14 junho, 2012

12 MIL MILHÕES injectados na banca, o resto é paisagem!? O saque de Portugal continua.


Portugal continua a saque e ninguém consegue, ou quer, deter tamanho abuso. Transferem-se milhões e milhões dos nossos impostos, para a mão dos gananciosos, que querem sempre mais e mais dinheiro, fácil e alheio... e já aos olhos de todos, continuam a esgotar o suor e os sacrifícios de um país e de um povo devastado por governos que pactuam, com a ganancia.
1 - Serão os 50 mil milhões do estado, transferidos para as concessionárias PRIVADAS/PPP
2 - Foram os 10 mil milhões distribuídos pelo BPN e amigos, privados
3 - Foram os 12 mil milhões distribuídos, agora, para a banca privada. A somar aos benefícios que sempre gozaram. Irão receber um valor que ultrapassa, em muito, o valor do próprio banco. Ou seja. mais um empréstimo sem retorno!!!!!
4 - Sãos os milhões que diariamente se distribuem por empresas amigas em forma de ajustes directos.
5 - São os tachos e boys ás dezenas, que sorvem todos os dias os impostos e que engrossam a despesa do estado, não apenas pelos que entram, do novo governo, mas os que saem com grandes indeminizaçoes para outros cargos mais afastados do novo governo. Um regabofe de despesas incalculáveis, um entra e sai conveniente.
O país afunda-se, em dividas, em juros, em caos social, em desemprego assustador e galopante que deixa o país de rastos e sem capacidade para se levantar... e no meio da miséria, do suor e da luta, emergem os castelos dourados destes senhores insaciáveis, que por mais fortunas que acumulem... querem sempre mais e mais... ampliam o seu oásis, reforçam o seu poder e protegem-se dos plebeus, que cada vez mais os denunciam e desprezam... 


Daniel Oliveira, afirma neste video que:
  • Grande parte do dinheiro da TROIKA, 12 mil milhões foram parar aos bancos. Dos quais nós iremos pagar os juros. 
  • A banca empresta dinheiro ao estado a juros elevados, ABUSIVOS, mas o estado injecta dinheiro nos bancos sempre que eles precisam.
  • Cada português acabou de doar aos bancos 665 euros. Para o BPI, o BCP e a CGD.
  • Porque não pediram dinheiro à Isabel dos Santos e à Sonangol que são accionistas destes bancos? 
  • Os accionistas só estão lá para receber o lucro, para recapitalizar está o povo? 
  • Quando estes bancos tem lucro, também devolvem o dinheiro que o estado lá mete? Ou partilham os lucros com o estado? Claro que não... 
  • Além do mais o valor que o estado injectou nestes bancos é 5 vezes superior ao valor que eles valem em bolsa. Quando é que vamos ver esse dinheiro?
  • Não foi apenas o Borges que deixou escapar que ainda é preciso baixar mais os salários em Portugal... a TROIKA também o afirmou recentemente. Por isso não devemos estranhar que isso aconteça, pois há que pagar o luxo aos bancos.

