28 outubro, 2011

A BANCA, ESSES SERES SUPERIORES AOS CIDADÃOS.

Vitor Gaspar protege elites
Ora como a banca é uma das classes mais desfavorecidas,  menos bem paga e ainda das que menos se tem aproveitado do estado, irá escapar ao sacrifício IMPOSTO a todos os pensionistas do país. 

"Reformados da banca continuam a receber 14 pensões/ano
Depois da reunião de ontem com banca e o Governo, os sindicatos dizem que as suas principais reivindicações foram satisfeitas.
Serão a excepção nos próximos dois anos. Apesar da transferência dos fundos de pensões da banca para a Segurança Social, os bancários reformados continuarão a receber 14 meses em 2012 e 2013, ao contrário de todos os outros pensionistas.
Depois da primeira reunião tripartida, outra reivindicação que também ficou satisfeita foi a garantia de que as pensões dos bancários serão actualizadas como previsto em negociação colectiva, escapando ao congelamento aplicado aos outros reformados." 
fonte 


As protecçoes de elites tem continuado a marcar as medidas deste governo.

2 comentários :

  1. Nosso País ,tem trabalhadores de várias classes bocas de várias classes ,e todos são Drs ,quem trabalhou 60 horas semanais sendo trabalho duro e com a mesma formação de bancários ,,pois muitos estão nos bancos e reformados com o antigo nono ano ,e TÊEM efetivamente 14 meses de reforma ,e o desgracado que trabalhou 60 horas semanais tem uma pensão de 400€ vejam bem. .. É só recebem por 12 meses ,,isto é justiça? Não é inveja ,e moralidade ,,,MORALIDADE,,

    ResponderEliminar
  2. TEMOS OS POLITICOS QUE MERECEMOS SOMOS NÓS QUE OS MOLDAMOS
    UM POVO QUE NÃO VOTA NEM SABE USAR O VOTO JAMAIS SERÁ REPRESENTADO, TEMIDO OU SEQUER RESPEITADO E JAMAIS SABOREARÁ AS VANTAGENS DA DEMOCRACIA...
    Em Portugal vence sempre a abstenção e a ignorância e os corruptos.
    O povo não sabe que o voto não serve apenas para votar a favor dos que mais se apoiam, serve também para votar contra os que mais roubam e mentem.
    O critério decisivo da democracia é a possibilidade de votar contra os partidos que há 40 anos destroem o país
    Karl Popper, sobre democracia, responsabilidade e liberdade.
    (…)
    Inicialmente, em Atenas, a democracia foi uma tentativa de não deixar chegar ao poder déspotas, ditadores, tiranos. Esse aspecto é essencial. Não se tratava, pois, de poder popular, mas de controlo popular. O critério decisivo da democracia é – e já era assim em Atenas – a possibilidade de votar contra pessoas, e não a possibilidade de votar a favor de pessoas.
    Foi o que se fez em Atenas com o ostracismo. (…)
    Desde o início que o problema da democracia foi o de encontrar uma via que não permitisse a
    ninguém tornar-se demasiado poderoso. E esse continua a ser o problema da democracia. (…)

    ARTIGO COMPLETO: http://apodrecetuga.blogspot.com/2015/09/o-criterio-decisivo-da-democracia-e.html#ixzz3qcV7Aoi8

    ResponderEliminar