25 abril, 2013

RESGATE DECIDIDO POR BANQUEIROS, EMPRESÁRIOS E POLÍTICOS?


É indispensável ler o artigo que se segue.. para que fique claro quem pressionou o pedido de milhões, para resgatar Portugal... ou terá sido para resgatar a banca? 
O governo, nas informações que foi cedendo à imprensa, deixa perceber que o resgate de Portugal foi decidido por aqueles que realmente estão a beneficiar com ele. Portugal está a ser comandado por um grupo de poderosos gananciosos dispostos a tudo para salvaguardar as suas empresas e o seu património pessoal, nem que para isso conduzam 10 milhões de portugueses para a escravidão dos juros, do desemprego, miséria e perda de dignidade? E ainda tem a lata de afirmar que: "Este é o momento para todos assumirmos as nossas responsabilidades"??? Tentando convencer os portugueses que eles são também responsáveis pela sua desonestidade, o ingrato teve coragem de roubar o povo e ainda tem coragem de agora o acusar do roubo?? Os contribuintes é que vão pagar as contas das rendas que ele andou a dar a empresas amigas, e os favores que ele fez a empresas amigas e ainda tem a lata de continuar a trata-los como idiotas?

"O Governo decidiu dirigir à Comissão Europeia um pedido de financiamento", disse José Sócrates esta noite, na declaração ao país. "Este é o momento para todos assumirmos as nossas responsabilidades", disse, garantindo que a decisão foi tomada de acordo com "o interesse nacional".
"A rejeição do PEC proposto pelo Governo com o apoio e voto de confiança da Europa foi o sinal mais errado para os mercados financeiros", acrescentou o primeiro-ministro. Esta terá sido a gota de água na decisão do Governo, depois de muitas recusas de um pedido de ajuda externa, que parecia inevitável aos olhos de empresários, banqueiros e políticos nacionais que, nos últimos dias, manifestaram apelos ao Governo neste sentido. (...)
Nos últimos dias, os banqueiros apelaram à necessidade de um pedido de ajuda externa imediato. Os presidentes dos principais bancos portugueses apelaram ao Executivo de José Socrates para que pedisse ajuda externa, na sequência dos cortes da banca portuguesa a empréstimos ao Governo. fonte 
(A fonte foi apagada entretanto, mas a reacção da banca prova que existiu esta teoria do Sócrates, que deve ter sido apagada, por ter sido desmentida pela banca) 

“José Sócrates só actuou quando os banqueiros saíram à cena”
Foi um comportamento irresponsável?
Absolutamente, digo-o com todo o vigor. Até às eleições de 2009 o défice era de 5,9% acabou em 9,4%, para além das correcções que agora se tornaram necessárias. Uma das grandes técnicas do Governo Sócrates/Teixeira dos Santos (convém não separar as duas personagens) foram as desorçamentações irresponsáveis que tiveram consequências desastrosas para a economia.

"Os banqueiros rejeitam a ideia de que tenha sido a banca a empurrar o Governo para um pedido de ajuda a Bruxelas. O presidente do BPI, Fernando Ulrich, acusa o Executivo de mentir. Os banqueiros rejeitam a ideia de que tenha sido a banca a empurrar o Governo para um pedido de ajuda a Bruxelas. O presidente do BPI, Fernando Ulrich, acusa o Executivo de mentir.
Recorde-se que, na sequência de uma reunião no Banco de Portugal, os principais bancos portugueses decidiram, no dia 4 (segunda-feira à noite), não dar nem mais um cêntimo ao Estado, não regressando aos leilões nos próximos meses, para comprar dívida pública. RR

Garcia Pereira explica, para onde foi o resgate.
O estado português é a muleta da banca? Os milhões que salvam a banca.
Torna-se cómico de tão triste... Sócrates afirma que o pedido de financiamento foi o momento de assumir as "nossas responsabilidades". Claro que todos sabemos quem foram os responsáveis que deveriam ser chamados à responsabilidade, e Sócrates também sabe quem são:
-Os governos que nos têm gerido incompetentemente e criminosamente,
-Os banqueiros
-Os empresários
-E toda a restante pandilha que levaram Portugal à falência, usando o país como instrumento privado de enriquecimento de bancos, empresas de construção, políticos e amigos, empresas privadas de diversos ramos, donos de fundações, institutos e observatórios, e outros  interesses instalados, que insistem e persistem, em servir-se do dinheiro público, há décadas.
  1. Paulo Morais expõe as maiores mentiras dos políticos
  2. Paulo Morais aponta alguns dos responsáveis.
  3. Paulo Morais convida os responsáveis a ter vergonha
  4. Quais os interesses dos que negoceiam com a troika?
  5. Canibalização do povo, pela dívida.
  6. Explicando porque ninguém os detém.
  7. Onde estão estes 43 mil milhões que salvariam Portugal?
  8. Todos sabemos quem viveu acima das suas possibilidades. 


Segundo este video. Os resgates são um saque para salvar a banca e as grandes empresas, e não os países.
A Alemanha pede emprestado a juros negativos, ou seja ganha dinheiro por pedir empréstimos?

