10 março, 2013

9 milhões para piscinas na Madeira, combatem a pobreza!

9 milhões piscina madeira

25% da população portuguesa, em risco de cair na pobreza.
Mas, os gestores do dinheiro público jamais permitirão, que os pobres fiquem sem piscinas aquecidas. A fome que alastra, os tectos que são perdidos, os doentes que não possuem dinheiro para se tratar, os hospitais que fecham, os impostos que empurram para a pobreza quem trabalha, o desemprego contagioso, tudo isso é esquecido quando o governo nos garante muitas piscinas....

"Mais 50 mil euros para uma piscina que só funcionou uma semana.
Edgar Silva (CDU) denuncia “incontinência na loucura por parte do jardinismo”
O líder da CDU, Edgar Silva, denunciou esta manhã, no Curral das Freiras, aquilo que designou como “um novo berbicacho” do Governo Regional: a piscina local, que foi inaugurada há cerca de ano e meio, só funcionou durante uma semana e no próximo ano vai necessitar de mais obras no valor de 50 mil euros.
“Com a inauguração, em Abril de 2011, decidiram-se pela instalação do aquecimento das piscinas a gás. Um ano e pouco depois dão-se conta que o investimento feito é insuficiente e então agora decidem-se por mais dinheiro e mais outra instalação de painéis solares para aquecer esta piscina”, descreveu o dirigente comunista. “Quando numa situação de crise por que passa a Madeira poderia recomendar alguma contenção na loucura, está provada a completa incontinência na loucura por parte do jardinismo”, completou o porta-voz da CDU." fonte

"A Madeira tem 21 piscinas construídas com dinheiros públicos e o Governo Regional inscreveu nove milhões de euros no Orçamento de 2013 para construir mais quatro.

Edgar Silva, que esteve esta tarde no Complexo de Piscinas da Penteada (que está fechado), considera a medida "uma perfeita loucura". Até porque, sublinhou, das piscinas financiadas com dinheiros públicos apenas três funcionam: a da Ribeira Brava, a dos Salesianos e a do Clube Naval.
"Isto não faz sentido, isto é uma loucura, num tempo de crise, decidir construir mais quatro piscinas quando já existem 21 e só três estão abertas". O Complexo da Penteada está fechado e, mesmo assim, o Orçamento de 2013 prevê a construção de mais um complexo de piscinas no Funchal. Fora o que está previsto para a Camacha, para o Estreito de Câmara de Lobos e para o Curral das Freiras. "Em parte alguma do mundo isto faz sentido, isto é deitar dinheiro fora para ninguém usar" fonte

"Associação de Natação suspende todas as provas
A falta de verbas impede a resolução da questão do aquecimento da água
Todas as provas de natação foram suspensas com efeito imediato. Isso mesmo foi garantido pelo presidente da Associação de Natação da Madeira, André Barreto,(...)
Mantemos a esperança na rápida regularização da situação, cientes de que a entidade supra mencionada continuará empenhada e a pressionar quem de direito a resolver o problema, por forma a que possamos retomara nossa actividade normal, voltando a colocar todas essas crianças e adolescentes a nadar em águas calmas e aquecidas", pode ler-se no comunicado." fonte

Claro... 
"Tribunal de Contas detectou 3,85 mil milhões de ilegalidades nas contas da Madeira" 13 Junho 2013, por Lusa

Outros casos de obras despesistas inúteis e abandonadas. 
Basta consultar a coluna à direita para continuar a descobrir o despesismo. 

18 comentários :

  1. -> Contrair dívida (para isto, ou para aquilo) pode conduzir a uma ESPIRAL RECESSIVA: o aumento de impostos para pagar a Dívida Pública... provoca uma diminuição do consumo... o que provoca um abrandamento do crescimento económico... o que, por sua vez, conduz a uma diminuição da receita fiscal!
    Por outras palavras: pedir dinheiro emprestado é um assunto demasiado sério para ser deixado aos políticos!!!
    -> Será necessário uma campanha para MOTIVAR os contribuintes a participar... leia-se, votar em políticos, sim, mas... não lhes passar um 'cheque em branco'!... Leia-se, para além do "O Direito ao Veto de quem paga" [blog 'fim-da-cidadania-infantil'], é urgente uma nova alínea na Constituição: o Estado só poderá pedir dinheiro emprestado nos mercados... mediante uma autorização expressa do contribuinte - obtida através da realização de um REFERENDO.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. MENVP:

      Estou de acordo consigo.

