05 fevereiro, 2014

UNIÃO EUROPEIA EXPLICA A CORRUPÇÃO DE PORTUGAL


NESTE VIDEO, PAULO MORAIS E CAIADO GUERREIRO, EXPLICAM COMO OS NOSSOS POLÍTICOS, FINGEM, MUITO BEM, LUTAR CONTRA A CORRUPÇÃO, COMO AFIRMA A UNIÃO EUROPEIA.



No artigo que cito em baixo, onde se resume o primeiro grande relatório de Bruxelas sobre o fenómeno da corrupção em Portugal, achei interessante proceder a um exercício de simplificação, para que a verdade seja mais evidente, por isso irei substituir os eufemismos, que distorcem a GRAVIDADE da verdade do relatório, por termos mais duros e realistas, os que na realidade deveriam ter sido utilizados pela UE e pelos jornalistas, se vivêssemos num mundo menos cínico.
A minha correcção ficará a vermelho. Isto é, a minha interpretação...
Vamos então chamar os bois pelos nomes? Divirta-se e indigne-se.

"Comissão Europeia está preocupada com a corrupção no financiamento partidário e "funcionário públicos eleitos". A UE denuncia a corrupção dos partidos que elegemos e seu financiamento, através de dinheiros e formas ilícitas.

"Em Portugal, apesar de terem sido implementadas várias iniciativas (fingidas, areia para os olhos) de luta contra a corrupção ao longo da última década, incluindo nova legislação, não existe uma estratégia nacional de luta contra a corrupção em vigor", lê-se no primeiro relatório anticorrupção da União Europeia, e que aponta para perdas anuais de 120 mil milhões nos Estados-Membros. Não existe uma verdadeira luta contra a corrupção, apesar de se investir nisso e se criarem cargos para isso, e organismos para isso, servem apenas para nos atirar areia para os olhos, gastar mais impostos e albergar mais boys. Basta perceber que foi também ao longo da última década, que fomos o país do mundo que mais desceu no rank da corrupção???? 
A mesma fonte sublinha que a aplicação de penas "nos casos de corrupção de alto nível continua a ser um desafio" em Portugal. Prender ou aplicar a lei em corruptos em Portugal é apenas ainda, uma ilusão.
Neste cenário, a Comissão Europeia sugere que em Portugal "devem ser tomadas mais medidas preventivas contra as práticas de corrupção no financiamento dos partidos e estabelecidos códigos de conduta aplicáveis aos funcionários públicos eleitos". A UE sugere que se escreva um código de conduta que ensine os nossos eleitos a terem o mínimo de ética e de vergonha, pois eles não a conhecem, tem que se escrever algures, um manual "Como ser honesto", e dizer-lhes para seguirem as instruções. 
A entidade liderada por Durão Barroso, defende também que sejam realizados esforços suplementares para combater os conflitos de interesses e para divulgar o património dos funcionários a nível local. A UE recomenda ainda que se acabe com o regabofe dos deputados que estão na AR para defender o país, MAS ao mesmo tempo pertencem às maiores empresas privadas do país. Ficam divididos entre, defender o interesse do estado ou das empresas. E se as empresas estão cada vez mais ricas e o país mais pobre, quem é que eles defenderão?
Recomenda ainda que seja público e escrutinado o património dos corruptos, para que eles expliquem porque estão tão ricos, se o salário deles é de apenas 5 mil euros +-

"A transparência e os mecanismos de controlo dos procedimentos de adjudicação de contratos públicos devem ser reforçados. A adjudicação de obras públicas deve ser feito de forma menos corrupta, pois está a enriquecer empresas e a empobrecer o povo e o estado. 
Além disso, Portugal deve identificar os factores de risco de corrupção nas decisões de planeamento urbano local", refere o relatório. Sugere também que se descubra quem são os corruptos que enriquecem com o negócio do urbanismo, e porque não se fez nada para acabar com essa máfia. 
O mesmo estudo sublinha a importância de assegurar que as autoridades coercivas, o Ministério Público e os tribunais estão bem preparados para lidar eficazmente com os processos de corrupção complexos. Aconselha ainda a que se verifique se os tribunais estão preparados para defender a justiça.

