalação da TDT em Portugal, apresenta Yasser Arafat, Barak Obama, Cristiano Ronaldo ou Quim Roscas como alguns dos quase 7500 signatários.
"A fiabilidade está à mostra", reagiu Henrique Santos.
“Essa é outra debilidade do sistema, já que qualquer um pode inventar um endereço de e-mail e associar-lhe o nome de uma pessoa conhecida. A fiabilidade destas petições é zero", acrescentou Henrique Santos."

Mesmo as petições em papel possuem o valor que lhe quiserem dar os deputados. Serão apreciadas e arrumadas na gaveta...
Desde quando temos uma democracia, onde os nossos pedidos possuem valor?
Quem em Portugal não assinava uma petição onde se exigisse que os saqueadores do BPN devolvessem os 9 mil  milhões? Era fácil  não era?
Quem não assinava uma petição que exigisse que os deputados não podiam acumular reformas, cargos públicos e privados, assistentes pessoais, etc e coisa e tais? Era giro não era?
Claro que as petições não podem ter valor, senão isto era uma democracia... o povo podia exigir que respeitassem os seus impostos e os seus direitos. E não teríamos este regime fascista onde a fusão entre o estado e o sector empresarial ofende e ignora os interesses do povo e do estado.
Um povo que não vota não tem direitos pois não é temido nem respeitado pelos partidos e muito menos representado. Eles representam quem vota e esses, são as minorias que eles favorecem.
Mas acham que a democracia tinha alguma piada para os políticos?


As regras são claras, as petições só terão valor, se eles, os pseudo democratas, assim o decidirem. 
"6. Não admissibilidade de petições.
Procede-se ao indeferimento liminar da petição quando for manifesto que:
A pretensão deduzida é ilegal; visa a reapreciação de decisões dos tribunais ou de atos administrativos insuscetíveis de recurso; visa a reapreciação, pela mesma entidade, de casos já anteriormente apreciados na sequência do exercício do direito de petição, salvo se forem invocados ou tiverem ocorrido novos elementos de apreciação; for apresentada a coberto de anonimato e após o seu exame não for possível a identificação da pessoa ou pessoas de quem provém;

7. Tramitação das petições dirigidas à Assembleia da República
A admissibilidade de uma petição é decidida, nos termos legais, pela comissão parlamentar competente para a sua apreciação em razão da matéria. Admitida a petição, essa informação é comunicada ao peticionário ou, no caso das petições coletivas, ao primeiro subscritor. Simultaneamente à admissibilidade é nomeado, pela Comissão, um Deputado relator a quem caberá elaborar relatório sobre a mesma, propondo as diligências julgadas necessárias. Fonte 

Petição - 139 mil contra comentador num canal público, e foi invalidada?
Petição para 'matar' comentário de Sócrates na RTP será rejeitada
O comentário semanal do ex-primeiro-ministro na RTP, tem gerado muita polémica e descontentamento por parte várias pessoas. Tanto que foi enviada para o Parlamento uma petição, com quase 139 mil assinaturas, a exigir que José Sócrates seja impedido de comentar a atualidade na RTP. Discutida hoje na Assembleia da República pela Comissão de Assuntos Constitucionais, a petição será rejeitada já que atenta contra a “liberdade de expressão”.fonte

OUTROS ARTIGOS SOBRE CIDADANIA, PARA QUE SE PERCEBA PORQUE NÃO VIVEMOS EM DEMOCRACIA. UM PAÍS ABSTENCIONISTA NÃO SABE DEFENDER A DEMOCRACIA
  1. Abstenção é inofensiva na luta contra a corrupção
  2. As alternativas para um voto válido e contra a corrupção
  3. O voto em branco e nulo sem valor
  4. Partidos portugueses que propõem democracia directa ou participativa e nova lei eleitoral.
  5. O medo que os políticos têm, que os eleitores indignados, comecem a votar...
  6. Voto em branco, nulo e abstenção sem poder
  7. Militares recusam golpe de estado, em democracia depõem governos pelo voto e não ao tiro.
  8. O voto jovem pode ser a solução para remover os partidos corruptos do poder.
  9. Mais de 1 milhão de abstencionistas fantasma. Governos oferecem 10% de abstenção
  10. Na Suécia, os eleitores eliminam a corrupção nas urnas. 90% dos eleitores votam,
  11. Povo acrítico Henrique Neto
  12. É preciso derrubar o partido parasita que elege corruptos
  13. Portugueses trocaram a lealdade ao país pela lealdade aos partidos.
  14. A NOSSA MANSIDÃO PROMOVE A CORRUPÇÃO.

14 comentários :

  1. Essa das petições é outra maravilha do pacovismo do politicamente correto que se instalou na maioria do s Portugueses.
    É equivalente aqueles chavões democráticos que por exemplo ouvimos da bocarra de um Manuel Alegre qualquer tipo "Cidadania". Aliás este em cada 10 palavras 8 são "cidadania". E o que é isso?NADA,ZERO, COISA NENHUMA.
    Isto do combate a este satanismo politico-económico-maçónico tem de mudar de paradigmas.
    Vocês sabem do que o que eu estou a falar.

