31 dezembro, 2012

Cinismos de Durão Barroso, sem explicação.

Neste video Durão Barroso é confrontado com cidadãos indignados, e empurra um dos que se aproxima e o abordou.
Alguém conseguirá explicar, um dia, o que faz de Durão Barroso uma pessoa tão querida além fronteiras?
No entanto ainda existem alguns que se opõem à falta de democracia que se pratica nas escolha dos que compõem o parlamento europeu. Nigel Farage, neste video, desmascara o parlamento europeu e Durão Barroso não foi poupado.

« Durão Barroso disse que "é preciso exigir que os sacrifícios impostos pela crise sejam repartidos de um modo mais    equitativo: que não sejam sempre os mais pobres e a classe média a pagar a maior parte da factura da crise".
"A justiça social é também um elemento essencial para o sucesso da nossa resposta", acrescentou, num discurso proferido após a eleição do socialista alemão Martin Schulz (grupo S&D) para a presidência do Parlamento Europeu.  Fonte

"Durão Barroso, defendeu que «em alguns setores da economia, existem interesses instalados», que são «um fator do atraso económico português».tsf

"Durão diz que não é inteligente cortar na Educação, Ciência e Cultura .tsf.

«Estou especialmente preocupado com a situação do desemprego dos jovens, que está a atingir um ponto crítico. Espero que o Conselho Europeu informal apoie a minha proposta de criar equipas de acção especiais para definirem planos com objectivos baseados em boas práticas, de modo a que possamos ter programas de emprego para os jovens em todos os nossos Estados-membros, especialmente naqueles que sentem mais dificuldades neste domínio», declarou. /sol.

Para pessoas com responsabilidade pública, mentir deveria ser crime.

30 dezembro, 2012

Onde para a democracia? A liberdade? A escolha?

greves partidos


A propósito e sobre as eleições angolanas, alguém perguntava a um amigo angolano - Tu vais votar na mudança, não vais?
Resposta - Estás maluco! eu vou votar no MPLA porque estes já roubaram muito e agora estão mais contidos. Se vierem outros, imagina a nova roubalheira que iria ser.
Ora aí está sabedoria popular. 
É um fartar vilanagem.

Quando e como nos retiraram a democracia?
A ASSEMBLEIA CONSTITUINTE foi eleita democraticamente, pelo voto popular, do mesmo modo que hoje se elege a Assembleia da República, mas expressamente para elaborar a Constituição, em 1976.
O Grande Golpe terá estado nos números 1 dos artigos 285 e 286, a seguir transcritos: 
Artigo 285.º
1.A iniciativa da revisão compete aos Deputados.
Artigo 286.º
1.As alterações da Constituição são aprovadas por maioria de dois terços dos Deputados em 
efectividade de funções.
Ou seja, o voto popular foi, afastado para sempre, das revisões constitucionais, permitindo que 2/3 dos deputados a ajeitem, como entendam conveniente, na defesa dos interesses da classe, maquilhando-os de “interesse nacional”.  ARTIGO COMPLETO: 

Mas os portugueses continuam a permitir que os que nos roubaram a democracia sejam eleitos uma e outra vez, até à eternidade, porque nem se dão ao trabalho de votar contra eles, de os enfraquecer ou expulsar do poder.



29 dezembro, 2012

Angela Merkel quis testar fidelidade dos governos. Português o mais fiel.(Anedota)

anedota passos coelho relvas
Angela Merkel resolveu testar a fidelidade dos governantes europeus, ver até onde estavam dispostos a ir para proteger a UE e a Alemanha. Decidiu começar pelos gregos, pelos portugueses e pelos espanhóis.
Foi indicado aos governantes que teriam de mostrar a sua fidelidade para com o bem da UE, acima de qualquer outro. Colocaram os candidatos diante de uma porta metálica e entregaram-lhes uma pistola.
- Queremos ter a certeza que seguem as instruções e estão dispostos a tudo para proteger a UE, quaisquer que sejam as circunstâncias. Por trás desta porta vocês vão encontrar a pessoa que mais gostam, a sentada numa cadeira. Têm que matá-la.
Responde o governante Grego, após ver que era a esposa:
- Peço imensa desculpa, mas não sou capaz, nem vale a pena tentar... demito-me!
Ao Espanhol deram as mesmas instruções. Ele pegou a arma e entrou na sala. Durante 5 minutos tudo muito calmo. Depois ele regressou com lágrimas nos olhos.
- Tentei mas não consigo, prefiro perder o mandato, mas não sou capaz, de matar a minha assessora.
Chegou enfim a vez do Português, Passos Coelho, matar o seu mais adorado ser! Deram-lhe as mesmas instruções.
Ele entrou... depara-se com o Relvas... Ouviram-se tiros, um estrondo e depois outro.... A seguir ouvem-se gritos, barulhos de móveis partidos. Após alguns minutos fica tudo muito calmo. A porta abre-se lentamente e Passos Coelho sai, limpa o suor e diz:
- Bem que me podiam ter avisado que as balas eram de borracha. Tive de o matar com a cadeira!!

