09 março, 2013

DITADOS POPULARES ADAPTADOS À ACTUALIDADE


1 - O cigarro adverte:
"o governo faz mal à saúde!"
2 - Não roube,
“o governo detesta concorrência.”
3 - Errar é humano.
“Culpar outra pessoa é política.”
4 - Autarcas portugueses
"São os mais católicos do mundo. Não assinam nada sem levar um terço.
5 - Se bem que…
"o salário mínimo deveria chamar-se gorjeta máxima".
6 - Feliz foi Ali-Babá que:
"não viveu em Portugal e só conheceu 40 ladrões!!!..."
7 - Não deixe de assistir
"ao horário político na TV:
Talvez seja a única oportunidade de ver políticos portugueses em "cadeia nacional".
8 – O maior castigo
"para quem não se interessa por política é que será governado pelos que se interessam."
9 - Os políticos
"são como as fraldas... Devem ser trocados com frequência, e sempre pelo mesmo motivo...
10 - Os líderes
"das últimas três décadas ou sucedem a si próprios ou então criam clones dos seus tiques."
11 - Os partidos
" tomaram conta do Estado e puseram o Estado ao seu serviço."
12 - A frase do dia é de Alberto João Jardim:
- O que penso sobre o aborto?!...
- Considero-o um péssimo Primeiro-ministro e está a governar muito mal o País.
13 - Notícia de última hora!!!
- “Fiscais da ASAE, (brigada de inspecção da higiene alimentar), acabam de encerrar a Assembleia da República.“
Motivo: Comiam todos no mesmo tacho!
14 – Bom para Portugal!!!!!
"Sou totalmente a favor do casamento gay entre os políticos.
Tudo que possa contribuir para que eles não se reproduzam é bom para o país..."
15 - Candidatos:
"Antigamente os cartazes nas ruas, com rostos de criminosos, ofereciam recompensas;
hoje em dia, pedem votos".
16 - País desenvolvido:
"não é onde o pobre tem carro, é onde os políticos usam transporte público".
17 - Austeridade é quando
"o Estado nos tira dinheiro para pagar as suas contas até deixarmos de ter dinheiro para pagar as nossas".

11 comentários :

  1. Porque será que todos os que falam em nome de Portugal, o fazem contra os interesses dos Portugueses?

    ResponderEliminar
  2. Que critério terá a RTP para convidar, cada Domingo, um personagem a comentar a semana política e a "liderar" opiniões?

    E porquê, amanhã, lá irá o Henrique Granadeiro, presidente não-executivo da PT, um dos indivíduos que mais ganha em Portugal, alguém que sempre subiu na vida descendo na dignidade política?

    Será porque a PT irá - ou já está - a pagar uma campanha publicitária na rtp?

    E porque nunca lá irá a Zita, cuja atitude positiva social e política a destaca de 99% dos portugueses que trabalham?

    Eu digo: Quem é vertical e digno, não pode ser convidado para os centros de manipulação de massas, tráfico de influências e nepotismo político!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os critérios deles são os do costume e que servem para decidir quase tudo o que fazem as pessoas com poder público ou privado, O que os move é o dinheiro, os interesses obscuros e privados, e fazer de tudo para manter os vícios protegidos e impunes.
      Certamente se denota em mim que não possuo qualquer interesse obscuro, ou poder público ou privado, apenas me move a revolta contra esses mesmos senhores e a luta para os desmascarar.
      Mas recordo que se eu ganhasse visibilidade, certamente seria silenciada.
      Obrigada pelo seu elogio... é mais uma força para prosseguir, neste meu projecto sem retorno e laborioso.

      Eliminar
  3. Ontem, os media do sistema voltaram a gritar os resultados de uma sondagem.

    De novo, o PS troca com o PSD. E nada parece conseguir alterar este ciclo de comadres alcoviteiras, nem o esquema de controle político-financeiro que montaram para explorar os portugueses.

    Para o voto dos eleitores nacionais, não existem alternativas institucionais credíveis, que possam merecer a sua confiança futura...

    Pena é, que quem tem a dignidade de enfrentar o sistema, não tenha habilidade para construir uma centralidade para a esperança...



    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A habilidade existe, e existem muitos partidos alternativos, já estabelecidos e muitos a nascer. Mas ninguém se mostra disponível para virar o jogo e votar neles.
      As coisas funcionam de tal forma que será dificil mudar o jogo.
      Ainda há pouco tempo se noticiava que o PS ganhou mais 17 mil militantes.
      Na internet divulgaram os militantes do PSD em 2011, eram mais de 7 mil.
      Ora entretanto devem ter aumentado.
      Partindo do principio que os unicos votos com valor são os votos em partidos, jamais poderão ganhar outros que possam competir com tantos militantes que por sua vez trazem mais uns amigos.
      Depois existem os da velha guarda que tem amania que uma vez PS ou PSD, para sempre PSD e PS, outra atitude seria traição!!!! (nem que o partido os traia, eles serão sempre fieis)
      Depois ainda o poder local, que são autênticos angariadores de votos, com campanhas e suborno de idosos, com ofertas de empregos parasitas, com ajudas insustentáveis, tudo a troco de votos... mesmo as igrejas são centros de manipulação...
      Ou seja todos os acima referidos jogam a favor dos partidos de sempre, que exercem influencia sobre pessoas mal informadas, pouco esclarecidas e crédulas.

      Qual o partido novo, ou alternativa que tem hipóteses com este tipo de mentalidade subjugada em todas as frentes pelos de sempre? O poder instalado está entranhado em todo o lado.

      Apenas com um povo esclarecido como o nórdico, se poderia oferecer alternativas e assumir que estas iam ter visibilidade.
      Em Portugal só tem visibilidade quem oferece tachos, obras, e quem tem muitos milhões para fazer campanhas demagógicas e folclóricas.

      Eliminar
    2. Tem toda a razão, Zita!

      Só de pensar que o voto daquela senhora que vai ao "Praça da Alegria" bater palmas ao João Baião e mandar beijinhos para a prima na Suissa, vale o mesmo que o seu ou o meu, me arrepia.





      Eliminar
    3. Ora aí está... votar deveria ser algo para pessoas informadas e não para pessoas manipuladas.
      Mas se o voto é algo importante para decidir o futuro das nações e dos povos, deveria ser algo mais selectivo.

      Eliminar

  4. Aplaudo o Seguro quando sugere que a Europa, à semelhança dos EUA, devia votar - directamente - num presidente para a UE, com poderes executivos.

    Eu, votava já num sueco, finlandês ou norueguês...!

    ResponderEliminar
  5. Desculpem, mas não resisto:

    Já viram o circo mediático mundial à volta da eleição de um novo Papa?
    Porquê?
    Para quê?
    A quem interessa as características pessoais de um Papa?
    A quem interessou que Bento XVI passasse a calçar sapatos castanhos em vez de vermelhos?

    Só aos repórteres, que ganham umas férias em Roma à borla...

    ResponderEliminar
  6. A TI (Tranparência Internacional) calcula que 120.000.000 (cento e vinte mil milhões) de euros sejam absorvidos na Europa dos 27, anualmente , pela corrupção associada aos contractos públicos.

    http://euobserver.com/justice/119300

    Percebem porque defendemos o uso do polígrafo?

    Quanto mais tarde, mais roubados seremos...


    ResponderEliminar