12 fevereiro, 2014

COMO CORTAR MAIS DE 7 MIL MILHÕES NA DESPESA PÚBLICA, SEM SACRIFÍCIOS? PAULO MORAIS.


PAULO MORAIS AFIRMA QUE O ORÇAMENTO É FEITO PARA SERVIR OS PADRINHOS, PRIORITARIAMENTE.
DEIXA AINDA NO AR A PERGUNTA, PORQUE É QUE OS PARTIDOS QUE APARENTEMENTE ESTÃO FORA DO SISTEMA, PARECEM, ACOMODADOS COM O SISTEMA?



Há alternativa

"A austeridade que fustiga os portugueses, com aumento de impostos e redução de salários, é perfeitamente evitável. Desde que o governo opte por outro tipo de medidas, que penalize menos os cidadãos e as empresas, retire privilégios aos poderosos e altere de facto a estrutura de despesas do Estado.
- Em primeiro lugar, devem ser renegociadas todas as parcerias público-privadas rodoviárias, que chegam a ter rentabilidades garantidas superiores a 14%; o Estado terá, desde já, um ganho anual de cerca de três mil milhões de euros.
- A segunda medida consiste na imediata reestruturação da dívida pública, bastando substituir os contratos de crédito ruinosos, e assim poupar cerca de dois mil milhões. Não é admissível que o Estado continue a pagar anualmente em juros nove mil milhões de euros, mais do que gasta com o Serviço Nacional de Saúde.
- A terceira medida era reduzir os alugueres e rendas imobiliárias que o Estado paga neste momento. São centenas de milhões de euros a mais em cada ano! Numa fase em que o mercado imobiliário está em baixa e as rendas nos privados vêm diminuindo progressivamente, porque não baixa a despesa do Estado nesta rubrica? Ainda por cima, quando muitos contratos foram inflacionados para favorecer proprietários amigos!
- E quarta medida seria ainda cortar na formação profissional e assim obter um ganho de mil milhões. Grande parte da formação financiada limita-se a manter os formandos ocupados, enquanto a maioria dos recursos é desviada para o enriquecimento de alguns ‘empresários’ mais habilidosos.

Se o governo tiver coragem para implementar este tipo de medidas, pode poupar anualmente até sete mil milhões, sem penalizar os cidadãos. E muda definitivamente a estrutura da despesa do Estado, retirando privilégios aos poderosos.
Só quando os governantes tiveram a coragem de ousar este caminho, Portugal progrediu. Foi assim com D. João II, que pensou os Descobrimentos, ou com o Marquês de Pombal, instituidor do Vinho do Porto, que limitaram regalias às grandes famílias do seu tempo – como os Duques de Bragança e Viseu ou os Távora. Se não souber ler a história, Passos Coelho será apenas mais um mau governante, dos muitos que os portugueses já tiveram de suportar." Paulo Morais

Alguns artigos sobre o tema
- GARANTE QUE ERA FÁCIL RENEGOCIAR A DIVIDA SE O FIZESSEM COM GENTE COM CREDIBILIDADE E NÃO COM GENTE QUE DEPENDE DA BANCA
Neste link, PM explica quem são as figuras e os interesses que negoceiam com a Troika 
- Neste OUTRO link é exposta a forma fraudulenta como é gerida a divida, de forma a favorecer a banca ... MOREIRA RATO FICA SEM RESPOSTA.
- A DIVIDA PÚBLICA FOI PROVOCADA POR 2 FACTORES
1º A CORRUPÇÃO, COMO PODEM VER NESTE LINK
2º A PRÓPRIA DIVIDA, NESTE LINK
- GOMES FERREIRA CONTA COMO FOI MAL NEGOCIADA A DIVIDA EM PORTUGAL
- ELES QUEREM MANTER-NOS CLIENTES /ESCRAVOS ETERNOS DA DIVIDA, DEPENDENTES... VER ESTE LINK ....http://goo.gl/b8ryZ2
-  ACABAR COM AS PPP ... http://goo.gl/9O6MtD
-  Video, despesas da PPP serão de 70 mil milhões http://goo.gl/xICgxg
-  Video, rendas da EDP SÃO UM ROUBO DESCARADO DE 4 MIL MILHÕES.  http://goo.gl/3td9rC
- IMI O CAOS E A INJUSTIÇA ... .. http://goo.gl/FLVik9
- NAS PPP É DIFÍCIL RENEGOCIAR PORQUE O PODER POLITICO ESTÁ CAPTURADO PELO INTERESSE PRIVADO .... VIDEO__ http://goo.gl/MdOYjJ







1 comentário :

  1. Olá Zita!

    "retirando privilégios aos poderosos." Ups... Ora aqui está o motivo pelo que isto não é feito... Os "poderosos" são quem manipulam as cordas da títeres que a MANADA "escolhe" para os roubar!

    Escusamos sequer de pensar que isto mudará apenas com a treta do "voto"!
    Muito menos que isto mudará com a MANADA na rua a mandar vir com cartazes e bandeiras, como de resto já vimos em 15Set2012!!!

    Só fazendo dos poderosos um exemplo é que isto terá uma hipótese de começar a mudar!

    O pior é que a MANADA não tem a mínima consciência sobre o que se passa!

    E viva a República! Digo... A Maçonaria!

    A minha última diarreia cerebral foi "Dinheiro é Humanidade", e parece que acertei na muche!

    Bjs
    VOZ

    ResponderEliminar