16 setembro, 2011

Igreja, instrumento de manipulação politica, caro.

Madeira igreja 2,6 milhões,
Igreja inaugurada na Madeira custou ao estado 2,6 milhões, aos quais devemos adicionar as isenções de impostos de que beneficiaram em toda a obra, e posteriormente, no seu usufruto. Esta quantia ascenderá a mais uns milhões... pagos pelo povo, para não variar.
Os cortes têm que ser feitos, em nome da sagrada crise, mas apenas se assiste a esbanjamento em inutilidades e cortes em sectores vitais da sociedade.
A gravidade torna-se ofensiva pelo facto de este despesismo especifico ser realizado em nome de um credo que não é de todos... num estado supostamente democrático, somos forçados a apoiar financeiramente um credo que repudiamos ou não escolhemos. Uma fantasia da idade média.

OS BENEFÍCIOS FISCAIS ILEGAIS
"As declarações do presidente da AAP referem-se aos benefícios fiscais às várias instituições religiosas ao nível do Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) e devolução do IRS, ambas retiradas na proposta do Orçamento de Estado (OE) para 2011.
(...)acusa o Executivo socialista de «usar um poder discricionário a favor de uma das confissões».
Carlos Esperança sublinha que em tempo de crise os benefícios fiscais deveriam ser retirados a todas as igrejas e não «só a algumas», pelo que exige a revogação da decisão, para que seja «reposta a igualdade» entre as várias confissões religiosas, mas também «entre todos os cidadãos». Fonte

O PREÇO QUE PAGAMOS PARA OS SANTOS LUXOS QUE SÃO UM PECADO!
"Nova igreja de Câmara de Lobos custou mais de quatro milhões
A nova igreja de Santa Cecília, em Câmara de Lobos, Madeira, um investimento superior a quatro milhões de euros.Tem capacidade para mil pessoas num concelho com cerca de 35 mil habitantes. O governo regional de João Jardim apoiou a obra com 2,6 milhões de euros.
À Lusa, o sacerdote adiantou que o complexo, além da igreja, tem 8 salas para reuniões, um auditório, um centro de dia e outro de convívio, além das áreas adstrictas à actividade litúrgica. fonte

Claro... "Tribunal de Contas detectou 3,85 mil milhões de ilegalidades nas contas da Madeira" 13 Junho 2013, por Lusa

MAS A LISTA É LONGA - 


Sem comentários :

Enviar um comentário