    ResponderEliminar
  2. Concordo, mas existe também a ACÇÂO POPULAR....
    ... na Constituição lê-se:
    ...Artigo 52.o
    (Direito de petição e direito de acção popular)
    1. Todos os cidadãos têm o direito de apresentar,
    individual ou colectivamente, aos órgãos de soberania,
    aos órgãos de governo próprio das regiões autónomas
    ou a quaisquer autoridades petições, representações,
    reclamações ou queixas para defesa dos seus direitos,
    da Constituição, das leis ou do interesse geral e, bem
    assim, o direito de serem informados, em prazo razoável,
    sobre o resultado da respectiva apreciação.
    2. A lei fixa as condições em que as petições apresentadas colectivamente à Assembleia da República e
    às Assembleias Legislativas das regiões autónomas são
    apreciadas em reunião plenária.
    3. É conferido a todos, pessoalmente ou através de
    associações de defesa dos interesses em causa, o direito
    de acção popular nos casos e termos previstos na lei,
    incluindo o direito de requerer para o lesado ou lesados
    a correspondente indemnização, nomeadamente para:
    a) Promover a prevenção, a cessação ou a perseguição judicial das infracções contra a saúde
    pública, os direitos dos consumidores, a qualidade de vida e a preservação do ambiente e
    do património cultural;
    b) Assegurar a defesa dos bens do Estado, das
    regiões autónomas e das autarquias locais.....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Desde quando temos uma democracia, onde os nossos pedidos possuem valor?
      Era fácil não era?
      Quem em Portugal não assinava uma petição onde se exigisse que os saqueadores do BPN devolvessem os 9 mil milhões? Era fácil não era?
      Quem não assinava uma petição que exigisse que os deputados não podiam acumular reformas, cargos públicos e privados, assistentes pessoais, etc e coisa e tais? Era giro não era?
      Claro que as petições não podem ter valor, senão isto era uma democracia... o povo podia exigir que respeitassem os seus impostos e os seus direitos. E não teríamos este regime fascista onde a fusão entre o estado e o sector empresarial ofende e ignora os interesses do povo e do estado.
      Mas acham que a democracia tinha alguma piada para os políticos?

      Eliminar
    2. Mas a esses artigos de valor tão efémero, de uma sensação de falsa liberdade por alguns momentos do povo, contrapõe-se este que tão estrategicamente dá a liberdade à AR de oprimir a liberdade que parecia, querer dar ao povo

      "6. Não admissibilidade de petições Procede-se ao indeferimento liminar da petição quando for manifesto que:
      A pretensão deduzida é ilegal; visa a reapreciação de decisões dos tribunais ou de atos administrativos insuscetíveis de recurso; visa a reapreciação, pela mesma entidade, de casos já anteriormente apreciados na sequência do exercício do direito de petição, salvo se forem invocados ou tiverem ocorrido novos elementos de apreciação; for apresentada a coberto de anonimato e após o seu exame não for possível a identificação da pessoa ou pessoas de quem provém;
      7. Tramitação das petições dirigidas à Assembleia da República
      A admissibilidade de uma petição é decidida, nos termos legais, pela comissão parlamentar competente para a sua apreciação em razão da matéria. Admitida a petição, essa informação é comunicada ao peticionário ou, no caso das petições coletivas, ao primeiro subscritor. Simultaneamente à admissibilidade é nomeado, pela Comissão, um Deputado relator a quem caberá elaborar relatório sobre a mesma, propondo as diligências julgadas necessárias.


      ARTIGO COMPLETO: http://apodrecetuga.blogspot.com/#ixzz2EwGCGlFj

      Como ve é muito fácil anular uma petição, com a quantidade de advogados que eles possuem a trabalhar para eles e contra nós.

      Eliminar
  3. Muito bem visto, ou seja: ''faz e desfaz'' = direitos constitucionais que se auto-anulam pelas leis vigentes, percebi bem?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Dão o direito ao povo de se entreter a fazer petiçoes e a acreditar que tem direitos e poder, no entanto dão o poder aos deputados e outros, de decidir se tem valor ou não, se é para ir para a frente ou não, se é legal ou não...simples e eficaz

      Eliminar
  4. Talvez valha a pena analisar e ponderar sobre este movimento de recente fundação:
    Movimento Revolução Branca (http:/www.MRB.pt).

    A palavra BRANCA deixou-me apreensivo fazendo-me lembrar um emergente movimento fascista.

    Porém, aparentemente, tem outras intenções mais nobres e em paralelo com alguns ideiais deste blogue...pelo menos assim o interpreto.
    Pelo sim ou pelo não,creio que merece a pena uma olhadela!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Facto de se chamar "Revolução Branca" irá fazer logo de imediato a alguns pular da cadeira e de dedo em riste gritarem "Racismo não pá!!".
      Mas em Portugal há racismo. E muito.
      O maior de todos é o que é implementado pelo estado. Só que é racismo contra os nacionais.
      Se voçês não sabem eu informo, as empresas Portuguesas tem um apoio estatal por contratarem estrangeiros. Não sabiam? Informem-se.
      Se isto não é racismo é o quê?
      Mas pronto não vale a penas falar mais nisto, nem em caso de crime onde se o criminoso for de fora é logo libertado e mais coisas.
      Não vale a pena. Faz parte da agenda mundial a destruição a anulação de tudo o que tem a ver com raizes, tradições e culturas populares, classificando-as como coisas não civilizadas ou atrasadas.
      E por aqui me fico.