Injectar 12 mil milhões de euros na Banca é uma situação da mesma lógica BPN. Resumo do video
  • Nacionalizam-se os prejuízos e se mantiveram os activos e os lucros para oferecer aos privados.
  • Se a Banca precisa de se recapitalizar porque razão não o faz por via dos seus accionistas? Porque não são os accionistas que se endividam e tem que ser o estado? 
  • A banca amealha lucros fabulosos ainda beneficiado de escandalosas isenções de impostos.
  • Distribuem os lucros pelos seus accionistas, sediados em paraísos fiscais, mas chegada  a hora de entrar com dinheiro para o banco, é o estado que paga? 
  • E ainda tem o descaramento de dizer que são os portugueses que tem vivido acima das suas possibilidades... Ou terá sido o governo que tem andado a roubar acima das nossas possibilidades? Os portugueses tem em muitos casos vivido abaixo das suas necessidades. 
  • Foi a banca e não os portugueses que retiraram proveito do crédito. Foi a banca e não os portugueses que fomentaram a politica de generalização do crédito. 
  • A banca obteve lucro fácil e rápido, financiava-se no estrangeiro a juros baixos e emprestava em Portugal a juros mais altos. E fez o mesmo ao estado português, claro que com o consentimento de quem nos governa. Pedia emprestado com juros de 1% e emprestava aos nossos governos cobrando juros de 6% e 7%. 
  • PSD, PS e CDS pactuam com a transferência do dinheiro do povo para a banca. 
  • Mais grave ainda é que a CGD está proibida de aceder a esse crédito para não prejudicar os privados nessa exploração descarada. 
  •  Estes 12 mil milhões seriam justamente aplicados se fossem colocados na CGD para apoiar a economia nacional.
Mais ajudas e milhões injectados na Banca...
1 - Bancos pediram 56 mil milhões de euros a 1% de juros para emprestar ao estado (OTÁRIO?) a 6% e a 5%. 
"Banca rica, País pobre
Nunca como agora a banca portuguesa recorreu em tão larga escala ao Banco Central Europeu: os maiores bancos (portugueses) financiaram-se, em Março, (2012) com 56,3 mil milhões de euros a uma taxa de 1%. Isto até seria uma boa notícia. Mas este dinheiro não é aplicado no financiamento das empresas e das famílias – e em nada contribuiu para a criação de um posto de trabalho. A banca portuguesa prefere comprar dívida pública(igual a emprestar ao estado a 5% e 6%). É muito mais seguro. Os bilhetes do tesouro garantem uma remuneração à volta de 5%. 
cmjornal


2 - Estado vai aliviar os bancos das dividas que não lhe pagam!! 
A banca emprestou dinheiro sem o mínimo de critério e a alto risco, ou seja, a ganancia, cegou-os de incompetência. Emprestaram dinheiro apenas visando a usura dos juros. Pois o estado português é a Madre Teresa de Calcutá dos ricos,  e vai assumir as dividas que ninguém está a pagar devido à crise... E como a crise não pode ser má para todos... o estado opta por ajudar os bancos. 
"Estado retira dos bancos 2 mil milhões de dívida das câmaras, estado ajuda bancos no sector imobiliário 
O Orçamento de 2012, aprovado ontem  prevê a passagem de 2 mil milhões de euros de empréstimos das autarquias, que agora estão "estacionados" na banca, para o próprio Estado.
A decisão, que ainda não tinha sido divulgada por Vítor Gaspar, não implica qualquer transferência de responsabilidades: na prática, os municípios continuam a ser responsáveis por pagar a dívida. A diferença é que o credor passa agora a ser o próprio Ministério das F
O estado já tinha antes assumido comprar outras dividas.." Esta soma-se aos cerca de 950 milhões de euros de créditos de hospitais e empresas públicas que também serão adquiridos pelo Estado no próximo ano, tal como já tinha sido noticiado." (a banca usufrui dos juros abusados, e quando chega a hora de assumir o risco, o governo paga com o dinheiro do povo as más dividas que a banca assumiu, o povo que nunca usufruiu dos juros... paga!!)
"O impacto orçamental desta transferência é zero, tal como na maior parte das alterações anunciadas ontem. Trata-se apenas de uma operação financeira, em que o Estado cede liquidez em troca de um activo. E a dívida pública até poderá descer, já que, ao passar da banca para a esfera pública, torna-se dívida que o Estado deve a si próprio. " Engenharia financeira ou "areia para os olhos"
"Tudo somado, o défice fica igual na contabilidade que interessa para Bruxelas e para a troika: 4,5% do PIB. A diferença é que o contributo da redução da despesa é  revisto em baixa. Os gastos públicos, numa perspectiva consolidada, caem 2,8 mil milhões de euros, bem menos do que os 4,8 mil milhões que constavam do Orçamento apresentado em Outubro." jornaldenegocios

