24 novembro, 2011

750 mil euros em casa de cinema... ás moscas.

casa de cinema moura

A Casa do Cinema que nunca foi usada.

 “O arquitecto fez uma obra bonita, mas esqueceu-se da sala de projecções” foi o comentário do realizador Manoel de Oliveira, na primeira visita efectuada à Casa do Cinema.

Foi construída na Foz, entre 1998 e 2003, segundo projecto do arquitecto Souto Moura, no âmbito da Capital Europeia da Cultura - Porto 2001, e terminada com 2 anos de atraso. Com um custo inicial de 750 mil euros, é propriedade do município desde então.
Após 8 anos permanece por inauguraré hoje apenas lugar com claros sinais de degradação e vandalismo no exterior.
Para evitar mais degradação a Câmara Municipal do Porto propôs, em 2007, acolher na casa alguns serviços municipais, após algumas obras de remodelação. Os sinais de abandono permanecem inalterados.

A Casa do Cinema vem do interesse do município em reunir o espólio do centenário cineasta num centro de documentação. Fitas, prémios e demais património cultural, propriedade de Manoel de Oliveira, seriam assim conservados num edifício público criado para tal.
Dificuldades de diálogo ou problemas financeiros, as desculpas sucederam-se desde então perante os erros acumulados.
O acervo cedido pelo cineasta foi colocado, provisoriamente, num apartamento alugado pela CMP, para a sua catalogação. Desde 2005 a renda deixou de ser paga pelo município e passou a ser o realizador a custear a sua conservação.
O realizador, Manoel de Oliveira homenageado recusou, em 2011, receber a “Chave da Cidade” no seu 100º aniversário. Argumentou a recusa pelos anos de “comportamento incorrecto” do município para com o seu espólio e para com a Casa do Cinema que nunca o acolheu.  fonte

7 comentários :

  1. vergonha o que fazem com o nosso dinheiro

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os portugueses desconhecem estes abusos impunes.

      Eliminar
    2. BASTAVA O POVO SABER COMO SE VOTA CONTRA OS PARTIDOS CORRUPTOS E PORTUGAL SERIA LIMPO DA CORRUPÇÃO. VOTEM EM PARTIDOS SEM ASSENTO PARLAMENTAR SÓ ISSO TEM VALOR E PUNE OS PARTIDOS CORRUPTOS. Nos paises menos corruptos do mundo a democracia funciona porque as pessoas sabem votar e usam o voto, 90% votam... aqui só temos eleitores ignorantes por isso quem não funciona são os eleitores e não a democracia.
      A abstenção afinal obtém um resultado contrário, ao que pretendem os abstencionistas
      Por isso, o que me chateia na vossa abstenção é a falta de colaboração num trabalho importante. Não é uma questão de direitos ou deveres cívicos em abstracto. O problema é concreto. Temos uma tarefa difícil, da qual depende o nosso futuro, e vocês ficam encostados sem fazer nada.
      Isto tem consequências graves para a democracia. Quando a maioria não quer saber das propostas dos partidos, está-se nas tintas para o desempenho dos candidatos e nem se importa se cumprem os programas ou não, o melhor que os partidos podem fazer para conquistar votos é dar espectáculo. Insultarem-se para aparecerem mais tempo na televisão mentirem para agradar. Vocês dizem que se abstêm porque a política é uma palhaçada mas a política é uma palhaçada porque vocês não votam. Vocês não exercem o vosso dever de votar contra quem faz mal ao país. O vosso de dever e direito de punir os que lesam o país nas urnas.
      A culpa é vossa porque não é preciso muita gente votar em palhaços para os palhaços ganharem. Basta que a maioria não vote.. Basta abanar o pano da cor certa e, se mais ninguém vota, eles ficam na maioria. Mas se vocês colaborassem e se dessem ao trabalho de avaliar as propostas, julgar e punir os partidos que há 40 anos destroem o teu país, se os responsabilizassem pelas promessas que fazem e votassem contra os que mentiram, deixava de haver palhaços, interesseiros e imbecis na política.
      MAIS ARTIGOS SOBRE CIDADANIA E EDUCAÇÃO CIVICA, NESTE LINK, APRENDA A VIVER EM DEMOCRACIA SE QUER QUE ELA FUNCIONE::.. INFORME-SE VEJA ESTE LINK http://apodrecetuga.blogspot.pt/2015/10/percebam-que-abstencao-afinal-obtem-um.html#.WM_ogfmLTIU

      Eliminar
  2. E ainda por cima dão prémios e semeiam elogios ao autor do projecto! Acabem de vez com este estado de coisas! que há-de um arquitecto, que nunca teve trabalho de arquitectura, dizer perante tamanhos escandalos!

    ResponderEliminar
  3. Esta pouca vergonha começa a asfixiar o país e parece que só à força poderá ser arranjada uma solução. Estas situações não acontecem só nas grandes cidades mas também nos municipios mais próximos delas. A corrupção está sempre presente não só em casos que afetam o herário publico/contribuintes mas também em cenários em que particulares se tornam grandes vitimas por não colaborarem em esquemas de fraude e corrupção.No Imobiliário existem relatos de situações que só a um ente estúpido e cego a corrupção não seria perceptível.Há muito medo na apresentação de denúncias por parte das vitimas, que deve ser entendida como compreensível pois com uma justiça inútil ou até inexistente, também ela ,em parte, colaborante com a corrupção e sem ajuda exterior de alta confiança, ninguém denunciará.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tocou em mais uma ferida que fere de morte o justo funcionamento justiça.

      Eliminar