27 outubro, 2013

A forma como o capitalismo desenfreado destrói a economia e a sociedade.


NESTE VIDEO, ATRAVÉS DE GRÁFICOS ANIMADOS E SIMPLES, EXPLICAM COMO OS EUA "DIVIDEM" A SUA RIQUEZA...
É UMA REALIDADE ABOMINÁVEL, CRUEL E INJUSTA E É A QUE TODOS SUPORTAMOS... EM SILÊNCIO?
PORTUGAL CAMINHA PARA ESTE MESMO FOSSO DE INJUSTIÇA, A PASSOS LARGOS. COM A AGRAVANTE DE QUE EM PORTUGAL AS GRANDES FORTUNAS CONHECIDAS, FORAM FEITAS NA SOMBRA DO ESTADO, OU SEJA ENRIQUECERAM NÃO PELA COMPETÊNCIA OU PELO TRABALHO, MAS PELA PROTECÇÃO E AJUDA DOS GOVERNOS, COM OS NOSSOS IMPOSTOS.
O QUE TORNA TUDO AINDA MAIS INJUSTO... EM PORTUGAL, OS RICOS FICAM CADA VEZ MAIS RICOS, NÃO APENAS PELA EXPLORAÇÃO LABORAL MAS TAMBÉM PELO SAQUE DOS IMPOSTOS, PORTANTO, SOMOS DUPLAMENTE ROUBADOS.



NA SEQUÊNCIA DO VIDEO ANTERIOR É IMPORTANTE VER O QUE SE SEGUE, É A RESPOSTA, DO POVO QUE PRETENDE CONTRARIAR ESTA TENDÊNCIA EGOÍSTA E
TRAVAR AS INJUSTIÇAS...



Frases chave do video... 
SE AINDA É DAQUELES CRENTES QUE ESPERA QUE DEUS NOS VENHA SALVAR... OU ESPERA QUE OS POLÍTICOS SE CONVERTAM EM AMIGOS DOS POBRES/POVO...
TALVEZ SEJA MELHOR VER ESTE VIDEO E ACORDAR, POIS DE TANTO ESPERAR ACHO QUE MUITOS ADORMECERAM.
Os nossos sistemas financeiros foram raptados por uma geração de ladrões!
Somos vítimas de um roubo de proporções inimagináveis!
Fomos envoltos numa mentira que oprime toda a humanidade!
Enquanto tu trabalhas cada vez mais por cada vez menos, o jogo é manipulado contra ti.
Estão a transformar-nos a todos em escravos virtuais.
Fomos envoltos numa mentira tão grande que oprime toda a humanidade!
- NÃO HÁ NECESSIDADE DE MEDIDAS DE AUSTERIDADE
- NÃO HÁ NECESSIDADE DE SOFRIMENTO FINANCEIRO
- NÃO TEM QUE EXISTIR POBREZA
- PORQUE NÃO EXISTE ESCASSEZ
- EXISTE MAIS DO QUE O SUFICIENTE PARA TODOS
SÓ NOS EUA EXISTEM 17 TRILIÕES DE DÓLARES, O QUE DÁ MAIS DE 200 MIL DÓLARES PARA CADA HOMEM, MULHER OU CRIANÇA, MAS NÃO A POSSUÍMOS PORQUE ESTÁ A SER ROUBADA POR UMA CLASSE CRIMINOSA CORRUPTA.


SE O SISTEMA NÃO FUNCIONA PORQUE NÃO COMEÇAR A PENSAR EM MUDAR?
ESTE SISTEMA ESTÁ PROVADO QUE ESTÁ ERRADO, CRIA POBREZA E RIQUEZA DESMEDIDA, FAVORECE OS RICOS DESFAVORECE OS POBRES. 
"O planeta está a ser destruído, estamos a explorar os pobres pelo mundo, enquanto os problemas importantes não estão a ser resolvidos. Vai haver uma revolução, não tenho qualquer dúvida".
A revolução já começou, pela primeira vez, temos uma geração que sabe que servimos corporações e elites.
Afirma que tem que se acabar com a gigantesca desigualdade social, e dá o exemplo da América, onde 300 americanos, possuem a mesma riqueza que os restantes 85 milhões de americanos...
Mas não tem soluções... 