28 dezembro, 2012

Cavaco Silva e o Pinóquio, no inferno. (Anedota)

Cavaco Silva no inferno
Uma menina estava a conversar com Cavaco Silva, numa das suas visitas oficiais ás escolas.
Tinham contado a história, do Pinóquio e cavaco Silva explicava que na realidade era fisicamente impossível uma baleia engolir um ser humano, porque apesar de ser um mamífero muito grande, possui uma garganta muito pequena.
Mas a menina teimava que acreditava que Pinóquio foi engolido por uma baleia.
E já irritada diz:
-Quando eu morrer e for para o céu, vou perguntar ao Pinóquio.
Cavaco Silva tentando ser engraçado, diz:
- E se o Pinóquio estiver no inferno?
A menina respondeu:
- Nesse caso o srº pergunta-lhe...



27 dezembro, 2012

MIL MILHÕES PERDIDOS NO "BORDEL DE LUXO"


berardo cgd dividas "Já ninguém fala de Joe Berardo e das negociatas que envolveram CGD e BCP, mas convém recordar a brincadeira . Além de apontar para a típica impunidade das personagenzinhas de 'Lesboa', a tal brincadeira vai custar-nos dinheiro. Sim, a nossa carteira vai ser chamada ao assunto.
Joe Berardo recebeu da CGD cerca de mil milhões de euros para comprar 5% do BCP, e deu como garantia as próprias acções do BCP. Se tudo corresse bem, Berardo vendia as acções e ficava com o dinheiro. É o que se chama ficar-rico-sem-mexer-uma-palha. Se tudo corresse mal, o prejudicado era a CGD, isto é, o dinheiro dos contribuintes.
Como se sabe, a realidade optou pela segunda via. Acções que valiam mil milhões em 2007 valem hoje um décimo desse valor.
Mas, atenção, o esqueminha não acaba aqui. Os 5% comprados com o dinheiro da CGD bastaram para Joe Berardo ajudar a colocar os administradores da CGD, Vara e Santos Ferreira, ao comando do BCP.
Primeira pergunta: num país com tantas leis, não existe por aí uma alínea que considere isto um crime? Esperemos sentados.
Segunda pergunta: quem é que paga a conta final desta OPA chico-esperta? Nós. O empréstimo da troika tem lá uns milhões para o sistema bancário, e as imparidades da CGD estão em níveis gigantescos. Só no ano passado chegaram aos 1,2 mil milhões, e este valor continuará a marcar as imparidades do banco estatal nos próximos anos. Mais cedo ou mais tarde, a CGD realizará aumentos de capital para tapar o buraco, isto é, acabará por receber mais dinheiro dos nossos impostos.

Ora, naquele mar de imparidades confirmadas, está já incluído o dinheiro emprestado a Berardo?
Se sim, quando é que o sujeito nos devolve o dinheiro?
Mais: já que o Ministério Público não vê na negociata um crime mais explícito, não podemos ver ali um daqueles crimes implícitos, assim ao jeito de gestão danosa? Os gestores que deram os créditos que geraram semelhante mar de imparidades não deviam ficar impunes. Mas, claro, a impunidade é o nome do meio desta terra de Deus." Expresso

Joe Berardo está falido: CGD, BES e BCP desistiriam de cobrar dívidas ao empresário
O matutino recorda o empréstimo de mil milhões concedido pela GCD em 2007 para a compra de títulos do BCP. Hoje as acções valem menos de um décimo da cotação à data da compra. Segundo o título o empresário pode ficar arredado do conselho de remunerações do BCP.



26 dezembro, 2012

Colapso da economia mundial explicado em 3 minutos, Impressionante!


Neste video de Kerry O´Brien, Jonhn Clarke e Bryan Dawne, colocam as questões de "1 milhão de dólares", expressão que significa, fazer as perguntas certas, que ninguém ousa fazer. 

