13 junho, 2013

12 mil euros custam livros do governo, para o governo.

Os nossos governantes, não conseguem perder os maus vícios esbanjando e cimentando a ideia de que democracia é isto mesmo: abuso e mais abuso.
Não se poupam a luxos e mimos... para eles, assim como não poupam o contribuinte a cortes e sacrifícios .. mas vão afirmando, e justificando, que se queremos democracia temos que a pagar, porque a democracia tem preço!! Mas talvez as pessoas comecem a perceber que pagamos caro sim, precisamente porque não é democracia.

"Cada exemplar do programa do Governo custou 120 euros aos portugueses.
 
Governo mandou fazer 100 livros e pagou 12 mil euros por ajuste directo a uma gráfica.
O gabinete de Miguel Relvas, encomendou em Dezembro, à Gráfica MaiaDouro, SA, a produção, por ajuste directo, de uma centena de exemplares do programa do Governo, denominado Compromisso para uma Nação Forte.
O preço contratual foi de 12 mil euros, o que significa que cada exemplar, feito em papel couché semimate, custou 120 euros. 
No email enviado ao PÚBLICO, o ministério acrescenta que "foram contactadas, informalmente, três outras empresas, tendo esta [a Gráfica MaiaDouro, SA] apresentado o valor mais baixo".
A capa do livro tem um fundo em tons de cinza-prata e apresenta uma ilustração em alto-relevo. Segundo adiantou ontem fonte do gabinete de Miguel Relvas, os exemplares destinam-se exclusivamente ao Governo.
Trata-se de uma edição, toda a cores, cujo conteúdo é idêntico ao programa de Governo e ao balanço dos 100 primeiros dias do XIX Governo Constitucional. " fonte

    A espantosa humildade dos que põem e dispõem do dinheiro público, sem a vigilância do povo, já reduzido à insignificância.
  1. Em democracia não se despreza o cidadão
  2. Democracia não é snobismo e arrogância 
  3. Democracia não é desigualdade
  4. Democracia não é servir-se do povo, é servir o povo
  5. Democracia não é  golfe para políticos e nós pagamos
  6. Democracia não é nós  passarmos fome, para eles terem luxo.
  7. Democracia não é eles deliciarem-se com os luxos, que pagamos
  8. Democracia não é retirar poder e liberdade ao povo
  9. Democracia não é transformar o voto em algo confuso e inútil.
  10. Milhões para derreter nas autárquicas 
  11. Milhões para ajudar banqueiros milionários incompetentes
  12. Milhões para derreter na AR
  13. Milhões para amigos
  14. Milhares para derreter em flores
  15. Em regalias aos ex-presidentes 
  16. Em cantinas
  17. Em despesismo inútil 
  18. Milhões para Assistentes pessoais dos deputados
  19. Em Regalias e mais regalias aos deputados
  20. Em subvenções vitalícias, precoces e que dobram de valor aos 60 anos
  21. Em Água mineral!! Por favor. 
  22. Exemplos real democracia no estrangeiro, claro.
  23. Porque perdemos a democracia? 

5 comentários :

  1. O "DECÁLOGO", ESCRITO POR LÊNIN EM 1913.

    Em 1913, Lênin escreveu o "Decálogo" que apresentava ações táticas para a tomada do Poder.

    a) Qualquer semelhança com os dias de hoje, não é mera coincidência

    b) Tendo a História se encarregado de pôr fim à questão ideológica, a meditação dos ideais, então preconizada, poderá revelar assombrosas semelhanças nos dias de hoje, senão vejamos:



    1.. Corrompa a juventude e dê-lhe liberdade sexual;
    2.. Infiltre e depois controle todos os veículos de comunicação de massa;
    3.. Divida a população em grupos antagônicos, incitando-os a discussões sobre assuntos sociais;
    4.. Destrua a confiança do povo em seus líderes;
    5.. Fale sempre sobre Democracia e em Estado de Direito, mas, tão logo haja oportunidade, assuma o Poder sem nenhum escrúpulo;
    6.. Colabore para o esbanjamento do dinheiro público; coloque em descrédito a imagem do País, especialmente no exterior e provoque o pânico e o desassossego na população por meio da inflação;
    7.. Promova greves, mesmo ilegais, nas indústrias vitais do País;
    8.. Promova distúrbios e contribua para que as autoridades constituídas não as coíbam;
    9.. Contribua para a derrocada dos valores morais, da honestidade e da crença nas promessas dos governantes. Nossos parlamentares infiltrados nos partidos democráticos devem acusar os não-comunistas, obrigando-os, sem pena de expô-los ao ridículo, a votar somente no que for de interesse da causa bsocialista;
    10.. Procure catalogar todos aqueles que possuam armas de fogo, para que elas sejam confiscadas no momento oportuno, tornando impossível qualquer resistência à causa...

