12 novembro, 2012

Como é que os artolas nos sugam tudo e não deixam nada.


Lusófona ao serviço da Maçonaria?
evolução grafico subvenções vitalícias vasco franco
evolução grafico subvenções vitalícias vasco franco
Decididamente a crise não toca a todos !
O Sr.Dr. Vasco Franco há 4 anos atrás tinha o antigo 5º ano do Liceu (9º ano de escolaridade actual) por equiparação do Curso Comercial. Entretanto, formou-se com 18 valores na Lusófona
Assim, a Lusófona  propriedade de um dos chefões da Maçonaria, cuja mulher foi eleita deputada pelo PS nestas legislativas e fez parte das listas autárquicas de 2009 em Lisboa (coincidências), cidade onde tem várias obras embargadas nos seus colégios e escolas (mais coincidências, é claro), o sr. Franco passa a Sr. Dr. Franco, tal como o Sr. Eng. Sócrates e o Sr. Dr. Vara, ambos na Independente.

Ou seja, continuamos e aprimoramos. 
Com o 9º ano, 50 anos de idade e reforma de mais de 3.000 euros... até parece gozo...
ENTÃO É ASSIM! Apesar de ter apenas 50 anos de idade e de gozar de plena saúde, o socialista Vasco Franco, número dois do PS na Câmara de Lisboa durante as presidências de Jorge Sampaio e de João Soares, já está reformado.
A pensão mensal que lhe foi atribuída ascende a 3.035 euros (608 contos), um valor bastante acima do seu vencimento como vereador.

A generosidade estatal decorre da categoria com que foi aposentado - técnico superior de 1ª classe, segundo o «Diário da República» -apesar de as suas habilitações literárias se ficarem pelo antigo Curso Geral do Comércio, equivalente ao actual 9º ano de escolaridade.
A contagem do tempo de serviço de Vasco Franco é outro privilégio raro, num país que pondera elevar a idade de reforma para os 68 anos, para evitar a ruptura da Segurança Social.

O dirigente socialista entrou para os quadros do Ministério da Administração Interna em 1972, e dos 30 anos passados só ali cumpriu sete de dedicação exclusiva; três foram para o serviço militar e os restantes 20 na vereação da Câmara de Lisboa, doze dos quais a tempo inteiro.
Vasco Franco diz que é tudo legal e que a lei o autoriza a contar a dobrar 10 dos 12 anos como vereador a tempo inteiro.
Triplicar o salário - Já depois de ter entregue o pedido de reforma, Vasco Franco foi convidado para administrador da Sanest, com um ordenado líquido de 4.000 euros mensais (800 contos). Trata-se de uma sociedade de capitais públicos, comparticipada pelas Câmaras da Amadora, Cascais, Oeiras e Sintra e pela empresa Águas de Portugal, que gere o sistema de saneamento da Costa do Estoril.
O convite partiu do reeleito presidente da Câmara da Amadora, Joaquim Raposo, cuja mulher é secretária de Vasco Franco na Câmara de Lisboa. O contrato, iniciado em Abril, vigora por um período de 18 meses.

A acumulação de vencimentos foi autorizada pelo Governo PS mas, nos termos do acordo, o salário de administrador é reduzido em 50% - para  2.000 euros - a partir de Julho, mês em que se inicia a reforma, disse ao Expresso Vasco Franco.

Não se ficam, no entanto, por aqui os contributos da fazenda pública para o bolo salarial do dirigente socialista reformado. A somar aos mais de  5.000 euros da reforma e do lugar de administrador, Vasco Franco recebe ainda mais  900 euros de outra reforma, por ter sido ferido em combate em Moçambique já depois do 25 de Abril (?????), e cerca de ¤ 250 euros em senhas de presença pela actuação como vereador sem pelouro.
Contas feitas, o jovem reformado Vasco Franco do PS, triplicou o salário que auferia no activo, ganhando agora mais de 1200 contos limpos. Além de carro, motorista, secretária, assessores e telemóvel. fonte
Biografia