Corrupção é generalizada para 90%
No mesmo documento, a Comissão Europeia apresenta os resultados de duas sondagens de opinião sobre corrupção. Um dos inquéritos revela que 90 % dos portugueses concordam que a corrupção é generalizada no país. Ou seja a corrupção em Portugal, é muito profunda, ocorre nas bases e nas estruturas da democracia e da economia. Os portugueses não a vêem apenas a sentem, pois tudo se passa nos bastidores, e entre indivíduos, onde todos eles, os intervenientes beneficiam, e portanto ninguém se queixa ou denuncia, porque o único lesado é o povo, que nada sabe. 
No entanto, menos de 1% da dos portugueses assume ter tido experiência directa com a corrupção, um dos melhores resultados dado que a média da UE é 4%. Ainda assim, cerca de um terço dos portugueses consideram que são atingidos pela corrupção no seu dia-a-dia.
Os portugueses são contudo os que mais acreditam em que o recurso a conhecimentos é muitas vezes a maneira mais fácil de obter certos serviços públicos (79%) e os que defendem que a única forma de ter êxito nos negócios é através de ligações políticas (76%) - valores que ficam bastante acima da média da União Europeia, que é de 69% e 47%, respectivamente.
Uma opinião que parece ser partilhada pelo tecido empresarial: mais de dois terços das companhias nacionais admitem que a corrupção é um obstáculo à sua actividade. O valor médio na União é de 43%. A corrupção ao favorecer algumas empresas conduz à falência as suas concorrentes, devido à concorrência desleal. fonte

Outro artigo medroso... 
Na análise ao Relatório Anticorrupção da União Europeia (UE), divulgado hoje pela comissária europeia dos Assuntos Internos, Ceccilia Malmstrom, a direcção da Transparência e Integridade refere que "as autoridades portuguesas são muito lestas no plano formal, mas muito ineficazes em termos de resultados". Ou seja sabem fingir que fazem, mas não fazem.

"O relatório faz um bom trabalho a listar as leis e regulamentos que o Estado português tem vindo a produzir. O problema é que são reformas 'para inglês ver', que não trouxeram mais eficácia ao combate à corrupção. Portugal gosta de mudar leis e criar organismos em resposta a avaliações internacionais, mas, na prática, nada muda", refere a associação cívica, em comunicado. Os políticos criam os organismos, as listas, as leis, apenas para subir nas estatísticas e aparentar menos corrupção, mas na realidade nada funciona, nem é suposto funcionar. 
"Os males estão diagnosticados há muito. E o primeiro desses males é a falta de vontade política para implementar uma estratégia nacional de combate à corrupção. Todos sabem da corrupção, e para que ela acabe, bastava haver vontade politica. fonte
LINK PARA O RELATÓRIO

PRESIDENTE DA TRANSPARÊNCIA EM PORTUGAL EXPLICA QUE PORTUGAL FOI CAPTURADO PELA CORRUPÇÃO, DE FORMA IRREMEDIÁVEL



  1. As adjudicações corruptas
  2. Conflitos de interesses, desmascarado
  3. Os que trabalham para as PPP, foram dos governos das PPP
  4. O teatro da luta contra a corrupção
  5. De 2000 a 2010, Portugal foi o país do mundo que mais se corrompeu
  6. O mar imenso da corrupção
  7. As entidades reguladoras que branqueiam a corrupção
  8. Estado capturado
  9. Urbanismo corrupto
  10. A corrupção na justiça sobrecarrega os impostos e 
  11. Reacção de Paulo Morais ao relatório da UE. 
  12. Com 250 euros acabava-se com a corrupção. Mas eles não querem.
  13. Exemplos de organismos de combate à corrupção
  14. "PARECER DA TIAC SOBRE OS PROJECTOS DE LEI DA TRANSPARÊNCIA ACTIVA DA INFORMAÇÃO PÚBLICA E DO REFORÇO DOS DEVERES E DA FISCALIZAÇÃO SOBRE OS RENDIMENTOS DOS TITULARES DE CARGOS POLÍTICOS," A NÃO PERDER, PRINCIPALMENTE A PÁGINA 8. 