    Beijo Zita

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nao sou simpatizante de qualquer ideologia extremista mas mesmo assim tenho muitas duvidas sobre a origem deste decálogo.
      Esta informação foi tirada da internet de websides maioritariamente brasileiros que pretendem influenciar o povo contra o actual partido de esquerda PT. De qualquer forma, a existir, tem 100 anos e esta completamente desenquadrada com a atual situacao. Há que nao esquecer que estes decalogos, provenientes des ideologias extremistass surgem sempre em países nos quais o povo é severamente abusado pelos seus lideres. Alias, nao me admira nada que sejam tais sejam muito semelhantes as do nacional-socialismo.

      Eliminar
  2. Cuidados a ter com novos movimentos cívicos.

    Conhecer os protagonistas .

    O movimento Rev. Branca é composto por neo liberais, membros que pertencem ao CDS e alguns jovens ligados á advocacia, recém licenciados e com meios financeiros para moverem ações judiciais e que se movimentam dentro de seio politico com relativa facilidade, Ex membros da JSD e da JS, outros ligados ao mundo empresarial e conectados ao antigo PNR e outros partidos de extrema direita. Conhecem os meandros da política, pois alguns deles são ex alunos, parentes ou amigos de Ex governantes e Ex deputados do bloco centrista, é mais do mesmo, trata-se na realidade da génese de um novo partido. O GEP será um movimento em formação a partir de Outubro, com lideres regionais e formado por pessoas do povo, anónimas identificadas apenas pelo código do alfabeto fonético para que o SIS não consiga saber a identidade correta das pessoas.


    GEP - Grupo Elite Portugal, pela salvação do país e pela força do povo, mostrando à Europa que, o povo é realmente quem mais ordena...chega de girandoladas e de gozos no facebook, passemos às ações. FASCISMO, NUNCA MAIS. Reunião nacional prevista para Outubro, coincidindo com o provável anúncio da banca rota...todos os homens e mulheres desta força terão nomes de código baseados no alfabeto fonético, seremos milhares, todos pelo país, de todas as raças e credos. Não vamos permitir que este ninho de vespas destrua o futuro dos nossos filhos e netos. VIVA PORTUGAL.

    Mais do mesmo.Não se deixem enganar investigem.

    ResponderEliminar
  3. Aqui vai a minha contribuição, para mudanças no País
    Se aproveitável, estou disponível.
    Enquanto cidadão preocupa-me o estado actual do País.
    O compadrio, apadrinhamentos, afilhados e afins levaram e levarão o País ao fundo.
    Ninguém acredita em ninguém. De facto não basta dizer sou Honesto-tem de se provar.
    Assim , tem de ser baseado na desconfiança que reina actualmente,que se pode ainda propor algo, que as Pessoas, mesmo desconfiadas, possam ainda experimentar.
    Ao apresentar a proposta tendente à actuacção do PARTIDO POLÍTICO, faço-o porque pretendo de facto um Novo Partido e não mais um, semelhante aos existentes. Desde o sorteio por todos os militantes para integração dos ÓRGÃOS REPRESENTATIVOS, quer a nível regional quer a nível nacional para integração das listas concorrentes às eleições, passando pela adopção constante e permanente dos REFERENDOS, para resolução de todos os problemas e adoptando totalmente o respeito pela “DECLARAÇÃO DOS DIREITOS DO HOMEM” e o princípio de “NÃO FAZER AOS OUTROS O QUE NÂO QUERES QUE TE FAÇAM A TI”, demonstra que efectivamente o Partido se propõe aparecer, com uma dinâmica de actuação NOVA..

    Recepção de propostas e as propostas vencedoras dos referendos serão lideradas pelos subscritores, pois só assim,terão credibilidade e êxito.


    Forma de actuacção:
    1-recepção de todas as propostas, para referendo
    2-apresentação para votação das mesmas e apuramento dos resultados.
    3-o subscritor da proposta mais votada, será o responsável pela área em questão, com funções de governação.
    SIM É POSSIVEL INTERVIR NA VIDA PÚBLICA RESPEITANDO OS OUTROS E PROVANDO-SE HONESTIDADE .

    ResponderEliminar