3 - Mais umas dividas para o povo... 
"Empréstimos de 723 milhões de empresas públicas passam da banca para o Estado.  Decisão poupa 93 milhões de euros. Estado assume dívida de empresas públicas e do BPN à banca, vai endividar-se 8 mil milhões de euros e tirar dos bancos 16% do passivo das empresas públicas.. para substituir os bancos como financiador de sete empresas públicas e do que resta do BPN, confirmou ontem o secretário de Estado do Orçamento, Luís Morais Sarmento. Na prática isto significa que este ano o Estado vai aliviar os bancos – nacionais e estrangeiros – no equivalente a cerca de 16% do passivo crónico das empresas públicas, numa acção que vai ao encontro da posição defendida pelos gestores da banca em Portugal. 
Nestas empresas, o Estado assumirá junto da banca 5,24 mil milhões de euros de dívidas. Este valor está repartido por sete empresas, explicou Luís Morais Sarmento no debate parlamentar de arranque sobre o Orçamento do Estado para 2012 (OE/2012): 2,16 mil milhões da Refer, 1,84 mil milhões da Estradas de Portugal, 601,1 milhões da Metro do Porto, 492,4 milhões da Metro de Lisboa, 150 milhões da RTP, 2,9 milhões da VianaPolis e 82,5 mil euros da Empresa de Meios Aéreos.
A estes valores somam-se ainda 3 mil milhões de euros de dívidas de sociedades-veículo criadas na nacionalização do BPN e onde foram estacionados activos do banco. Quem financiou esses activos foi a Caixa Geral de Depósitos. Essa dívida à Caixa será amortizada, ficando o Tesouro português como credor.
O secretário de Estado deu estas explicações para responder à pergunta do deputado do PCP Honório Novo sobre a razão de ser do aumento para o dobro do limite legal de endividamento (para 22,48 mil milhões de euros) na proposta de orçamento rectificativo para 2011, a segunda este ano. O limite legal inicial para empréstimos de médio e longo prazo era de apenas mil milhões de euros e teve de ser subido para 5,24 mil milhões. A substituição no caso do BPN e as derrapagens orçamentais exigiram também mais capacidade de endividamento.
A equipa das Finanças explicou no debate que a decisão se destina a baixar os juros, já que o Tesouro se financia por menos do que a banca cobra às empresas públicas. A poupança total em 2012 será de 93 milhões de euros, de acordo com a agência Lusa. ionline.


"Tesouro se financia por menos do que a banca" PORQUE É QUE O ESTADO SE FINANCIA NA BANCA PRIVADA?

4 - Mais recentemente o BANIF e o BPP... salvos da falência, com mais uns milhões injectados. 


14 comentários :

  1. Um bom texto.
    Para quem desconfia muito da infinidade de números que qualquer um lhe atira - a conta-gotas e diariamente - para os olhos, seria bom, também em nome de transparência, elaborar-se uma tabela simples onde constassem apenas 3 colunas com valores anuais: Receita, despesa corrente e dívida acumulada do estado.
    Seria insuficiente, certamente.
    Mas eram luzes no nevoeiro...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A ideia do conta gotas é uma das formas mais usadas pelo governo para disfarçar o descalabro das injustas e incompetentes formas de desbaratar o erário público. No fundo isto são apenas trocadilhos para trocar os olhos ao povo e se perder o rasto de muitos milhões.
      Um paradoxo... Ora o estado se financia na banca privada, ora o estado compra a divida aos bancos, ou seja quando convém à banca, o estado é devedor, quando convém à banca o estado é credor??
      E no meio de tantos milhões quem paga a quem, e quem fica a dever a quem, é uma questão que só daqui a anos terá resposta, talvez se chegue à conclusão infeliz e habitual, de que ninguém paga e fica para o estado/povo. Aliás o passo principal já foi dado... as dividas já estão no estado, agora falta apenas perceber que ninguém as vai pagar senão o povo triste de sempre. A saga continua...

