21 outubro, 2011

Portugal paga muito bem, para nos falirem.

Portugal paga para nos falirem.
Mais um exemplo dos "bons profissionais" que temos no governo, em Portugal,  é este caso. Regabofe.
Christine Lagarde, a nova Directora do FMI, receberá mais 10% que Dominique Strauss-Kahn, mas mesmo assim menos que o presidente da Caixa Geral de Depósitos, entre outros gestores portugueses, pelo que a senhora ainda está mal paga pelo padrão de Portugal. 
"A nova directora do FMI, Christine Lagarde, vai ter um rendimento anual líquido de 323 mil euros, a que se somam 58 mil euros para gastar em despesas. O total de 381 mil euros anuais que Lagarde vai receber (salário mais despesas) é um aumento de 11 por cento relativamente ao que recebia Dominique Strauss-Kahn." fonte
Esta senhora se realmente quer um futuro brilhante, que estabeleça amizades com o governo português para descobrir o que é ganhar bem. Em Portugal há sempre lugar e dinheiro para mais um, logo que seja amigo do politico certo.
Em Portugal a meritocracia tem sido apanágio de apadrinhamentos e cunhas, porque desde que me conheço os regimes têm sido fracos... ou muito fracos.
As coisas em Portugal que espantam, não são apenas os ordenados chorudos que superam os de muitas figuras de proa na Europa e mundo, mas o facto de mesmo assim, tendo tantos banqueiros e gestores tão bem pagos, que supostamente devem ser muito cobiçados pelo mundo, não se percebe como é que Portugal está tão desesperadamente falido. Ou talvez se perceba.
Ora aí está um bom sítio onde podemos fazer poupanças. Sem risco de perder nada...apenas ganhar.

Para que conste, retirado do site da CGD, referente a 2009 (não divulgaram os valores de 2010 nem de 2011...):
Presidente CGD - Regalias e folias
Remuneração base: 371.000,00€;
Prémio de gestão: 155.184,00€;
Gastos de utilização de telefone: 1.652,47€;
Renda de viatura: 26.555,23€;
Combustível: 2.803,02€;
Subsídio de refeições: 2.714,10€;
Subsídio de deslocação: 104,00€;
Despesas de representação: cartão de crédito onde "apenas" são consideradas despesas decorrentes da actividade devidamente documentadas com facturas e comprovativos de movimento - não quantificado...

Em suma, apenas com o vencimento base e o prémio de gestão, foram 526.184,00€!!! (a Directora do FMI foram 381€ já com despesas de representação) e depois ainda há uns gastos com telefones, combustíveis, etc., para além de um cartão de crédito de valor não quantificado!
Palavras para quê?
Portugal tem muitos ricos,  mas todas pagos com o roubo do dinheiro do povo.

AS REGALIAS E FOLIAS DE UM PAÍS FALIDO
É preciso que se saiba"... que os portugueses comuns (os que têm trabalho) ganham pouco mais  de metade (55%) do que se ganha na zona euro, mas os nossos gestores recebem, em média:
- mais 32% do que os americanos;
- mais 22,5% do que os franceses;
- mais 55 % do que os finlandeses;
 

- mais 56,5% do que os suecos"
(dados de Manuel António Pina, Jornal de Notícias, 24/10/09)

O nosso Governador do Banco de Portugal ganha mais que o seu homólogo Americano, do Tesouro Americano... mais que o Presidente Barak Obama!É esta a nossa dimensão? Somos o país com os melhores gestores??


2 comentários :

  1. Estou tão revoltado que só me apetece fazer de homem bomba e fazer-me explodir junto de passos coelhos e seus mafiosos, trabalhei 45 anos, estou desempregado á 3 agora estava a meter a pré- reforma e foi hoje aprovada um alei de suspensão das reformas, com a minha idade não consigo arranjar trabalho.
    Como vou pagar a minha casa e sustentar um filho adolescente?
    Antes de cair na valeta, vou ter de matar alguem e ai sim, imolo-me

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro anónimo tenha calma pois existem algumas excepções e creio que o seu caso é uma delas, pois casos de desempregados de longa duração não são abrangidos por esta norma. Informe-se antes de desesperar. E boa sorte para si. Estamos todos a ser vitimas de governos corruptos incompetentes e famintos de dinheiro e poder.

      Eliminar