06 julho, 2011

Mais umas fugas obscuras do nosso pobre dinheiro.

Paulo teixeira pinto desvios
Foram disponibilizados 2,5 milhões de euros para obras em Pousadas, já foram pagos adiantados 900 mil euros ás empresas contratadas mas as obras ainda não começaram, ao fim de 5 meses ainda não havia nada feito.
Estaremos nós perante mais um quadro típico onde os dinheiros que são pagos servem apenas para favorecer uns amigos e nunca para realizar nenhum trabalho? Como este caso.
As empresas contratadas são também demasiado cúmplices e tem várias ligações para estarem metidas nesta confusão inocentemente pois são ambas do grupo Lena. (Onde andou o também polémico Paulo Teixeira Pinto das reformas milionárias e boy da EDP etc )
O tribunal de contas já está a indagar... mas desde sempre que se ouve falar de suspeitas e de jogos obscuros, mas nunca de culpados e jogos esclarecidos.
Foram 25 milhões de euros oferecidos, nos últimos anos a esta instituição, e a nós compete perguntar, quantos desses milhões percorreram o mesmo caminho que relata esta história?

25 MILHÕES 
"Nos últimos anos, a Movijovem construiu sete novas Pousadas num investimento superior a 25 milhões de euros", adiantou João Paulo Rebelo, presidente daquela entidade."
NO ENTANTO...  
"A Movijovem, fez pagamentos adiantados de quase 900 mil euros a nove empresas sem que estas iniciassem as obras contratadas para a reabilitação de várias pousadas.
Monterg - Construções, do Grupo Lena, e a Autonomia - Recursos Renováveis – foram contempladas com contratos de valor superior a 300 mil euros.
Decidida a manter a validade dos referidos contratos, a Movijovem entregou à Monterg, em Fevereiro deste ano, mais de 209 mil euros
Porém, nenhuma dessas empreitadas teve ainda início e desconhece-se mesmo a data em que devem começar as obras."
MOVIJOVEM E AS RELAÇÕES COM O GRUPO LENA
"A relação da Movijovem com a Monterg, empresa do Grupo Lena, tem vários pontos de contacto. Desde logo, a Monterg, empresa responsável pelo isolamento térmico nas Pousadas da Juventude, e a Eco-Choise, consultora contratada pela Movijovem para escolher as firmas que deveriam ser contratadas, têm uma coisa em comum: a Monterg é detida pelo Grupo Lena e a Eco-Choise foi constituída, em 2007, com capitais do Grupo Lena." Fonte

2 comentários :

  1. Assim vai o reino desta ladroagem sem fim ,que se vai sabendo aqui e ali com pequenas denúncias ,pois o jornalismo de investigação neste paraíso destes senhores que fazem e desfazem ,arranjam um culpado para dar que fazer aos tribunais durante anos de uma coisa simples é evidente ,e esses jornalistas não existem por medo ou incompetência

    ResponderEliminar
  2. GRUPO LENA -- QUINTA DA SARDINHA - LEIRIA - OS ENCONTROS SÃO NA PRAÇA RODRIGUES LOBO -- NEGOCIATAS NÃO «SÃO ENCONTROS ENTRE AMIGOS DE LONGA DATA» -- O FUNDADOR DO GRUPO A:V:RODRIGUES NÃO COMEÇOU ASSIM... O SEU PRIMEIRO NEGÓCIO FOI VENDER SARDINHA - E NO MEIO DESTE OCEANO DE SARDINHA VIERAM OS TUBARÕES E MUITO +++É SEMPRE A SOMAR «É O QUE TEMOS POBRE DE NÓS»

    ResponderEliminar