9 comentários :

  1. Zita, você merecia uma medalha pelo trabalho meritório que faz. Infelizmente, não acho que vá servir para nada... o que só torna o seu altruísmo ainda mais meritório. Tiro-lhe o chapéu.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não acredite que não serve de nada, as coisas estão a mudar... as pessoas estão a indignar-se , a comunicação social compete para ganhar aos blogs na divulgaçao de corrupção e as pessoas estão a perceber e a despertar para a verdade

      Eliminar
  2. O sistema está cada vez mais apertado, vai moldar-nos e silenciar-nos. Cada dia que passa, são mais as exigências, as tarefas, e o medo de perder o que temos, enquanto ao lado assistimos ao outro a perder o que tem, enquanto que uns ainda lutam por aquilo que os outros já tiveram e se calhar até já o perderam. E assim vamos cegando e esquecendo o que somos. Será que um dia nos vamos unir? Talvez...

    Parabéns pelo bom trabalho Zita.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pelo apoio. As pessoas estão a acordar, quando comecei a escrever este blog, era frequentemente atacada pelas minhas ideias e posturas, e cada vez menos isso acontece... mesmo os ceguinhos das seitas, começam a ver que a realidade é mais forte que cegueira.

      Eliminar
  3. Façam pouco mas bem feito para que o trabalho da Zita, PauloMorais, C.Guerreiro, MedinaCarreira ouJGFerreira valham bem a pena : mandem aos v.conhecidos uma copia destes trabalhos que todos deviam ler antes de votarem nos jotinhas em que têm andado a colaborar para enterrar o país (so depois do 25 abril já entraram vindos de Bruxelas 240 mil milhoes a mais que estes e os outros jotinhas torraram). E peçam-lhes que em vez de reeviar as mamas da mamalhuda do mes reenviem estes trabalhos que podem comprar muitas e boas mamas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Grata pela sua ajuda na divulgação e no apoio... temos que acreditar e eu começo a acreditar, sei que tarda, porque mudar mentalidades é algo lento, mas noto que as pessoas estão a acordar, para não permitir que Portugal viva cada vez mais escravizado e pobre. Quando comecei a escrever este blog, era frequentemente atacada pelas minhas ideias e posturas anti partidos e anti politicas, e cada vez menos isso acontece... Menos pessoas me atacam e mais pessoas me dão razão.
      Mesmo os ceguinhos das seitas partidárias, começam a ver que a realidade é demasiado forte demasiado evidente e demasiado dolorosa para continuar a ser negada , em nome de lealdades que nos tem saido caras. Porque ser leal a corruptos, não impede os leais de serem roubados.