      Mas, como não é possível fazer referendos com muita frequência - e todos os meses os estados gastam muitos milhões - propunha que, NOS PROGRAMAS ELEITORAIS, viessem discriminadas as despesas previstas e os anos em que serão efectuadas - e só, por motivos imprevistos, quando as despesas de determinado projecto resvalassem além dos 2% previstos para esse ano - se realizaria um referendo sobre as seguintes possibilidades, em alternativa:

      1- Autorizando o valor a mais, ou 2- Suspendendo o investimento até novo referendo, a realizar num prazo nunca inferior a 3 anos, ou 3- Impedindo o aumento dos custos.

      Isto, claro está, para valores de aumento de dívida previsível abaixo dos 60% do PIB, conforme Maastrich.

      Eliminar
    2. Mais importante que decidir isso seria assumir que os ditadores que nos desgovernam, iriam alguma vez aceitar que alguém lhes retire um centímetro do seu megalomano poder. Se for a pedido, que eles respeitassem o povo haveria muito a pedir, eles não cedem e não vão colocar poder nenhum na mão do povo ou de outros.

      SABIA QUE PORTUGAL VIVE NUMA DITADURA?


      Não acredita? Consulte os factos em baixo e acorde para a verdade que o rodeia. Ajude Portugal inteiro a acordar, partilhe, divulgue... comente, fale...
      Todos os portugueses gritam a sete ventos que...
      Votar é um direito
      Votar é um dever
      Fascismo nunca mais
      Ditadura nunca mais
      Democracia sempre!!!
      E se os governos decidirem manter a ditadura, fingindo que é uma democracia, se eles o dizem o povo acredita!?
      Não existe prisão mais eficaz e duradoura, que a falsa ilusão de liberdade.
      Parecemos uns tontos com o cadafalso à fr


      ARTIGO COMPLETO: http://apodrecetuga.blogspot.com/2013/03/sabia-que-portugal-vive-numa-ditadura.html#ixzz2NA3g8c8m

      Eliminar
  2. Alberto João é o estrume da Madeira: Cheira mal, tem mau aspecto, atrai moscas mas, alimenta...

    Ele é a versão pimba que contrapõe a quadrlha silenciosa BPN que, em conjunto, tomaram conta do país há 30 anos.

    Jardim é o palhaço de serviço, enviado para entreter os media, quando os ladrões do "contenente" precisam actuar com tranquilidade.

    Entretanto, criou e alimentou esquemas económicos-financeiros que agora lhe exigem mais comida.

    Vai-lhes dando água, das piscinas, para entreter a fome...



    ResponderEliminar
  3. Mas é disto que os portugueses gostam e querem ter de volta!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Em Portugal andamos a raciocinar ao contrário e por isso a democracia não funciona.
      Não são os corruptos que vão deixar de ser corruptos por opção, é o nosso voto contra os corruptos que os expulsará do poder obrigará a ser honestos, os futuros governos. Os eleitores ainda não perceberam o erro de afirmar que só votam quando os políticos deixarem de ser corruptos, porque é precisamente por não votarmos, por os deixarmos impunes, que eles se tornam corruptos e que os corruptos sentem apetência por ingressar na carreira politica. É o mesmo que alguém estar a ser assaltado e dizer que só chama a policia se os ladrões pararem de roubar. Não faz sentido mas é isto que os eleitores portugueses fazem.
      É imprescindível, urgente e VITAL nesta equação democrática, o exercício do poder do povo que através do voto pode fazer justiça, punir, educar, travar e eliminar os abusos, e só assim equilibrar e moderar o poder dos políticos.
      Pensem... Seria eficaz se uma pessoa responsável por moldar comportamentos, (educar um filho delinquente, pacificar um cão agressivo, travar um ladrão reincidente, punir um politico corrupto,) decidisse que só iria agir quando o problema estivesse resolvido? Não tem lógica pois não? Mas é isso que os eleitores portugueses pensam e fazem em relação ás eleições.

      ARTIGO COMPLETO: http://apodrecetuga.blogspot.com/2015/05/partidos-portugueses-que-propoem.html#ixzz3iGc6ltlT

      Eliminar
  4. E que tal acabar com o governo Regional?

