20 março, 2012

CGD, mais uma elite protegida. Sacrifícios só para alguns? (Actualizado)

arruinar Portugal futuro
O Governo continua a mostrar que a crise é só para quem não tem defesa, nem dinheiro.
À semelhança do que tem vindo a fazer, o governo abriu novamente mão do contributo de algumas classes autorizando que fiquem isentas dos sacrifícios... afinal Portugal não precisa de dinheiro, ou só precisa do dinheiro de alguns?
  • Mudou a lei para proteger o Banco de Portugal e depois, muito inocentemente, disse aos portugueses que não tinha poder para "mexer" no Banco de Portugal... o que não disse aos portugueses é que foi ele que pediu para que a lei assim o estipulasse... 1 mês antes!? 
  • Mudou a lei para que a justiça ficasse também com mais direitos que os outros portugueses e salva dos sacrificios... 
  • Estabeleceu que a TAP afinal também não teria que cortar nos salários como aconteceu com todos os outros... 
  • E agora chegou a vez de a CGD se juntar ao clube dos protegidos. Não terão de cortar salários! 
  • RTP e CTT preparam também o seu pedido para se aliarem aos protegidos e abandonarem o sacrifício.... alegando igualdade de direitos. Ora nem mais... 
O que terão estas classes em comum, para estarem entre as protegidas e eleitas?
Será por serem classes que vivem à beira da pobreza e o governo teve pena delas?
Não foi certamente essa a razão que as levou a ser as eleitas, pois todas elas são das mais bem pagas de Portugal...
Muitas serão as razões para tal injustiça... a maioria delas ficará sempre no segredo dos deuses. No entanto existem algumas que podemos deduzir, assim à vista desarmada, calcula-se que o que faz destas classes uma elite protegida, é o poder politico que detêm, pois albergam muitos ex-políticos, futuros políticos e boys.
---"A Caixa Geral de Depósitos vai manter os salários dos seus trabalhadores durante este ano, à semelhança do que acontecerá com a TAP, confirmou o Ministério das Finanças ao jornal Público.
O Público já tinha revelado, esta semana, que a Caixa Geral de Depósitos iria beneficiar de um regime de exceção entre as empresas públicas, uma vez que os funcionários tinham recebido os seus salários por inteiro nos meses de Janeiro e Fevereiro. Na altura, o Ministério das Finanças apenas disse que o Governo ainda não tinha tomado uma decisão sobre o assunto, uma informação que vem agora a revelar-se falsa.
Ontem mesmo, o Ministério das Finanças garantiu que haveria apenas uma excepção aos cortes salariais, pois nenhuma outra empresa pública reuniria as mesmas condições que a transportadora aérea portuguesa. Também esta informação contraria a informação agora prestada aoPúblico, segundo a qual a exceção para a CGD estaria prevista desde Janeiro." publico.pt
---"Trabalhadores dos CTT exigem regime de excepção aos cortes"
Já ninguém quer ser desprezado, todos que podem, se esquivam à austeridade, quem terá de pagar cada vez mais, são os que não se podem esquivar!??
---E aparentemente a RTP é o cliente que se segue. Já se prepara para o pedido de fuga ao sacrifício. O alvoroço da austeridade que impunha sacrifícios, parece afinal fumo sem fogo...
Afinal isto dos sacrifícios tem mais a ver com a velha máxima; " Quem não chora, não mama" do que com a outra que diz; "O Sol quando nasce, nasce para todos."