17 comentários :

  1. Excelente compilacão de informação útil. Muito interessante. Obrigado. A Humanidade pela primeira vez na sua história (conhecida) está a acordar e a perceber quem são os verdadeiros inimigos ou perigos. Estamos numa guerra e ou corrida global pelo " domínio do mundo" dum lado os de sempre (1%) que ao longo dos tempos manietaram a população através das religiões, educaçào, publicidade, manietação de vária ordem, etc., do outro a população que quer um mundo mais justo, saudável e pacífico que está finalmente a perceber as fraudes que lhes pregaram durante séculos. No meio uma data de incultos, maus carácteres, medicras ou subservientes que servem ou não ambos os lados e que podem fazer a diferença nesta "corrida" a ver quem segura e "controla" o mundo. Daí que a informação o mais verdadeira, fidedigna e segura possível, seja vital que chegue ao maior número possível de população. Resistir e defender o que é nosso é fundamental, ou o fazemos agora ou teremos décadas de escravatura e controle que farão parecer os antigos esclavagistas uns bonzinhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pelo apoio... espero que as pessoas se interessem por estes assuntos, está na hora de mudar.

      Eliminar
    2. Completa demagogia. Um doido que quer liderar e não tem soluções práticas.
      Realmente existem problemas mas este gajo não é a solução, nem sequer a solução intelectual, visto que na cabeça dele não há realidade e não passam de argumentos vazios.

      Aproveita-se da fragilidade e desespero das pessoas para as colocar do lado dele. É a mesma coisa que eu me virar para gente com fome e dizer-lhes isto não pode ser. Mas no entanto não tenho soluções para as alimentar. É isto que estes socialistas/comunistas tem que perceber de uma vez por todas. Se só temos legos para brincar, então temos mesmo que construir com os legos, não podemos dizer não gosto de legos, oprimem-me.

      Eliminar
  2. Foi feita uma experiência por um grupo de cientistas alemães e americanos em que:

    A cada indivíduo era atribuído 2 fundos:
    Um de 45€, para gastar em medidas de proteção ambiental, e 40€ extra que não podiam ser gastos.
    A experiência foi dividida em 10 turnos, em cada turno era pedido a cada individuo que aplicasse uma parte do seus 45€.
    No final de cada turno, as decisões do grupo, eram apresentadas a todos para consulta.
    Se no final dos 10 turnos, o grupo, aplicasse, em conjunto, um total de de 120€ ganhava o jogo (e o planeta seria salvo das alterações climáticas), recebendo cada um, e de imediato, o que não tivesse gasto, mais 40€ no dia seguinte (cenário 1); caso perdessem o jogo, receberiam só o que não tivessem gasto dos 45€, de imediato, + 40€ no dia seguinte com a probabilidade de 10% (através do lançamento de um dado). Os restante (40€ x 5) seriam os custos das alterações climáticas. Cada grupo era constituído por 6 indivíduos anónimos (numerados de 1 a 6) que não podiam ter contato com os restantes membros do grupo.
    Cenário 1:
    Os individuos podiam optar por uma de várias estratégias, das quais se destacam as seguintes:
    1) Investir 2€, em média, em cada ronda num total de 20€ no final das 10 rondas e esperar que todos os restantes membros do grupo fizessem o mesmo. Chegando ao final, aos tais 120€ (20€ x 6), pelo que cada um receberia (45€-20€=25€/cada) imediatamente + 40€ no dia seguinte.
    2) Não investir nada e receber imediatamente os 40€ e esperar que os restantes membros do grupo investissem o suficiente para chegar aos 120€ (bastaria que 3 indivíduos investissem a totalidade do seu fundo de 45€ e os restantes não). Se isso acontecesse ainda receberiam mais 45€ no dia seguinte (ou seja, três indivíduos receberiam no total 85€ (45€+40€), e os restantes três 40€ cada).
    No caso do objetivo não ser atingido cada um receberia só, e de imediato, o que não tivesse gasto dos 45€, mais 40€ com a probabilidade de 10%, tal como referi atrás.
    Cenário 2:
    Igual ao cenário 1, mas o fundo extra de 40€ só poderia ser levantado 7 dias depois.
    Cenário 3:
    Igual ao cenário 1, mas o fundo extra de 40€, teria de ser aplicado na plantação de carvalhos, ou seja, o beneficio só seria obtido pelas gerações seguintes.