Lei de Cavaco dá reformas douradas a docentes do privado
"A Caixa Geral de Aposentações (CGA), a "segurança social" dos funcionários públicos, também paga pensões a reformados do setor privado, muitas delas milionárias.
No próximo mês de maio, por exemplo, começa a pagar uma reforma de 5000 euros a um dirigente de um externato particular, ao abrigo de uma lei antiga feita aprovar pelo então primeiro-ministro, Aníbal Cavaco Silva.
De acordo com a lista dos novos aposentados em maio, um ex-diretor pedagógico do Externato Marquês de Pombal Ensinus ficará com uma pensão de 5030 euros mensais brutos. Este estabelecimento pertence ao grupo Lusófona." (DN)
O caso não é recente, mas denunciar o abuso, torna-se cada vez mais urgente. Divulguemos para que todos percebam contra o que lutamos. Não são forças desconhecidas do além, nem são crises mundiais, nem são teorias de conspiração, quem nos arruína são os nossos políticos, infiltrados bem no coração de Portugal. Desferindo constantes golpes, onde mais dói. 

Se quiser saber mais sobre a Lusófona, sobre reformas, etc não se esqueça de usar o motor de busca aqui do blog, navegue pelo oceano de abusos políticos que nos devastam.



23 comentários :

  1. Boa tarde Zita,

    Isto é autêntica vergonha. Estas leis são feitas para eles. Realmente os Portugueses são cegos e burros. Deixam-se levar pelas promessas de discursos de esperança. Já se sabe que este governo não serve e já se vai votar no PS para ganhar as próximas eleições como se o PS fosse o salvador da pátria. Os partidos políticos não querem saber de nós mas sim deles próprios, dos amigos e das suas famílias. Este António José Seguro é mais um Sócrates ou Passos Coelho. Isto é uma espécie de gato preto e gato branco. PS, PSD e CDS é tudo da mesma escumalha. Não temos alternativa nem mesmo a esquerda é alternativa.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. BASTAVA O POVO SABER COMO SE VOTA CONTRA OS PARTIDOS CORRUPTOS E PORTUGAL SERIA LIMPO DA CORRUPÇÃO. VOTEM EM PARTIDOS SEM ASSENTO PARLAMENTAR SÓ ISSO TEM VALOR E PUNE OS PARTIDOS CORRUPTOS. Nos paises menos corruptos do mundo a democracia funciona porque as pessoas sabem votar e usam o voto, 90% votam... aqui só temos eleitores ignorantes por isso quem não funciona são os eleitores e não a democracia.
      A abstenção afinal obtém um resultado contrário, ao que pretendem os abstencionistas
      Por isso, o que me chateia na vossa abstenção é a falta de colaboração num trabalho importante. Não é uma questão de direitos ou deveres cívicos em abstracto. O problema é concreto. Temos uma tarefa difícil, da qual depende o nosso futuro, e vocês ficam encostados sem fazer nada.
      Isto tem consequências graves para a democracia. Quando a maioria não quer saber das propostas dos partidos, está-se nas tintas para o desempenho dos candidatos e nem se importa se cumprem os programas ou não, o melhor que os partidos podem fazer para conquistar votos é dar espectáculo. Insultarem-se para aparecerem mais tempo na televisão mentirem para agradar. Vocês dizem que se abstêm porque a política é uma palhaçada mas a política é uma palhaçada porque vocês não votam. Vocês não exercem o vosso dever de votar contra quem faz mal ao país. O vosso de dever e direito de punir os que lesam o país nas urnas.
      A culpa é vossa porque não é preciso muita gente votar em palhaços para os palhaços ganharem. Basta que a maioria não vote.. Basta abanar o pano da cor certa e, se mais ninguém vota, eles ficam na maioria. Mas se vocês colaborassem e se dessem ao trabalho de avaliar as propostas, julgar e punir os partidos que há 40 anos destroem o teu país, se os responsabilizassem pelas promessas que fazem e votassem contra os que mentiram, deixava de haver palhaços, interesseiros e imbecis na política.
      MAIS ARTIGOS SOBRE CIDADANIA E EDUCAÇÃO CIVICA, NESTE LINK, APRENDA A VIVER EM DEMOCRACIA SE QUER QUE ELA FUNCIONE::.. INFORME-SE VEJA ESTE LINK
      http://apodrecetuga.blogspot.pt/2015/10/percebam-que-abstencao-afinal-obtem-um.html#.WM_ogfmLTIU

      Eliminar
  2. São todos gatunos,a cor não interessa.Rosa,laranja ou azul,é tudo a nesna escumalha!