    Porque razão a Madeira e os Açores tem um governos regionais e Trás-os-Montes não?
    São mais umas centenas de prostitutas nos respectivos parlamentos a comer da mesma manjedoura. Como é que se alimenta tanto bicho esfomeado? E eles comem e bebem á grande.
    E ainda por cima estão sempre a cuspir no "contenente". Bastardos, Chulos!!!!

    Ainda está por inventar um spray anti-parasitas contra este tipo de bichos e larvas.







    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Todos sabemos o que se devia acabar e o que se devia começar, todos sabemos o que arruina Portugal. Mas tb sabemos que os que arruínam Portugal, fazem questão de que as coisas permaneçam assim e ninguém tenha o poder de as mudar, para além deles e quando lhes convier.

      Eliminar
    2. Pedro Lopes,o problema não é a Autonomia mas sim a não aplicação da lei contra a corrupção e a protecção dos politicos que não são julgados ou dimitidos...Como madeirense não aceito o fim da Autonomia mas sim mais Autonomia mas enquanto o rei da tabanca tiver a governar nada feito...

      Eliminar
    3. "lei contra a corrupção"

      Corruptos a fazer leis contra eles? Why?

      Mas a Madeira tem 50 deputados para 250K habitantes.
      Temos de lhes pagar todas as mordomias mais a pensões quando saem de lá.
      Para mim é uma região como as outras. Poderiam receber um pouco mais devido aos gastos em deslocações.
      O PIB da madeira é suficiente para os gastos?

      Eliminar
    4. BASTAVA O POVO SABER COMO SE VOTA CONTRA OS PARTIDOS CORRUPTOS E PORTUGAL SERIA LIMPO DA CORRUPÇÃO. VOTEM EM PARTIDOS SEM ASSENTO PARLAMENTAR SÓ ISSO TEM VALOR E PUNE OS PARTIDOS CORRUPTOS. Nos paises menos corruptos do mundo a democracia funciona porque as pessoas sabem votar e usam o voto, 90% votam... aqui só temos eleitores ignorantes por isso quem não funciona são os eleitores e não a democracia.
      A abstenção afinal obtém um resultado contrário, ao que pretendem os abstencionistas
      Por isso, o que me chateia na vossa abstenção é a falta de colaboração num trabalho importante. Não é uma questão de direitos ou deveres cívicos em abstracto. O problema é concreto. Temos uma tarefa difícil, da qual depende o nosso futuro, e vocês ficam encostados sem fazer nada.
      Isto tem consequências graves para a democracia. Quando a maioria não quer saber das propostas dos partidos, está-se nas tintas para o desempenho dos candidatos e nem se importa se cumprem os programas ou não, o melhor que os partidos podem fazer para conquistar votos é dar espectáculo. Insultarem-se para aparecerem mais tempo na televisão mentirem para agradar. Vocês dizem que se abstêm porque a política é uma palhaçada mas a política é uma palhaçada porque vocês não votam. Vocês não exercem o vosso dever de votar contra quem faz mal ao país. O vosso de dever e direito de punir os que lesam o país nas urnas.
      A culpa é vossa porque não é preciso muita gente votar em palhaços para os palhaços ganharem. Basta que a maioria não vote.. Basta abanar o pano da cor certa e, se mais ninguém vota, eles ficam na maioria. Mas se vocês colaborassem e se dessem ao trabalho de avaliar as propostas, julgar e punir os partidos que há 40 anos destroem o teu país, se os responsabilizassem pelas promessas que fazem e votassem contra os que mentiram, deixava de haver palhaços, interesseiros e imbecis na política.
      MAIS ARTIGOS SOBRE CIDADANIA E EDUCAÇÃO CIVICA, NESTE LINK, APRENDA A VIVER EM DEMOCRACIA SE QUER QUE ELA FUNCIONE::.. INFORME-SE VEJA ESTE LINK

      http://apodrecetuga.blogspot.pt/2015/10/percebam-que-abstencao-afinal-obtem-um.html#.WM_ogfmLTIU

      Eliminar
  5. É importante denunciar ou expor as situações ilícitas, a corrupção, o nepotismo, etc.
    Alertar as consciências e acordar os acomodados.