      Eliminar
    2. Zita,

      Excelente.
      Neste assunto em concreto, não devemos cair no facilitismo de condenar os emigrantes. Eles não tem culpa nenhuma disto.
      Simplesmente vem para cá porque lá nos países deles tem agências que os encaminham para cá.

      Agora nós não podemos aceitar é o Racismo contra nós imposto pelo nosso próprio governo.

      Em aceito uma percentagem de estrangeiros desde que não venham ocupar empregos para os portugueses, nem se formem guetos de culturas estranhas.
      E acho que deveríamos controlar de forma rigorosa o fluxo de imigrantes, beneficiando até os que tivessem melhores qualificações. Mas dentro de um limite aceitável.
      Os portugueses que emigram(Por motivos de politicas nacionais) não vão lá para fora dominar as sociedade para onde vão. Vão apenas trabalhar e normalmente respeitam a cultura nativa desses países(Normalmente Suiça, França e Alemanha).

      Agora Portugal e outros países Europeus darem mais regalias aos imigrantes do que aos nativas é chocante, e leva-nos para assuntos já um pouco fora do âmbito deste maravilhoso blog.

      Eliminar
  5. Cara Zita,

    um valente BEM-HAJA por divulgar a verdade sobre estes sites de petições on-line que não são mais do que gigantescos embustes que permitem aos seus proprietários vender as listas de correio dos otários que assinam as petições e amealhar assim MUITO dinheiro.

    São parasitas que vivem à conta dos ideais de justiça de todos nós.

    ResponderEliminar
  6. Compreendi o seu ponto de vista, embora discorde um pouco em alguns aspetos.Alguma experiencia nesse campo obriga-me a isso.

    Escusado será dizer que é obvio que respeito sempre quem tenha outra opinião diferente da minha.

    Para que não hajam más interpretações, continuo a considerar o seu blogue excelente e uma importante fonte de informação para o combate à corrupção e à incompetencia que assola o nosso país.

    Meus agradecimentos pelo trabalho e coragem demonstrados.Nem toda a gente que consegue essa proeza. Bem haja.

    ResponderEliminar
  7. BASTAVA O POVO SABER COMO SE VOTA CONTRA OS PARTIDOS CORRUPTOS E PORTUGAL SERIA LIMPO DA CORRUPÇÃO. VOTEM EM PARTIDOS SEM ASSENTO PARLAMENTAR SÓ ISSO TEM VALOR E PUNE OS PARTIDOS CORRUPTOS. Nos paises menos corruptos do mundo a democracia funciona porque as pessoas sabem votar e usam o voto, 90% votam... aqui só temos eleitores ignorantes por isso quem não funciona são os eleitores e não a democracia.
    A abstenção afinal obtém um resultado contrário, ao que pretendem os abstencionistas
    Por isso, o que me chateia na vossa abstenção é a falta de colaboração num trabalho importante. Não é uma questão de direitos ou deveres cívicos em abstracto. O problema é concreto. Temos uma tarefa difícil, da qual depende o nosso futuro, e vocês ficam encostados sem fazer nada.
    Isto tem consequências graves para a democracia. Quando a maioria não quer saber das propostas dos partidos, está-se nas tintas para o desempenho dos candidatos e nem se importa se cumprem os programas ou não, o melhor que os partidos podem fazer para conquistar votos é dar espectáculo. Insultarem-se para aparecerem mais tempo na televisão mentirem para agradar. Vocês dizem que se abstêm porque a política é uma palhaçada mas a política é uma palhaçada porque vocês não votam. Vocês não exercem o vosso dever de votar contra quem faz mal ao país. O vosso de dever e direito de punir os que lesam o país nas urnas.
    A culpa é vossa porque não é preciso muita gente votar em palhaços para os palhaços ganharem. Basta que a maioria não vote.. Basta abanar o pano da cor certa e, se mais ninguém vota, eles ficam na maioria. Mas se vocês colaborassem e se dessem ao trabalho de avaliar as propostas, julgar e punir os partidos que há 40 anos destroem o teu país, se os responsabilizassem pelas promessas que fazem e votassem contra os que mentiram, deixava de haver palhaços, interesseiros e imbecis na política.
    MAIS ARTIGOS SOBRE CIDADANIA E EDUCAÇÃO CIVICA, NESTE LINK, APRENDA A VIVER EM DEMOCRACIA SE QUER QUE ELA FUNCIONE::.. INFORME-SE VEJA ESTE LINK http://apodrecetuga.blogspot.pt/2015/10/percebam-que-abstencao-afinal-obtem-um.html#.WM_ogfmLTIU

    ResponderEliminar