      Quanto à sua sugestão... eu sou uma mera cidadã sem conhecimentos de economia ou jornalismo que me permitam enveredar por caminhos mais complexos.
      Mas já por diversas vezes pedi a colaboração aos leitores do blog, para elaborarem listas de despesismo, e outras estatísticas que permitam uma visão mais ampliada da verdade.
      Por isso aguardo que alguém possa empenhar-se e ajudar a esclarecer o povo, com a verdade nua e crua. Andamos carenciados de verdade e de dados. Daí esta inércia, pois a ignorância é o pior ópio do povo.

      Muito obrigado pelo seu elogio e generoso contributo para me dar forças para continuar, esta luta contra a ignorância politica.

      Eliminar
    2. BASTAVA O POVO SABER COMO SE VOTA CONTRA OS PARTIDOS CORRUPTOS E PORTUGAL SERIA LIMPO DA CORRUPÇÃO. VOTEM EM PARTIDOS SEM ASSENTO PARLAMENTAR SÓ ISSO TEM VALOR E PUNE OS PARTIDOS CORRUPTOS. Nos paises menos corruptos do mundo a democracia funciona porque as pessoas sabem votar e usam o voto, 90% votam... aqui só temos eleitores ignorantes por isso quem não funciona são os eleitores e não a democracia.
      A abstenção afinal obtém um resultado contrário, ao que pretendem os abstencionistas
      Por isso, o que me chateia na vossa abstenção é a falta de colaboração num trabalho importante. Não é uma questão de direitos ou deveres cívicos em abstracto. O problema é concreto. Temos uma tarefa difícil, da qual depende o nosso futuro, e vocês ficam encostados sem fazer nada.
      Isto tem consequências graves para a democracia. Quando a maioria não quer saber das propostas dos partidos, está-se nas tintas para o desempenho dos candidatos e nem se importa se cumprem os programas ou não, o melhor que os partidos podem fazer para conquistar votos é dar espectáculo. Insultarem-se para aparecerem mais tempo na televisão mentirem para agradar. Vocês dizem que se abstêm porque a política é uma palhaçada mas a política é uma palhaçada porque vocês não votam. Vocês não exercem o vosso dever de votar contra quem faz mal ao país. O vosso de dever e direito de punir os que lesam o país nas urnas.
      A culpa é vossa porque não é preciso muita gente votar em palhaços para os palhaços ganharem. Basta que a maioria não vote.. Basta abanar o pano da cor certa e, se mais ninguém vota, eles ficam na maioria. Mas se vocês colaborassem e se dessem ao trabalho de avaliar as propostas, julgar e punir os partidos que há 40 anos destroem o teu país, se os responsabilizassem pelas promessas que fazem e votassem contra os que mentiram, deixava de haver palhaços, interesseiros e imbecis na política.
      MAIS ARTIGOS SOBRE CIDADANIA E EDUCAÇÃO CIVICA, NESTE LINK, APRENDA A VIVER EM DEMOCRACIA SE QUER QUE ELA FUNCIONE::.. INFORME-SE VEJA ESTE LINK http://apodrecetuga.blogspot.pt/2015/10/percebam-que-abstencao-afinal-obtem-um.html#.WM_ogfmLTIU

      Eliminar
  2. Zita
    O meu rapaz mais velho é economista e foi jornalista de economia.
    Não é um economista normal,tem andado com tanto trabalho que até eu quero falar com ele para me explicar isto tudo!
    Nem no Blog dele tem escrito :-(

    ResponderEliminar
  3. Existe um blog chamado Resistir.info,onde existe textos económicos de Eugénio Rosa sobre a economia do país e entre outros autores estrangeiros sobre o que passa no mundo .Muito interessante...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado pela dica, é realmente um bom blog que já usei para fazer alguns artigos, mas peca pelo tamanho excessivo dos textos, onde as pessoas se perdem, o meu blog tenta ir directo ao assunto e da forma mais resumida possível.
      Tento descomplicar e compilar as noticias. Mas sim reconheço que é uma boa fonte de informação para quem gosta de artigos longos. Obrigado pela ajuda que a será sempre bem vinda.