    Nisso, este blog tem sido incansável. É por isso que vou sugerir o seguinte:

    Na situação actual do país (e da Europa) é igualmente importante começar a apresentar um programa político, económico e social alternativo de "regeneração" que seja sustentável, verosímil, credível e exequível.

    Minhas senhoras e senhores, apresentem as vossas propostas (ainda que sectoriais, parcelares, incompletas), mas mostrem-nas e demonstrem que fora da política há gente competente e com ideias para proporcionar um futuro decente neste país.

    Cumps.,
    Falso Vate

    ResponderEliminar
  6. Anónimo das 12:55, o caminho a seguir é mesmo esse: SÃO PRECISAS IDEIAS!
    Gostei das ideias que indicou.
    Vou colocar o seu comentário no meu blog.

    ResponderEliminar
  7. Os eleitores deviam meditar nesta noticia que verdadeira ajuda a entender como embusteiros vos fazem acreditar em patranhas tanto na Madeira como em !!Portugal!!. quando das cheis e que se perderam ate casas e armazens de camara o representante da Ordem engenheiros tambem participou publicamente na propaganda montada de lagrimas de crocodilo. Quem assumiu a responsabilidade de assinar todos os projectos das obras perdidads por construidas em leito de cheia?
    Os arquitectos da camaras que autorizaram -nao; o Eng que obrigatoriamente teve que assinar (e mais importante ser pago) -nao ; quem pagou as favas foi o especialista dono da obra que se nao e competente fosse!!! as patranhas que estes eleitores gostam de ouvir -talvez que seja mesmo assim (estadios futebol e fatima sempre cheia)querem dizer alguma coisa porque votam nos mais que provados aldraboes.

    ResponderEliminar
  8. É lamentável!!! Tem de ser a Chicote...De outra maneira não vai...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. BASTAVA O POVO SABER COMO SE VOTA CONTRA OS PARTIDOS CORRUPTOS E PORTUGAL SERIA LIMPO DA CORRUPÇÃO. VOTEM EM PARTIDOS SEM ASSENTO PARLAMENTAR SÓ ISSO TEM VALOR E PUNE OS PARTIDOS CORRUPTOS. Nos paises menos corruptos do mundo a democracia funciona porque as pessoas sabem votar e usam o voto, 90% votam... aqui só temos eleitores ignorantes por isso quem não funciona são os eleitores e não a democracia.
      A abstenção afinal obtém um resultado contrário, ao que pretendem os abstencionistas
      Por isso, o que me chateia na vossa abstenção é a falta de colaboração num trabalho importante. Não é uma questão de direitos ou deveres cívicos em abstracto. O problema é concreto. Temos uma tarefa difícil, da qual depende o nosso futuro, e vocês ficam encostados sem fazer nada.
      Isto tem consequências graves para a democracia. Quando a maioria não quer saber das propostas dos partidos, está-se nas tintas para o desempenho dos candidatos e nem se importa se cumprem os programas ou não, o melhor que os partidos podem fazer para conquistar votos é dar espectáculo. Insultarem-se para aparecerem mais tempo na televisão mentirem para agradar. Vocês dizem que se abstêm porque a política é uma palhaçada mas a política é uma palhaçada porque vocês não votam. Vocês não exercem o vosso dever de votar contra quem faz mal ao país. O vosso de dever e direito de punir os que lesam o país nas urnas.
      A culpa é vossa porque não é preciso muita gente votar em palhaços para os palhaços ganharem. Basta que a maioria não vote.. Basta abanar o pano da cor certa e, se mais ninguém vota, eles ficam na maioria. Mas se vocês colaborassem e se dessem ao trabalho de avaliar as propostas, julgar e punir os partidos que há 40 anos destroem o teu país, se os responsabilizassem pelas promessas que fazem e votassem contra os que mentiram, deixava de haver palhaços, interesseiros e imbecis na política.
      MAIS ARTIGOS SOBRE CIDADANIA E EDUCAÇÃO CIVICA, NESTE LINK, APRENDA A VIVER EM DEMOCRACIA SE QUER QUE ELA FUNCIONE::.. INFORME-SE VEJA ESTE LINK

      http://apodrecetuga.blogspot.pt/2015/10/percebam-que-abstencao-afinal-obtem-um.html#.WM_ogfmLTIU

      Eliminar