20 março, 2014

O sucesso das medidas de austeridade para os ricos, está à vista.



doentes sem medicamentos

A MISÉRIA PORTUGUESA

As cifras negras de Portugal, quase 40 anos após o "25 de Abril de 1974".
Pobres em Portugal: 3 milhões de pessoas.
Desempregados: 1.500.000 indivíduos.
População ativa em Portugal: 5.587.300 indivíduos.
População Prisional: 12.681 reclusos
Emigrantes Portugueses (até à 3.ª geração): 31,2 milhões pelo mundo fora.
Crianças portuguesas com fome assinalados nas escolas: 12 mil.
Portugueses com fome: 300 mil.
Idosos na solidão: 23 mil idosos a viverem sozinhos ou na solidão (Censo da GNR).
Portugueses sem Médico de família: 700 mil pessoas.
Pessoas sem-abrigo: 3.500.
Pessoas sem água canalizada ou esgotos ao domicílio: 700 mil.


Número de Abortos em 2012: 18.924 em 2012, 2.214 abortos em menores de 19 anos, e 70 por raparigas com menos de 15 anos, 52 abortos por dia.
90 milhões de euros gastos com os cuidados médicos com os abortos e os subsídios pós-aborto.
Preços Combustíveis: dos mais altos da Europa e do mundo, Gasolina €1,43, Gasóleo € 1,29.
Remunerações dos conselhos de administração das 20 empresas portuguesas cotadas na Bolsa quintuplicaram entre 2000 e 2012. Paralelamente, os gestores das empresas portuguesas ganham, em média, cerca de 30 vezes mais do que os trabalhadores das empresas que administram.
As 100 maiores fortunas de Portugal valem 32 mil milhões de euros, o que corresponde a 20% da riqueza total nacional.
PIB Portugal em 2012: 165 mil milhões de euros (contração de 3,2% em relação a 2011)
Crescimento do PIB de 2000 a 2012: (segundo estudos do FMI) o PIB de Portugal cresceu apenas 1,97%.
25,4% (3.7 milhões) dos habitantes em Portugal vivem com menos de 414 euros por mês, ou sejam são os considerados oficialmente (!) como pobres.
41% dos portugueses vivem em privação material, (dificuldade, por exemplo, em pagar as rendas sem atraso, manter a casa aquecida ou fazer uma refeição de carne ou de peixe pelo menos de dois em dois dias).
14,5% por cento dos portugueses vivem em casas sobrelotadas.
População portuguesa abaixo do índice de pobreza: 20% - 2 milhões de pobres, sendo que 1/3 são reformados, 22% são trabalhadores remunerados e 21,2% são trabalhadores por conta própria.
5% da população portuguesa (530 mil pessoas) sofre sérias perturbações no acesso a alimentos.
Défice do Estado Português em 2012: 6,4% do PIB, ou seja 10,6 mil milhões de euros.
25% das crianças portuguesas que entram na escola (375 mil) vêm de famílias onde a pobreza é extrema.
Orçamento da Assembleia da República para 2013: 65 milhões 18 mil 783 euros.
Subsídios aos Partidos Políticos: 64 milhões 195 mil 300 €. (mais 56% do que em 2012)
Orçamento da Presidência da República Portuguesa para 2013: 16 milhões 272 mil 380 € (-0,84% do que em 2012). O Orçamento da Presidência da República portuguesa continua a ser assim superior em dobro ao da Casa Real espanhola que, em 2012, dispôs de um total de 8.264 mil euros, implicando uma redução de 2% relativamente ao ano anterior
Dívida Pública Portuguesa: Dívida total (fim de Março de 2013) : 199.676.349.188€ (123,6% do PIB). Em 1974 eram de 10 mil milhões, correspondendo a 20% do PIB, ou seja, em 39 anos a dívida foi multiplicada por 20 vezes mais.
Juros anuais da dívida pública portuguesa: Segundo o INE, em 2010, os juros da Divida Pública atingiram 6.849 milhões no final de 2012.
Reservas de Ouro do Banco de Portugal: 382.509,58 kg. Em 1974 eram de 865.936, ou seja, em 39 anos desapareceram 483.426,42 kg de ouro o que dá uma média de 13.428,5 kg por ano.
Dívida externa Portuguesa em Fevereiro de 2013: 734,3 mil milhões de Euros (cada Português deve € 69.300,00 ao estrangeiro).
Em 2012, cada cidadão pagou só de juros da dívida pública 754 euros o que, no conjunto, equivale a 4,4 por cento do PIB
Défice da balança comercial portuguesa de transações em Fevereiro de 2013:2.23 mil milhões de Euros.