    ResponderEliminar
  3. Não sei se alguém está interessado nisto ?


    Mario Draghi, presidente do Banco Central Europeu ao diário alemão “Spiegel”

    "Vários gouvernos não perceberam ainda que eles perderam a sua soberania hà muito tempo. Porque endividaram-se pesadamente, eles estão agora dependentes do bom crer dos mercados financeiros".

    " O euro têm que se fundado sobre uma maior integração"

    "mais poderes a responsáveis políticos designados pelo os Estados e não eleitos pelo o povo"

    http://www.ecb.europa.eu/press/key/date/2012/html/sp121029.en.html

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Responsabilização civil e criminal para os titulares de cargos públicos, que no exercício das suas funções, incorram na prática de corrupção (activa e/ou passiva), tráfico de influências, peculato, enriquecimento ilícito, lavagem de dinheiro, fraude, falsificação de documentos e nepotismo.

      É também necessário que nos próximos actos eleitorais haja uma afluência maciça. Se estamos descontentes então temos de o demonstrar inequivocamente. A preguiça ou o conformismo custam demasiado caro em política.

      Não basta resmungar na blogosfera e casualmente nas ruas.
      Se estamos descontentes não podemos continuar a permitir que por via da abstenção, do voto útil, do voto nulo ou branco, elejam as soluções políticas do costume.

      Hoje a situação é difícil, dentro de um ano será ainda pior.
      Tomem nota das minhas palavras e data: No primeiro semestre de 2014, Grécia e Portugal poderão estar fora do Euro ou estarão no patamar inferior de uma nova configuração da zona Euro.

      Cumps.,
      Falso Vate

      Eliminar
    2. Isso não chega até 2014, antes do fim do ano, ou mais seguramente desde o principio de 2013, vão ter que elaborar mais outro plano de austeridade porque esse não vai chegar, e uns a traz dos outros nunca vão chegar.

      1- porque estamos num sistema financeiro e monetário exponencial, quer dizer que mesmo com uma economia sã os juros estão sempre cumulando, então tem que se fazer sempre mais crescimento (daqui uns anos teremos que conquistar outros planetas) quer dizer mais PIB, e Portugal jà sò pede para pagar os juros.

      2- É impossível fazer PIB e crescimento se no mesmo tempo mesmo tempo que se reduz os ordenados e as pensão e aumenta-se os impostos e o custo do trabalho. Enquanto se reduz o poder de compra cria-se inflação a qual vai criar desemprego.

      3- Eles trabalham (tal como os franceses) ao dia a dia para arrecadar o dinheiro que não têm antes que chegam os prazos para pagar os juros. E isso não conseguem de maneira nenhuma.

      O estado deveria se houvesse gente capaz e séria, urgentemente de um lado reduzir de tamanho, e se não fossem corruptos como tudo isso nacionalizar parte de essas PPP's que foram tudo feito a base de burlas e de corrupção, assim até tinhas bons motivos par não dar compensações e ainda tinham sorte se não forem todos para a cadeia.

      E depois sair do euro urgentemente.

      Eliminar
    3. Acho que é esse mesmo o erro em que os governos caem invariavelmente, vistas curtas, sem capacidade de gestão a longo prazo, vivem e escravizam para pagar juros e dividas e sufocam quem produz emprego, dinheiro e impostos. Concordo consigo.

      Eliminar
  4. "Não basta resmungar na blogosfera e casualmente nas ruas.
    Se estamos descontentes não podemos continuar a permitir que por via da abstenção, do voto útil, do voto nulo ou branco, elejam as soluções políticas do costume."


    É verdade sim senhor.
    Mas eu pessoalmente não vejo soluções no espectro politico nacional.
    Há quem diga que é melhor ir votar, mas votar em branco. Mas votar em branco para quê? Mesmo que 90% de tugas votassem em branco e 10% votassem nos mesmos lorpas tudo ficaria na mesma. Enchiam á mesma a assembleia com 230 ladrões/parasitas.

