06 maio, 2014

Saída limpa mas cega. Quem fez descer a taxa de juros, obviamente foi o BCE e não Portugal.



"OCDE: dívida portuguesa vai continuar a subir pelo menos até 2015. Organização alerta que «existe um risco de deflação»
Esta previsão contraria o otimismo do Governo, que espera que a trajetória em alta da dívida pública comece a inverter-se em 2015: no Documento de Estratégia Orçamental (DEO), divulgado na semana passada, o Executivo previa que, depois de chegar aos 129% do PIB em 2013, a dívida pública atingisse os 130,2% em 2014, recuando para os 128,7% no próximo ano."fonte

Continuamos sem rumo, e com governantes que insistem em não acertar uma previsão ou mesmo análises, à posteriori. O Gaspar foi-se embora mas deixou ficar o seu fantasma, o "Gasparzinho", para nos assombrar, em forma de formulas, as tais famosas formulas, que nunca acertavam uma previsão.
A única previsão que acertou, foi a meteorológica e foi à posteriori, quando se lembrou de garantir que os seus erros nas previsões, se deviam ao meu tempo, e se transformou numa anedota nacional (video).

"A maioria dos comentadores e jornalistas ainda não se deram conta que Portugal está a ser utilizado como "rato de laboratório" com este programa da Troika.
Muito provavelmente a crise vai chegar a outros países do Norte da Europa tal como a França.
O que a Alemanha pretende é que não se repita em Portugal o que aconteceu na Grécia.
A diferença entre Portugal e a Grécia é simples: Portugal quando recebe empréstimos da Troika, em geral, adopta as propostas dos credores. No caso da Grécia, não fazem nada, porque estão sempre à espera do próximo empréstimo.

A maioria da nossa Imprensa e comentadores desconhecem que a dívida externa de Portugal é superior à dívida da Grécia.
Quem fez descer a taxa de juros, obviamente foi o BCE e não Portugal.
Quem levou Portugal para a situação que todos vivemos foram todos os Governos dos vários partidos tais como o PS, PSD e CDS que adoptaram decisões e opções completamente absurdas para o nosso país para se privilegiar alguns lóbis que dominam os próprios partidos. Estes lobis tratam Portugal como se fosse a sua "quinta" e estão-se completamente nas tintas para a população.
Lóbis que tomam opções e nunca se responsabilizam. 
O caso BPN é um deles. A maioria dos responsáveis pelo BPN vivem faustosamente, como se nada tivesse acontecido.

Apesar de Portugal ter recebido mais de 120 mil milhões de euros de fundos europeus e privatizações (a grande maioria da verba, foi em fundos da UE) o nosso País chegou à situação que todos conhecemos.
Como é que se deixou chegar Portugal a esta situação depois de ter recebido tantos fundos da U.E.?
Esta é a pergunta que a maioria dos diplomatas estrangeiros que, vivem em Portugal, fazem sobre o nosso País.
Como foram possíveis o aumento da despesa nas prestações sociais de forma insustentável ou na opção pelas 120 Parcerias Público Privadas em mais de 70 mil milhões de euros?
Auto estradas vazias por todos o País?
10 Novas Barragens para servir as Eólicas cujo balanço energético é nulo?
As restantes PPP são só disparates sem sentido.
O problema das novas 120 PPP nem sequer são os valores em causa. O maior drama são as opções erradas e mais complicadas.
Um País pobre optar pela rodovia num nível quase superior ao da Alemanha é algo que nenhum estrangeiro que nos visita consegue entender.

O actual Governo português está a cometer erros estratégicos dramáticos para Portugal. Entre estes, podemos verificar a privatização de bens públicos em monopólio privados tais como aconteceu com a privatização dos aeroportos e do saneamento básico etc.
Este Governo nada fez para renegociar a sério com as 120 PPP, nem acabar com as Rendas da Energia, nem com o erro histórico das Novas Barragens para servir as Eólicas.
Limita-se a a bombardear a população com impostos e a vender activos e o País ao "quilo"."
Enviado por E-mail, por Rui Rodrigues



3 comentários :

  1. Sim, este país tem pobres a mais, mas são essencialmente pobres de espírito!
    O país é um reflexo do que é o povo. Gente que é manipulada pela diversão dos media e ainda gosta. Futebol, circo, festivais, é isto que une este povo inculto. O país para pelo futebol, pois para este povo inculto não há nada mais importante. São estes os seus valores, os valores da estupidez! Discutisse o futebol, como se houvesse algo para discutir. Para alimentar esta estupidez os noticiários dos media abrem com este "lixo". É disto que este povo gosta e depois ainda falam dos outros... O problema deste país não é económico, é cultural !!! Mas como este povo inculto além da diversão gosta também de dinheiro (muito dele para alimentar a diversão), está na moda falar em dinheiro.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Verdade, infelizmente é esse o retrato do nosso pais e do nosso povo. Aja futebol e casa dos segredos que o resto nao importa...

      Eliminar
  2. A divida de Portugal em parte foi feita para salvar alguns bancos alemaes e franceses.

    Agora os portugueses tem que trabalhar para eles, portugues é burro e dessa situaçao nao sai.

    ResponderEliminar