      Eliminar
  4. Se quiser dar uma olhada.

    http://sublegelibertas.wordpress.com/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O que o Anónimo quis recomendar foi este... http://resistir.info/

      Eliminar
    2. Já espreitei o seu também, obrigado :)

      Eliminar
  5. Mas quando lhe dá para fazer posts arrasadores e curtos no Psicolaranja Zita, nem imagina :-)

    ResponderEliminar
  6. Mas o meu rapaz também fazia alguns posts compridos para poder explicar certas coisas Zita :-)

    ResponderEliminar
  7. Resposta à pergunta : "Porque é que ...."

    Porque é o conceito da mafia da UE.

    O artigo 123 do tratado de Lisboa (tratado fascista imposto à força às populações), impede as nações presas na UE de fabricar o seu próprio dinheiro (por intermédio do seu banco central nacional), e a custo zéro, ou baixíssimo.

    O conceito mafioso da UE (que para lembrança foi criado e escrito por banqueiros, foi precisamente criado para isso : entregar as nações aos banqueiros, afim que sejam pilhadas (criando a divida eterna, que obriga as nações a pagar
    juros eternos)

    Para lembrança : A mafia financeira que criou a ditadura da UE, colocou em Bruxelas tecnocratas ilegítimos, nunca eleitos por ninguém, e que dirigem as nações

    E colocou um banqueiro, um dos deles, um dos principais antigos dirigentes da banca goldman Sachs, à cabeça da BCE.

    ResponderEliminar
  8. BASTAVA O POVO SABER COMO SE VOTA CONTRA OS PARTIDOS CORRUPTOS E PORTUGAL SERIA LIMPO DA CORRUPÇÃO. VOTEM EM PARTIDOS SEM ASSENTO PARLAMENTAR SÓ ISSO TEM VALOR E PUNE OS PARTIDOS CORRUPTOS. Nos paises menos corruptos do mundo a democracia funciona porque as pessoas sabem votar e usam o voto, 90% votam... aqui só temos eleitores ignorantes por isso quem não funciona são os eleitores e não a democracia.
    A abstenção afinal obtém um resultado contrário, ao que pretendem os abstencionistas
    Por isso, o que me chateia na vossa abstenção é a falta de colaboração num trabalho importante. Não é uma questão de direitos ou deveres cívicos em abstracto. O problema é concreto. Temos uma tarefa difícil, da qual depende o nosso futuro, e vocês ficam encostados sem fazer nada.
    Isto tem consequências graves para a democracia. Quando a maioria não quer saber das propostas dos partidos, está-se nas tintas para o desempenho dos candidatos e nem se importa se cumprem os programas ou não, o melhor que os partidos podem fazer para conquistar votos é dar espectáculo. Insultarem-se para aparecerem mais tempo na televisão mentirem para agradar. Vocês dizem que se abstêm porque a política é uma palhaçada mas a política é uma palhaçada porque vocês não votam. Vocês não exercem o vosso dever de votar contra quem faz mal ao país. O vosso de dever e direito de punir os que lesam o país nas urnas.
    A culpa é vossa porque não é preciso muita gente votar em palhaços para os palhaços ganharem. Basta que a maioria não vote.. Basta abanar o pano da cor certa e, se mais ninguém vota, eles ficam na maioria. Mas se vocês colaborassem e se dessem ao trabalho de avaliar as propostas, julgar e punir os partidos que há 40 anos destroem o teu país, se os responsabilizassem pelas promessas que fazem e votassem contra os que mentiram, deixava de haver palhaços, interesseiros e imbecis na política.
    MAIS ARTIGOS SOBRE CIDADANIA E EDUCAÇÃO CIVICA, NESTE LINK, APRENDA A VIVER EM DEMOCRACIA SE QUER QUE ELA FUNCIONE::.. INFORME-SE VEJA ESTE LINK http://apodrecetuga.blogspot.pt/2015/10/percebam-que-abstencao-afinal-obtem-um.html#.WM_ogfmLTIU

    ResponderEliminar