O rol de excepções salariais concedidas pelo actual Governo este ano começou pela TAP e pela CGD, isentadas da manutenção dos cortes impostos em 2011. Desde então, têm-se avolumado os casos de empresas e institutos que escaparam às regras de contenção de despesas, anunciadas como uma verdadeira revolução.
O executivo foi-lhes atribuindo os mais diversos nomes: adaptações, regimes especiais, caminhos alternativos. Mas a consequência é uma única: um aumento considerável dos custos com remunerações, num momento em que são pedidos duros sacrifícios ao país.
Há uma outra característica transversal a todas estas decisões: a forma com que têm vindo a público. No caso da TAP e da CGD, o Governo e as próprias empresas tentaram ao máximo conter a informação, pedindo inclusivamente aos sindicatos que não falassem sobre o assunto. Mas, em Março, quando o PÚBLICO avançou que a transportadora aérea estatal iria, tal como tinha acontecido em 2011, manter os salários dos trabalhadores intactos, o Ministério das Finanças viu-se obrigado a confirmar que lhe tinha concedido esse benefício.
Chamou-lhe uma "adaptação", justificando-o com o facto de, no acordo firmado com a tutela, a TAP ter sido obrigada a compensar a excepção aos cortes (que deveriam variar entre 3,5% e 10%) com um emagrecimento de outras despesas com pessoal. Na altura, o Governo disse que essa compensação teria de ser de 73,2 milhões de euros, mas este valor incluía a eliminação dos subsídios de férias e de Natal (54 milhões), que já estava prevista no Orçamento do Estado para 2012. 

cadernos eleitorais
ABSTENÇÃO É O ALIMENTO DA CORRUPÇÃO. VOTA CONTRA ELES

12 comentários :

  1. Eu fui roubado por uma corja de gatunos que me roubaram cinquenta e dois anos de descontos,trabalhei até aos sessenta e sete anos,partiram o mealheiro das minhas economias,para isto não existe tribunal constitucional,direitos umanos tudo contra a classe desprotegida,são todos corruptos e ladrões................

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E que mal tem? O teu prazo de validade já passou há muitos anos velho jarreta.. Queres receber mais? TRABALHA!! És reformado e não fazes nada o dia todo!

      Eliminar
    2. Com este comentário vê-.se bem a qualidade moral do seu autor. Provavelmente, os seus pais , também jarretas e xulos do estado nada contribuíram para a sua educação. A menos que nunca tenha tido pai nem mãe!..

      Eliminar
    3. BASTAVA O POVO SABER COMO SE VOTA CONTRA OS PARTIDOS CORRUPTOS E PORTUGAL SERIA LIMPO DA CORRUPÇÃO. VOTEM EM PARTIDOS SEM ASSENTO PARLAMENTAR SÓ ISSO TEM VALOR E PUNE OS PARTIDOS CORRUPTOS. Nos paises menos corruptos do mundo a democracia funciona porque as pessoas sabem votar e usam o voto, 90% votam... aqui só temos eleitores ignorantes por isso quem não funciona são os eleitores e não a democracia.
      A abstenção afinal obtém um resultado contrário, ao que pretendem os abstencionistas
      Por isso, o que me chateia na vossa abstenção é a falta de colaboração num trabalho importante. Não é uma questão de direitos ou deveres cívicos em abstracto. O problema é concreto. Temos uma tarefa difícil, da qual depende o nosso futuro, e vocês ficam encostados sem fazer nada.
      Isto tem consequências graves para a democracia. Quando a maioria não quer saber das propostas dos partidos, está-se nas tintas para o desempenho dos candidatos e nem se importa se cumprem os programas ou não, o melhor que os partidos podem fazer para conquistar votos é dar espectáculo. Insultarem-se para aparecerem mais tempo na televisão mentirem para agradar. Vocês dizem que se abstêm porque a política é uma palhaçada mas a política é uma palhaçada porque vocês não votam. Vocês não exercem o vosso dever de votar contra quem faz mal ao país. O vosso de dever e direito de punir os que lesam o país nas urnas.
      A culpa é vossa porque não é preciso muita gente votar em palhaços para os palhaços ganharem. Basta que a maioria não vote.. Basta abanar o pano da cor certa e, se mais ninguém vota, eles ficam na maioria. Mas se vocês colaborassem e se dessem ao trabalho de avaliar as propostas, julgar e punir os partidos que há 40 anos destroem o teu país, se os responsabilizassem pelas promessas que fazem e votassem contra os que mentiram, deixava de haver palhaços, interesseiros e imbecis na política.
      MAIS ARTIGOS SOBRE CIDADANIA E EDUCAÇÃO CIVICA, NESTE LINK, APRENDA A VIVER EM DEMOCRACIA SE QUER QUE ELA FUNCIONE::.. INFORME-SE VEJA ESTE LINK http://apodrecetuga.blogspot.pt/2015/10/percebam-que-abstencao-afinal-obtem-um.html#.WM_ogfmLTIU