Diário dos dias, nos bastidores políticos, que antecederam o resgate de Portugal.
O artigo é longo, descrevendo os vários momentos da pressão, vivida pelo governo, durante a tomada de decisão do resgate, mas deixo aqui apenas alguns extractos.
"Portugal esteve à beira do ataque de nervos nas horas que antecederam o pedido da ajuda externa. Sócrates, cada vez mais só e sob pressão, pediu a Cavaco que convencesse os banqueiros a comprar dívida, Carlos Costa mandava cartas secretas, Teixeira dos Santos agia por conta própria. (...)
Um dia, quando os documentos confidenciais ficarem acessíveis, saber-se-á com rigor por que razão o país foi forçado, pela terceira vez na sua história democrática, a procurar ajuda externa. Para já, é possível recuar um pouco no tempo e reconstituir o quadro de incerteza e dramatismo que se vivia. (...)
Nos corredores de São Bento, viviam-se horas de fim de festa. O primeiro-ministro estava condenado a enfrentar a assistência externa. Conta quem ouviu: “Sentia-se encurralado, vítima da acção dos banqueiros, do BdP e de Teixeira dos Santos.” fonte

Para os que conhecem o memorando da Troika assinado por Sócrates, a verdade é uma apenas e chocante a mentira.





4 comentários :

  1. É uma pergunta pertinente, pois parece evidente hoje em dia que tudo isto já foi combinado há algumas décadas atrás ( ver entre outros "toda a verdade do Clube Bilderberg), basta ver as contas e os negócios propositadamente fraudulentos durante anos, para se percrber por mais estúpidos e incompetentes que os nossos governantes possam ser, o padrão de actuação era e é demasiado constante. O problema da maior parte do nosso povo é que ainda não realizou a verdada tenebrosa por trás desta encenação toda, é que pior do que a miséria económica que vem por aí graças a esta gente e a quem pactua com ela, é a perda de total liberdade sempre mascarada com a nossa necessidade da segurança, é a perda de identidade e do que é nosso, graças ao sangue e esforço dos nossos antepassados. Na Natureza o animal em geral, marca o seu território, sabe a importância desse acto, a nós humanos a elite psicopsta, com a desculpa da globalização, está deliberadamente a destruir todo o tipo de conceitos como o Pstriotismo, família, cultura e ética, etc. Transforma pouco a pouco tudo numa málgama mascarada e folclórica com o rótulo turístico ...basta reparar quando hoje à conferência de imprensas o ridículo e sinistro que é atrás dos ministros várias bandeiras são colocadas alternando a uE com a de Portugal, tipo cenário, mera imagem colorida e não como símbolos que devem ser respeitados. Porque se esqueceram da austeridade e poupança neste caso? Acordem, antes que tenhamos de passar as próximas décadas sobreo jugo destes tarados, criminosos e psicopatas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Há quem reduza o mundo a Portugal.

      Um egoísmo, com componente chauvinista, só comparável com o dos USA, com a pequena diferenca da real hegemonia economica e militar destes.

      O país onde, por acaso, nascemos ja nao esta no sec xvi. 500 anos depois vivemos numa realidade económica global, queiram-no ou não os patriotas.

      E a economia nacional é muito fraca. Nesta bitola somos miseraveis.
      E o patriotismo serôdio nåo resolve, bolas !

      Eliminar
  2. Até que enfim começam a conhecer a raiz do problema!!!
    Espero que cheguem à conclusão que temos de trocar os aventais das lojas pelos das cozinhas....rsrsrs...Não se preocupem, curtam os 3 F....pois a panaceia já existe há tanto tempo que a memória do tempo já se esqueceu....rsrsrs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. BASTAVA O POVO SABER COMO SE VOTA CONTRA OS PARTIDOS CORRUPTOS E PORTUGAL SERIA LIMPO DA CORRUPÇÃO. VOTEM EM PARTIDOS SEM ASSENTO PARLAMENTAR SÓ ISSO TEM VALOR E PUNE OS PARTIDOS CORRUPTOS. Nos paises menos corruptos do mundo a democracia funciona porque as pessoas sabem votar e usam o voto, 90% votam... aqui só temos eleitores ignorantes por isso quem não funciona são os eleitores e não a democracia.
      A abstenção afinal obtém um resultado contrário, ao que pretendem os abstencionistas
      Por isso, o que me chateia na vossa abstenção é a falta de colaboração num trabalho importante. Não é uma questão de direitos ou deveres cívicos em abstracto. O problema é concreto. Temos uma tarefa difícil, da qual depende o nosso futuro, e vocês ficam encostados sem fazer nada.
      Isto tem consequências graves para a democracia. Quando a maioria não quer saber das propostas dos partidos, está-se nas tintas para o desempenho dos candidatos e nem se importa se cumprem os programas ou não, o melhor que os partidos podem fazer para conquistar votos é dar espectáculo. Insultarem-se para aparecerem mais tempo na televisão mentirem para agradar. Vocês dizem que se abstêm porque a política é uma palhaçada mas a política é uma palhaçada porque vocês não votam. Vocês não exercem o vosso dever de votar contra quem faz mal ao país. O vosso de dever e direito de punir os que lesam o país nas urnas.
      A culpa é vossa porque não é preciso muita gente votar em palhaços para os palhaços ganharem. Basta que a maioria não vote.. Basta abanar o pano da cor certa e, se mais ninguém vota, eles ficam na maioria. Mas se vocês colaborassem e se dessem ao trabalho de avaliar as propostas, julgar e punir os partidos que há 40 anos destroem o teu país, se os responsabilizassem pelas promessas que fazem e votassem contra os que mentiram, deixava de haver palhaços, interesseiros e imbecis na política.
      MAIS ARTIGOS SOBRE CIDADANIA E EDUCAÇÃO CIVICA, NESTE LINK, APRENDA A VIVER EM DEMOCRACIA SE QUER QUE ELA FUNCIONE::.. INFORME-SE VEJA ESTE LINK

      http://apodrecetuga.blogspot.pt/2015/10/percebam-que-abstencao-afinal-obtem-um.html#.WM_ogfmLTIU

      Eliminar