    Resultados:
    Cenário 1
    70% dos grupos estudados ganharam o jogo
    Cenário 2
    40% dos grupos estudados ganharam o jogo
    Cenário 3
    0% dos grupos estudados ganharam o jogo.

    http://www.nature.com/nclimate/journal/vaop/ncurrent/extref/nclimate2024-s1.pdf.
    http://news.ubc.ca/2013/10/20/delayed-gratification-hurts-climate-change-cooperation/

    Em Economia, este comportamento bem conhecido e estudado, é a base conceptual de muitos modelos de investimento e de análise do risco, usados pelas grandes empresas e pelos governos. Percebem agora porque somos explorados?

    Agora critiquem lá outravés o Governo, o Capitalismo e as Corporações.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Correção:
      Cenário 1
      (…)
      2) Não investir nada e receber imediatamente os 45€ e esperar que os restantes membros do grupo investissem o suficiente para chegar aos 120€ (bastaria que 3 indivíduos investissem a totalidade do seu fundo de 45€ e os restantes não). Se isso acontecesse ainda receberiam mais 40€ no dia seguinte (ou seja, três indivíduos receberiam no total 85€ (45€+40€), e os restantes três 40€ cada). 

      Eliminar
    2. Deixo aqui outro link sobre este experiência http://edition.cnn.com/video/data/2.0/video/bestoftv/2013/10/25/exp-gps-1027-witw-climate.cnn.html

      Eliminar
  3. A solução apresentada por Russel Brand, já foi testada várias vezes ao longo da história e chama-se Socialismo.
    O Socialismo não é mais do que substituir a ditadura dos monopólios pela ditadura do estado.
    Tal como a “democracia é apenas a substituição de alguns corruptos por muitos incompetentes”, em que os “corruptos” são os tiranos e os “incompetentes” são o Povo.

    O que é preciso que as pessoas percebam é que em TODOS os sistemas que se inventem tem falhas, e em todos, haverá sempre uns poucos “a viver à custa” de muitos. É natureza humana sermos egoístas, egocêntricos, territoriais e imediatistas.
    Foi isso que nos permitiu sobreviver como espécie. E é por isso que o capitalismo é rei.
    Se queremos mudar, temos de nos mudar a nós próprios primeiro, foi por essa razão que o comunismos falhou, porque não percebeu que não é possível impor administrativamente uma maneira de pensar que é anti natura.
    E é por tudo isto que a União Europeia está condenada a desaparecer também.
    No entanto concordo com Russel Brand quando diz que a revolução está para breve.
    Julgo é que a revolução que ele espera, acabe por se tornar dececionante.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Há socialismos e socialismos, há comunismos e comunismos, há democracias e democracias... não acredito em generalizações, pois tudo muda consoante as pessoas que as lideram e os que são liderados. Disso são exemplos os muitos países que possuem as mesmas politicas e regimes e funcionam de formas tão diferentes.

      Exemplos que funcionam são os países nórdicos onde a corrupção é quase nula, onde a riqueza está mais igualmente dividida, etc etc.
      Mas claro tudo porque os povos são atentos, cultos, exigentes e não são uns bananas que acreditam em tudo que lhe colocam à frente.
      Quanto mais ignorante, crente e inerte é um povo , mais corrupção, desigualdade e destruição existe.