      Eliminar
  2. A mim,a Caixa Geral de Aposentações,roubou-me a minha parca pensão de velhice por eu ter perdido a nacionalidade portuguesa,e isto com base num Decreto/Lei de 1972,ano em que obtive a nacionalidade holandesa, a qual eu solicitei para assegurar a minha estadia e o meu trabalho aqui,dado que emigrei já com 40 anos de idade e não queria voltar para a pobreza e miséria em Portugal.
    A Pátria-Mãe p'ra mim madrasta,
    empurrou-me p'rà emigração,
    e maldita seja a Governação,
    que Portugal p'rà miséria arrasta.

    ResponderEliminar
  3. É MENTIRA!!!! A CGD fez os cortes salariais de acordo com o orçamento.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Noticias do jornal O Público.... como pode ver

      Eliminar
    2. Esta malta da CGD são uns privilegiados!!

      Não há direito eles viverem abastados à custa dos meus impostos que tanto me custam pagar!

      Zita, por favor faça os possíveis para que todos saibam o que estes gatunos nos andam a fazer! Assim não há país que aguente!

      Eliminar
  4. nao ha mal em terem reformas altas. se forem baseadas nos descontos que fizeram e nao afecte os outros reformados

    ResponderEliminar
  5. Acho engraçado que a ideia que passa é que temos todos de ganhar o mesmo, pois que, se assim não for vivemos num país injusto, corrupto e que só defende os grandes e poderosos.
    Sou contra as excepções criadas por este Governo. Os sacrifícios devem impostos a todos sem qualquer tipo de excepção. É vergonhoso o que este governo que tanto "barafustou" contra as medidas tomadas pelo governo anterior venha ter esta postura e esta atitude. Se por um lado acaba com os cortes para o funcionários públicos e empresas publicas e faz este tipo de aumentos, por outro, carrega os cidados com impostos indirectos que afectam todos de foram igual, o que quer dizer que, quem ganhe menos sofre muito mais!
    Viva o socialismo. Viva o PCP e BE que apoiam e viabilizam este governo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. BASTAVA O POVO SABER COMO SE VOTA CONTRA OS PARTIDOS CORRUPTOS E PORTUGAL SERIA LIMPO DA CORRUPÇÃO. VOTEM EM PARTIDOS SEM ASSENTO PARLAMENTAR SÓ ISSO TEM VALOR E PUNE OS PARTIDOS CORRUPTOS. Nos paises menos corruptos do mundo a democracia funciona porque as pessoas sabem votar e usam o voto, 90% votam... aqui só temos eleitores ignorantes por isso quem não funciona são os eleitores e não a democracia.
      A abstenção afinal obtém um resultado contrário, ao que pretendem os abstencionistas
      Por isso, o que me chateia na vossa abstenção é a falta de colaboração num trabalho importante. Não é uma questão de direitos ou deveres cívicos em abstracto. O problema é concreto. Temos uma tarefa difícil, da qual depende o nosso futuro, e vocês ficam encostados sem fazer nada.
      Isto tem consequências graves para a democracia. Quando a maioria não quer saber das propostas dos partidos, está-se nas tintas para o desempenho dos candidatos e nem se importa se cumprem os programas ou não, o melhor que os partidos podem fazer para conquistar votos é dar espectáculo. Insultarem-se para aparecerem mais tempo na televisão mentirem para agradar. Vocês dizem que se abstêm porque a política é uma palhaçada mas a política é uma palhaçada porque vocês não votam. Vocês não exercem o vosso dever de votar contra quem faz mal ao país. O vosso de dever e direito de punir os que lesam o país nas urnas.
      A culpa é vossa porque não é preciso muita gente votar em palhaços para os palhaços ganharem. Basta que a maioria não vote.. Basta abanar o pano da cor certa e, se mais ninguém vota, eles ficam na maioria. Mas se vocês colaborassem e se dessem ao trabalho de avaliar as propostas, julgar e punir os partidos que há 40 anos destroem o teu país, se os responsabilizassem pelas promessas que fazem e votassem contra os que mentiram, deixava de haver palhaços, interesseiros e imbecis na política.
      MAIS ARTIGOS SOBRE CIDADANIA E EDUCAÇÃO CIVICA, NESTE LINK, APRENDA A VIVER EM DEMOCRACIA SE QUER QUE ELA FUNCIONE::.. INFORME-SE VEJA ESTE LINK http://apodrecetuga.blogspot.pt/2015/10/percebam-que-abstencao-afinal-obtem-um.html#.WM_ogfmLTIU