Funcionários Públicos: 583.669.
Beneficiários do Rendimento Social de Inserção: 274.937 pessoas.
Salários dos principais gestores públicos em 2010: Presidente da TAP (Fernando Pinto) € 624.422,21 (igual a 55,7 anos de salário médio anual de cada português), o Presidente da CGD (Faria de Oliveira) recebeu € 560.012,80 (igual a 50 anos de salário médio anual de cada português) e o seu Vice-Presidente (Francisco Bandeira) recebeu € 558.891,00, Salário anual do Governador do Banco de Portugal 243 mil Euros, Salário anual do presidente da Anacom 234 mil Euros.
Despesa total do Estado com reformas de ex-políticos e ex-governantes em 2010: 280 milhões de euros, passando a serem secretos, portanto desconhecidos os números reais desde então, por ordem do Governo e da Assembleia da República.
Toxicodependentes: 50 mil toxicodependentes em tratamento.
Criminalidade em 2012: 385.927 crimes, 22.270 crimes violentos e graves, 419 sequestros, 149 homicídios, raptos e roubos.
Portadores de HIV: 41.035
Prostitutas e pessoas ligadas ao negócio do sexo: mais de 30.000.
Eletricidade 61% mais cara que a média da OCDE. Média da OCDE = 0,12 KVW, Portugal = € 0,16 KVW, Grécia = € 0,10 KVW, Espanha = € 0,14 KVW.
Petróleo Doméstico mais caro da Europa: Tonelada métrica em Portugal = € 386,00; Média da OCDE = € 333,00.
Gasolina com carga fiscal mais elevada da Europa, com 64% de impostos.
Gás natural mais caro da Europa = € 713,00; Média OCDE = € 580,00 Kcal; Grécia = € 333,00 Kcal.
Analfabetismo em Portugal, o mais elevado de toda a Europa: 7,5%. fonte

Portugal cada vez mais um inferno dos pobres e um paraíso dos ricos. 
O CAOS DO SNS


Os ricos cada vez mais ricos



OCDE garante que Portugal é um país pobre, devido à corrupção

<

12 comentários :

  1. Isto é a realidade, o que é Portugal. Cada vez as pessoas estão mais pobres, menos poder de compra, cada vez é maior o custo de vida. Os portugueses nunca tiveram grandes salários, apenas se vivia melhor, com dignidade, mas nunca dava para fazer grandes poupanças. Mas com a treta da austeridade, os portugueses estão a regredir nas condições de vida cerca de 20 anos atrás, o que não se aceita, com novas tecnologias, com a evolução da sociedade, temos de mudar de rumo de vida o mais urgente possível.
    Aquilo que dizem que Portugal é bom aluno, só se entende porque os políticos portugueses são uns canalhas, não lesam pelo interesse do próprio povo, mas sim para encher os bolsos a uma pequena minoria.

    Com salários miseráveis neste País, como se tem a gasolina das mais caras da Europa, a electricidade das mais caras. O dinheiro não estica, nem é fêmea para se reproduzir. Muita gente trabalha praticamente o salário é só para fazer face as despesas de deslocação. Normalmente quem trabalha devia criar riqueza, ter dinheiro para fazer mexer a economia interna, mas não trabalha-se para pagar brutal carga de irs.

    Por este caminho PORTUGAL não tem FUTURO. E a prova está na baixa taxa de natalidade. Isto não é por acaso que acontece. A baixa taxa de natalidade é o reflexo das famílias que não perspectivas de estabilidade financeiras, estão cientes das enormes dificuldades e trazer mais um filho a este mundo e tem a noção que não podem dar as melhores condições de vida.