    Eu (Sériamente) só já acredito num golpe de estado e com um sistema ditatorial que durante 7 ou 8 anos arrume a casa e limpe isto de terroristas. Depois disso venha novamente algo "democrático" mas em moldes diferentes(Tipo democracia directa). Ditatorial, atenção, ditatorial para os parasitas que tem arruinado este fantástico pais, mas libertário para o grosso da população.

    Caso isto não seja possível, é melhor o povo votar, não em branco, ou nulo, mas votar nos partidos pequenos, sem representação na assembleia. Seja nos monárquicos, seja nos de esquerda, seja no PNR, seja no partido dos animais seja no partido dos piratas. É melhor. Se nenhum destes partidos tem capacidade para governar, juntando-se uns 4 ou 5 mais uns independentes sempre formariam um governo menos mau que os do costume.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O plano de austeridade é somente para arrecadar de urgência o dinheiro que lhes faltam antes de chegarem os vencimentos dos próximos juros par trazer aos mercados.

      Isso é uma questão de muito poucos meses, talvez semanas. Assim como a baixa dos ordenados, pensões etc... mais o aumento do IVA e dos impostos nunca vai chegar, porque uma coisa anula a outra, ou piore adicionam-se porque muitos impostos mata o imposto sem ter por isso que baixar os ordenados.

      Então vai vir muito rapidamente mais uma camada de austeridade, e a partir de ai vamos ver o que se passa.

      Eliminar
  5. Zita,

    É verdade tudo isso que diz. Por irónico que pareça, e pelo julgar dos acontecimentos, em Portugal só seria possível uma democracia com regras "ditatoriais" no sentido politico do termo. Nunca confundir com ditatoriais no sentido de repressão, opressão do povo e do seu trabalho e mérito. Ou seja a existência de regras apertadas para os deputados, para os negócios, para a justiça, tudo escrito na constituição. A constituição actual já é muito permissiva e eles estão sempre com esganados a tentar alterá-la.
    Regras rígidas de incompatibilidades publico-privadas, regras rígidas nas nomeações para cargos públicos etc etc.

    Eu não acredito em regimes "ditatoriais" (embora isso levasse a uma longa discussão) porque acabam por estagnar e apodrecer no poder, e esta "democracia" não é mais que uma forma de regime ditatorial, embora com um disfarce muito bem orquestrado de "democracia" e que está mais que podre como sabemos.

    Para mim só existe democracia se ela não for for intrusiva para as populações nem seja tão cara que nos obrigue a pagar mais impostos do que aquilo que ganhamos nos nossos trabalhos.

    Para mim um governo ideal,eleito pela população 5 em 5 anos serviria para gerir o património publico, empresas publicas comunitárias(Energia, Transportes, estradas, saúde, educação etc), a segurança social, o ensino, a justiça e a defesa nacional.
    Impostos apenas admito o IVA, todos os outros devem ser abolidos.
    O estado financia-se através da Banca nacionalizada, mais as empresas publicas comunitárias que tem a obrigação de ter lucro.
    Mais libertário para a economia e do cidadão que isto é impossível.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. creio que em breve teremos aqui as carolas brilhantes que vão mudar Portugal... precisamos de mais uns 7 ou 8, não? E depois é partir para a acção ;)

      Eliminar
    2. Ou então esperemos e demos ouvidos a marcelos, pachecos pereiras, vitorinos, Louçãs, lobos Xavieres etc.
      E esperemos que pode ser que que o Seguro ganhe as próximas eleições e faça o pais andar e crescer.
      Mais do mesmo não, obrigado!!!!!

      Eliminar
    3. Oxalá tenhamos brevemente uns carolas brilhantes que mudem, no bom sentido, o futuro deste miserável país.

      Eu, pequenino, dentro do possível, tudo farei para que esse longo e coletivo sonho se concretize.

      Renovo a minha admiracao e respeito por si, pela sua luta (que também é minha), pelo seu precioso blogue e pelos excelentes comentadores que nele participam.



      Jorge.