      Eliminar
  6. BASTAVA O POVO SABER COMO SE VOTA CONTRA OS PARTIDOS CORRUPTOS E PORTUGAL SERIA LIMPO DA CORRUPÇÃO. VOTEM EM PARTIDOS SEM ASSENTO PARLAMENTAR SÓ ISSO TEM VALOR E PUNE OS PARTIDOS CORRUPTOS. Nos paises menos corruptos do mundo a democracia funciona porque as pessoas sabem votar e usam o voto, 90% votam... aqui só temos eleitores ignorantes por isso quem não funciona são os eleitores e não a democracia.
    A abstenção afinal obtém um resultado contrário, ao que pretendem os abstencionistas
    Por isso, o que me chateia na vossa abstenção é a falta de colaboração num trabalho importante. Não é uma questão de direitos ou deveres cívicos em abstracto. O problema é concreto. Temos uma tarefa difícil, da qual depende o nosso futuro, e vocês ficam encostados sem fazer nada.
    Isto tem consequências graves para a democracia. Quando a maioria não quer saber das propostas dos partidos, está-se nas tintas para o desempenho dos candidatos e nem se importa se cumprem os programas ou não, o melhor que os partidos podem fazer para conquistar votos é dar espectáculo. Insultarem-se para aparecerem mais tempo na televisão mentirem para agradar. Vocês dizem que se abstêm porque a política é uma palhaçada mas a política é uma palhaçada porque vocês não votam. Vocês não exercem o vosso dever de votar contra quem faz mal ao país. O vosso de dever e direito de punir os que lesam o país nas urnas.
    A culpa é vossa porque não é preciso muita gente votar em palhaços para os palhaços ganharem. Basta que a maioria não vote.. Basta abanar o pano da cor certa e, se mais ninguém vota, eles ficam na maioria. Mas se vocês colaborassem e se dessem ao trabalho de avaliar as propostas, julgar e punir os partidos que há 40 anos destroem o teu país, se os responsabilizassem pelas promessas que fazem e votassem contra os que mentiram, deixava de haver palhaços, interesseiros e imbecis na política.
    MAIS ARTIGOS SOBRE CIDADANIA E EDUCAÇÃO CIVICA, NESTE LINK, APRENDA A VIVER EM DEMOCRACIA SE QUER QUE ELA FUNCIONE::.. INFORME-SE VEJA ESTE LINK http://apodrecetuga.blogspot.pt/2015/10/percebam-que-abstencao-afinal-obtem-um.html#.WM_ogfmLTIU

    ResponderEliminar