    Fernando

    ResponderEliminar
  2. Este blog devia ser mesmo de leitura obrigatória para toda a população. Merece os meus sinceros parabéns. Hoje foca os números reais sobre o estado lastimável do País Mas o povo português tem culpa no cartório, as pessoas (povo) não são exigentes, logo serve qualquer mentiroso, vigarista para tomar conta do País. Não são chamados à responsabilidade pelos seus actos criminosos, logo a ocasião faz o grande ladrão. O povo só sabe votar, ps psd logo este 2 partidos são os principais culpados pelas crises que Portugal. Os políticos português são os verdadeiros canalhas, o cancro do mal da sociedade.

    Mas os portuguesitos aceitam tudo, cada vez mais pobreza, miséria, não se vê ninguém a condenar, criticar os mentecapos que nos desgovernam. Mas se dizem mal da ronaldete cai logo o carmo e a trindade e quem diz mal não é patriota. Realmente somos um povo pateta, e de facto não abrimos os olhos.

    Fernando

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ...'Mas os portuguesitos aceitam tudo,' porque um povo cupista e chibo jamais sera unido. 90% das familias se defaudam uns os outros em caso de heranca, e no trabalho ('revolucao? nao, um povo chupista quer e tacho e promocao,') Por isso temos estes politicos, nda mais do que carao de visita deste povo 'honrado'.

      Eliminar
  3. E os eleitores que não encontram alternativa se não darem os votos aos partidos que já mostraram dar prioridade as benesses proprias, devem entender que se não se alterar o sistema politico, bem podemos clamar contra a corrupçao e benesses que não vamos fazer mais que chover no molhado. Para já voto sempre em alternativas que ajudem a retirar a basofia a que tendo enterrado o país por dezenas de anos se comporta como se os culpados é a merkl ou o painatal. Mas a aminha vontade é uma lista que defenda claramente acabar comas benesses dos politicos e corrrupção. Estou disponivel para colaborar assim haja muitos mais.

    ResponderEliminar
  4. A farsa que existe neste país é pior do que parece, temos carnaval o ano todo! Certas pessoas só fazem aquilo que outras lhes permitem que façam. Este povo gosta muito de circo, comodismo e estupidez, este é o principal problema. Os políticos e outros não vieram do povo??? Porque haviam de ser diferentes?
    Dizem que as pessoas estão mais pobres, sim, principalmente pobres de espírito, pobres de valores, esta é a pobreza que eu vejo. Depois há a imprensa cujo principal objetivo é incentivar a diversão e a estupidez, manipular as pessoas e desviar a atenção do essencial. E este povo vai na conversa pois como eu disse gosta muito de circo. Mas este problema não o querem ver!

    ResponderEliminar
  5. Já viu o embuste por detrás das eleições? Você vai continuar a alinhar nesta farsa a que chamam de Democracia? Ou vai se juntar à maior abstenção de sempre e demonstrar o seu repúdio por esta Partidocracia que nunca nos representou verdadeiramente? Estes partidos, que nos desgraçaram ao longo de 40 anos, estão "podres" e "fedem" por todos os lados tal o grau de "putrefação" que atingiram. E é por isso que Portugal está "moribundo".

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. https://www.youtube.com/watch?v=AyRGCzYQJnk

      Eliminar
  6. Afinal para que servem as FA, se apenas e só se manifestam em nome pessoal e nunca se indignam pelo sofrimento do povo que, (dizem), juraram defender com o custo se necessário da própria vida? UM POVO QUE SUPORTA ISTO NADA MERECE!!! REVOLTA, GUERRILHA URBANA JÁ, OU VAMOS MORRER À MINGUA!!!

    ResponderEliminar
  7. Vai-se gastar 1,6 milhões de euro a "destruir/embonecar" a Calçada da Ajuda, para que os adjudicatários e os projectistas metam dinheiro nos bolsos, fazendo de conta que " melhora" a cidade ao mesmo tempo que a descaracterizam e a tornam cada vez mais casuistica e desconexa. Criminoso mas o povo é estúpido e deve achar tão lindo... Estes arranjos,

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tem razão, este povo é assim, fica todo contente com umas luzes de Natal que custaram 300 mil euros:
      Luzes de Natal de Lisboa vão custar 300 mil euros
      http://www.publico.pt/local-lisboa/jornal/luzes-de-natal-vao-custar-300-mil-euros-27372036
      O importante para este povo com falta de valores é o circo e a estupidez. E os poderosos riem-se!

      Eliminar
  8. Parabéns pelo blog!

    ResponderEliminar