      Eliminar
    2. Olá Zita,
      Leio o seu blog religiosamente e práticamente todos os dias. Concordo com práticamente tudo aquilo que escreve e revejo-me no sentimento de revolta e indignação que os seus posts revelam.
      Gostaria de poder fazer alguma coisa para ajudar a mudar este país, mas não sei que mais poderemos fazer, a não ser votar contra estes imbecis por um lado, e divulgar as nossas ideias por outro. Mas perante toda a corrupção, toda a promiscuidade existente entre o meio politico e privado e tendo em conta que a nossa justiça não funciona de forma eficiente para os grandes criminosos e as nossas leis têm mais buracos que um coador, fica sempre um grande sentimento de revolta e impotência.
      Desprezo toda esta gente que nos governa e tem vindo a governar, bem como todos aqueles que dão a cara para defender esta mesma gente e as suas medidas, que só favorecem quem muito tem e deixam no esquecimento todas as pessoas que querem fazer algo da sua vida e querem trabalhar mas não conseguem (estou desempregado há mais de um ano e ninguém me emprega, apesar da experiência e das minhas qualificações, por isso falo com legitimidade).
      Uma situação que me deixa profundamente desiludido, e que só revela a estupidez de muitas pessoas, é ver pessoas profundamente prejudicadas devido a toda esta má gestão e corrupção que mesmo assim insistem que este governo está a fazer o correcto, que é importante pagar a dívida para termos credibilidade no exterior e que são precisos sacrificios para "arrumar a casa". Será que essas pessoas, e são muitas, têm a consciência de que estão a defender quem lhes está a roubar e roubou a esperança dos seus filhos? Será que param para pensar que, possívelmente, têm que "sair da caixa" e começar a ver as coisas por aquilo que elas são, e não pelas palavras ocas e desprovidas de conteúdo que ouvimos todos os dias na televisão em horário nobre? E com que direito é que a geração que nos levou para este buraco vem me dizer que tem que ser a minha geração a ter de pagar pelos seus roubos e má governação? Porque aqueles que beneficiaram com todo o dinheiro que entrou no país durante todos estes anos, bem como aqueles que roubaram ou viveram bem à custa do dinheiro que Portugal não tinha a que devem resolver isto da única forma possível.
      Bom, não era minha intenção me alongar desta forma. Apenas queria felicitá-la pelo seu empenho em mudar as mentalidades e contribuir para uma maior clarividência sobre estes assuntos. Cada pessoa que consiga cativar e fazer pensar de outra forma é uma grande vitória para a nossa causa. Felicidades para si!

      Eliminar
    3. Muito obrigado pelas suas palavras e pelo apoio a esta causa.
      A partilha é sempre importante, pois é com as experiências e histórias dos outros, que a realidade se torna mais evidente.

      Quanto ao votar contra eles, é uma opção menos má, que votar neles, mas a ideia ideal será não votar neste regime, e deixa-lo morrer.
      Porque o que está podre é o regime, a constituição está capturada... e sem mudar isso, nenhum partido pode ser de confiança. Sem justiça e sem limitações, qualquer partido pode roubar.
      Mas votar contra é já um começo, pena é que as hipoteses de resultar sejam poucas, porque as pessoas não conseguem imaginar Portugal sem ser com o Ps, psd e cds... são limitações que enfim, todos pagamos.

      Deixo-o com este video
      SE QUEREMOS EXIGIR UMA VERDADEIRA DEMOCRACIA, TEMOS QUE DEIXAR DE COLABORAR COM ESTA FALSA....
      SE QUEREMOS LIBERTAR-NOS TEMOS PRIMEIRO QUE RECONHECER QUE SOMOS PRISIONEIROS...
      Citando Jiddu Krishnamurti, "Não é sinal de saúde estar bem adaptado a uma sociedade doente" Votar e apoiar um regime doente, é mostrar que estamos adaptados a ele e o aceitamos... também não parece nada saudável.
      QUEREMOS MUDAR O REGIME CORRUPTO QUE NOS DESGOVERNA, MAS CONTINUAMOS A VOTAR NELE E A APOIA-LO.
      Que ideia estranha a deste povo que acha que votar num regime onde os que chegam ao poleiro podem fazer tudo o que querem, na maior impunidade, é uma democracia.
      Pensam que votar sem ter depois direito a reclamar, o direito de se defender de crimes gigantescos, ou o direito de participar nas decisões, é democracia.

      http://www.youtube.com/watch?v=6OwO7fxkab0&list=UUakSi4_ei0aVffdQ4GzdYuA&feature=c4-overview

      Eliminar
    4. Palavras para quê pois já está tudo dito, nestes e outros comentários, que estão a ajudar a que as pessoas se aço ciem a esta e outras lutas. Contra a corrupção e a má gestão dos fundos nacionais. Que são de todos nós? por isso temos o direito de exigir que sejam bem geridos.

      Eliminar