      Eliminar
    4. Essa escola que nós traduzimos por "corrupção", "trafulhas", "trafico de influencias" "conflito de interessos", "promiscuidade" etc... é a escola do no"-liberalismo de Goldman Sachs e de do Monsanto.

      Seguinte as minhas fontes (vivo em França), os homens da Goldman Sachs estão todos à volta do Passos Coelho.

      A maior arma do gajos foi primeiro de fazer com que os países opta-sem pelo modelo financeiro internacional dos mercados por via do euro, para ficar ali todos trincados.

      Depois com a colisão de interessos entre os políticos corruptos e os interessos da finança internacional, a meta é abalar com as economias, desmantelar os estados, baixar drasticamente os salários e acabar com o sistema social todo.

      Serra por acaso que o socialista Sócrates e o Sarkozy que chegaram ao poder com uma meta de rigor declarada par cumprir, de um lado a fizeram e por traz foram os homens que mais fizeram aumentaram as despesas e as dividas ?

      Há uma agência (cujo não me lembro o nome) que prevê para Portugal uma taxa de desemprego nos 39%.

      Porquê o Mario Draghi um homem da Goldman Sachs e antes de ele o Trichet recusam de prestar aos estados, sabendo que na hora a FED está imprimindo milhões com os quais estão já a comprar montes de cenas em Paris ?

      Isto não tem nada de "conspiracionismo", e nem sequer é propriedade intelectual de um qualquer bloc de esquerda, não tenho etiqueta política.

      Cara Zita; não temos 7 ou 8 anos, mas apenas uns mês, Portugal vai levar mais uma camada forte e feia de austeridade e sem piedade, bem mais cedo daquilo que vocês pensam.

      Se fosse uma austeridade de tipo Salazar, ou então usar das ferramentas que se usou depois do 25 Abril a coisa poderia dar, mas isto é uma GUERRA !!!

      A única coisa que talvez vai salvar Portugal, cujo uma boa parte de povoação já tem arrepios, é essa oligarquia portuguesa ser caricaturalmente tão descarada e seguros arrogantes e peneirentos. E talvez mais o exercito que gozam de uma liberdade de expressão que em raros paìses existe, nem em França.

      Eliminar
  6. Peço desculpa mas o título do artigo está incorrecto.Artolas somos nós.Chicos espertos, talvez.....

    ResponderEliminar
  7. Nuno Cardoso da Silva28 junho, 2013 11:35

    Vasco Franco foi meu aluno na Lusófona - e eu não sou maçon - e considero-o um dos mais brilhantes alunos que ali tive, em vinte anos de actividade. Fez as cadeiras todas, sem equivalências, e foi o aluno a quem dei a mais alta nota que alguma vez dei na universidade: 19 valores. Quem não sabe do que fala deve ficar calado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gostava de saber, onde é que o que se divulga no texto vai contra o que o srº afirma.
      Onde é que se afirmou que o srº era maçon?
      Onde é que se afirmou que ele não merecia o seu 19?
      O seu comentário é pouco brilhante, ao que me parece.
      Se as pessoas se começam a recusar ficar caladas e se começam a duvidar de todos e das instituições, certamente não é por culpa do povo, mas sim por culpa dos que nos levam a pensar assim. Por isso sou apologista que não devemos estar calados, pois se sabemos ou não do que falamos, isso é algo muito subjectivo.
      Não há informação, não há justiça e a desonestidade e a mentira imperam.
      Se os politicos querem justiça nos julgamentos populares, que exijam honestidade e justiça à justiça.
      É como diz Paulo Morais... se o Durão barroso e o Paulo Portas são inocentes no caso dos submarinos, deveriam ser os primeiros a obrigar a justiça a denunciar então os verdadeiros culpados, para assim limparem os seus nomes. Não é verdade?
      Pois...
      Se há inocentes que se imponham e apontem os culpados. Assim não haverá mais equívocos... porque já basta

      Eliminar
    2. Nuno Cardoso da Silva28 junho, 2013 18:09

      Como se deve interpretar este conjunto de baboseiras senão como uma maneira de tentar diminuir o mérito, como estudante, de um político de quem não se gosta:

      "O Sr.Dr. Vasco Franco há 4 anos atrás tinha o antigo 5º ano do Liceu (9º ano de escolaridade actual) por equiparação do Curso Comercial. Entretanto, formou-se com 18 valores na Lusófona
      Assim, a Lusófona propriedade de um dos chefões da Maçonaria, cuja mulher foi eleita deputada pelo PS nestas legislativas e fez parte das listas autárquicas de 2009 em Lisboa (coincidências), cidade onde tem várias obras embargadas nos seus colégios e escolas (mais coincidências, é claro), o sr. Franco passa a Sr. Dr. Franco, mais rapidamente ainda do que o Sr. Eng. Sócrates e pelo menos tão rapidamente como o Sr. Dr. Vara, ambos na Independente."

      Se há aluno que merece o nosso louvor, é Vasco Franco. Aliás, está agora a fazer o seu doutoramento na Universidade Nova, pelo que de certo que não se considerou aí que Vasco Franco não merecia a esplêndida nota de curso que obteve. A mesquinhez e a falta de nível intelectual estão em quem produziu o comentário crítico ao percurso académico de Vasco Franco.

      Eliminar
    3. Ponto nr 1 - eu nem gosto nem deixo de gostar do srº vasco, pois não o conheço.
      Não sei porque será que geralmente as pessoas que veem aqui defender alguém do PS, recorrem sempre ao insulto??? será uma característica que os une?

      Eliminar
  8. Mas que grande BRONCA isto é corrupção e abuso de poder!!!

    ResponderEliminar
  9. Aser verdade: é uma grande BRONCA.É corrupção e abuso de poder!!!

    ResponderEliminar
  10. BASTAVA O POVO SABER COMO SE VOTA CONTRA OS PARTIDOS CORRUPTOS E PORTUGAL SERIA LIMPO DA CORRUPÇÃO. VOTEM EM PARTIDOS SEM ASSENTO PARLAMENTAR SÓ ISSO TEM VALOR E PUNE OS PARTIDOS CORRUPTOS. Nos paises menos corruptos do mundo a democracia funciona porque as pessoas sabem votar e usam o voto, 90% votam... aqui só temos eleitores ignorantes por isso quem não funciona são os eleitores e não a democracia.
    A abstenção afinal obtém um resultado contrário, ao que pretendem os abstencionistas
    Por isso, o que me chateia na vossa abstenção é a falta de colaboração num trabalho importante. Não é uma questão de direitos ou deveres cívicos em abstracto. O problema é concreto. Temos uma tarefa difícil, da qual depende o nosso futuro, e vocês ficam encostados sem fazer nada.
    Isto tem consequências graves para a democracia. Quando a maioria não quer saber das propostas dos partidos, está-se nas tintas para o desempenho dos candidatos e nem se importa se cumprem os programas ou não, o melhor que os partidos podem fazer para conquistar votos é dar espectáculo. Insultarem-se para aparecerem mais tempo na televisão mentirem para agradar. Vocês dizem que se abstêm porque a política é uma palhaçada mas a política é uma palhaçada porque vocês não votam. Vocês não exercem o vosso dever de votar contra quem faz mal ao país. O vosso de dever e direito de punir os que lesam o país nas urnas.
    A culpa é vossa porque não é preciso muita gente votar em palhaços para os palhaços ganharem. Basta que a maioria não vote.. Basta abanar o pano da cor certa e, se mais ninguém vota, eles ficam na maioria. Mas se vocês colaborassem e se dessem ao trabalho de avaliar as propostas, julgar e punir os partidos que há 40 anos destroem o teu país, se os responsabilizassem pelas promessas que fazem e votassem contra os que mentiram, deixava de haver palhaços, interesseiros e imbecis na política.
    MAIS ARTIGOS SOBRE CIDADANIA E EDUCAÇÃO CIVICA, NESTE LINK, APRENDA A VIVER EM DEMOCRACIA SE QUER QUE ELA FUNCIONE::.. INFORME-SE VEJA ESTE LINK
    http://apodrecetuga.blogspot.pt/2015/10/percebam-que-abstencao-afinal-obtem-um.html#.WM_ogfmLTIU

    ResponderEliminar