      Eliminar
    2. Zita, era exatamente o que queria dizer quando referi que, antes de mais nada, é necessário nos mudarmos a nós próprios.
      O modelo nórdico funciona, porque se adequa às idiossincrasias do povo nórdico.
      Muitos países tentaram importar esse modelo (incluído Portugal) e falharam, porque não percebem que o segredo não está no modelo mas no Povo.
      Logo, para se resolver o problema da corrupção (entre outros) é preciso agir em duas frentes: desincentivar a corrupção já instalada e em segundo lugar prevenir que as gerações futuras sigam o exemplo das gerações anterior, promovendo uma cultura de cidadania baseada em valores e na identidade nacional.
      Como é que se reduziu a taxa de fumadores, por exemplo?
      1) Por um lado sensibilizou-se as pessoas para as consequências nefastas para a saúde;
      2) Desconstruiu-se a ideia de que fumar é “cool”;
      3) E para os mais teimosos, aumentaram-se os impostos sobre o tabaco e reduziram-se os locais onde estes podem fumar.
      Conclusão: É prioritário alterar os hábitos e os vícios instalados na sociedade portuguesa, não só através da coação, mas sobretudo através da formação cívica, caso contrário isto irá terminar muito mal quando a tal “revolução” chegar, quer esta (a revolução) seja imposta ou auto infligida.

      Eliminar
  4. Concordo com Nuno Pinto em que tudo o que é contra Natura está condenado a desaparecer, a UE é disso exemplo e espero que acabe o mais depressa possível. O ser humano está mais atrasado do que os animais em relação ao convívio com a Natureza, para além de ter perdido muitos dos seus instintos básicos, é um predador irresponsável que muitas vezes mata por poder ou prazer e não por necessidade, essa atitude demonstra um atraso civilizacional brutal. Só quando evoluirmos a ponto de percebermos que o que ganharmos deve ser merecido e de preferência sempre que possível seja "sustentável" e ambientalmente equilibrado é que poderemos chamar-nos "civilizados". Da entrevista não me interessou o modelo político, a esquerda ou direita, etc, interessou-me o sublinhar da farsa em que nos encontramos e a necessidade de aí sim globalmente lutarmos para que a população acorde e não se deixe subjugar pelos criminosos mundiais. Infelizmente também concordo com o pessimismo anteriormente expresso, pois essa revolução pode ser decepcionante, a maior parte das pessoas está a anos luz de perceber o que deve fazer.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois é importante que as pessoas percebam que estão a participar numa farsa.

      Eliminar
  5. Chamem-lhe socialismo se quiserem, embora nao concorde com essa definição mas alguma coisa tem de ser feita a curto prazo . A corrente situação esta a tornar-se perigosamente insustentável em muitos países.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Primeiro é preciso "mudar" o Povo. O resto vem a seu tempo, o problema é que o Povo prefere respostas imediatas para os problemas (veja-se o estudo que sitei). Os Governos são apenas o reflexo do seu povo.
      Claro que há excepções à regra: caso dos países nórdicos, do japão, china, etc..., mas esses países são diferentes não porque tenham um modelo inovador, mas porque têm um povo e uma cultura que é especial. E além disso, também estes tem coisas más, como sabemos.

      Eliminar
    2. COMECEMOS POR IMPOR AS ALTERNATIVAS E DEIXAR DE ALIMENTAR E PACTUAR COM O QUE TEMOS QUE É PROFUNDAMENTE ERRADO.

      Eliminar
  6. Devo informar que a corrupção não é quase nula nos países nórdicos. É sim moderada e com tendências aumentar dado que existem muitos fluxos de migração do médio oriente e do subcontinente. Portanto a tendência é aumentar dado que a corrupção nesses lugares dos países de origem atingiu níveis bíblicos.

    A corrupção em Portugal está a níveis pornográficos. Daí dar a sensação que no norte da Europa é nula. Corrupção existe em todo o lado, mais nuns sítios, menos noutros.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A corrupção não é quase nula em lado nenhum... nem na China onde esta dá lugar a pena de morte (em casos extremos) a corrupção é nula. Em termos relativos somos bem menos corruptos que os chineses por exemplo. Mas comparados com os nórdicos ou com o resto da Europa estamos muito mal... sobretudo para um pais que se diz desenvolvido e democrático.

      Eliminar
    2. E será que temos economistas no país que nos elucidem cabalmente de como se distribui a riqueza neste país? e se Fizermos a mesma pergunta ao senhor cavaco silva que como economista deve saber como se esmifram os desgraçados?

      Eliminar