Em 3 minutos apenas, fique a perceber que as dividas não são para se perceber.
Veja o ridículo do circulo vicioso das dividas europeias e mesmo mundiais.
Aqui um interessante gráfico da BBC, interactivo, sobre a divida, expondo com clareza quem deve a quem e quanto. Clique no país e ele indica quanto deve e a quem.
Se todos os países estão afundados em dividas, como é que se ajudam uns aos outros?
Se podem ajudar-se porque razão não começam por pagar o que devem uns aos outros em vez de pedirem emprestado uns aos outros?
Enfim... no final a sensação que fica é que tudo isto é muito estranho e certamente não se trata de ajudar países ou de pagar dividas... algo mais obscuro se esconde por trás desta recente atitude de forçar países a pagar dividas.


23 dezembro, 2012

José Gomes Ferreira no Alta Definição, Os lobies...




José Gomes Ferreira, denuncia Algumas situações que contribuíram,  contribuem e continuarão a contribuir para destruir a soberania nacional. Quando os governos optam pela sua ganancia, em detrimento do bem nacional, a situação só pode piorar. Se nem governos mostram vontade de mudar, nem o  povo de lutar por isso, Portugal irá continuar no mesmo caminho.

Ideias chaves  do video.
Minuto 9.09 - Houve coisas neste país de autênticos lobys entidades que faziam projectos para grandes obras do estado, cujos projectistas eram convidados (subornados) pelas grandes marcas de equipamentos estrangeiras da construção, a viajar para Austrália, América do sul, EUA. O que é isto? Pagar aos fomentadores que levaram o estado a comprar esse material no estrangeiro.
É urgente acabar com isso, o estado não pode comprar ao estrangeiro se tem em Portugal.
E não serão os governantes a fazê-lo, pois a eles não lhes interessa mexer.
Minuto 10.35 - Há câmaras municipais que possuem 500 e 600 pessoas nos seus departamentos de urbanismo, hoje em dia, e que recebem 1 projecto por semana para aprovar. Ainda não perceberam que o mundo mudou.
Há departamentos do estado que ficaram sem trabalho para fazer e continuam a achar que nada vai mudar.
Minuto 12.00 - as pessoas sofrem de uma grande desresponsabilização. Culpam as pessoas erradas, deixam-se levar. Criticam a Merkel, acusam-na de estar a esmagar a Europa do Sul, e esquecem-se que ela representa os  nossos financiadores e se não emprestassem dinheiro Portugal estaria muito pior.
A animosidade contra a figura da Merkel é apenas a transferência das nossa própria impotência descarregada numa pessoa que vem de fora, quando os culpados da nossa situação somos nós, e os governos que escolhemos.
Sabe sempre bem criar um culpado de fora.
Minuto 14.00 -  Beneficiou-se muita gente com negócios de estado ao abrigo da teoria de que investir iria fazer crescer a economia. Um empresário investia fortunas e mais fortunas e era aplaudido, mas ninguém se lembrava que por vezes nem um tostão era desse empresário  e ninguém perguntava de onde vinha o dinheiro. Era tudo a crédito. Eles é que viviam muito acima das suas possibilidades e a classe politica beneficiava dessa situação.
Minuto 15.00 - Uma mensagem de esperança, é preciso é os políticos mudarem e começarem por exemplo nos concursos do estado a dar preferência aos produtores nacionais.
E isso apenas não se faz porque entram muitas pessoas nos gabinetes dos políticos com pastinhas pretas (subornos)
Temos que evoluir para um sistema aberto à sociedade civil.
Minuto 19.00 - Menos deputados, e com incompatibilidade de ter outros cargos.
Minuto 33.00 - Quando eu vejo que houve intenção de beneficiar alguns, é complicado perdoar políticos   Atiraram-nos para uma situação onde iremos ter de penar o dobro do que era suposto penarmos. Do ponto de vista económico é criminoso o que  nos fizeram. E fizeram-no deliberadamente. E quem o fez anda por aí, tranquilo na vida politica, na vida pública, nos negocios como se nada fosse.

A urgência de mudar e estabelecer prioridades.
- "Forças de segurança vão receber um aumento de 10,8% OE 2013. Miguel Macedo garante aumento na ordem dos 10,8% para PSP, GNR e SEF, em 2013."
- "Portugal é o terceiro país da Zona Euro com mais polícias. Portugal está na frente na despesa pública com segurança e ordem pública e número de polícias por habitante da Zona Euro."
- "A despesa de Portugal com Defesa é superior à média da Zona Euro ultrapassando-a no pagamento de salários e nos consumos intermédios."   ... Fonte
- Educação: "Governo corta o triplo do que a troika mandou. "
- SNS: "A ‘troika’ mandou cortar 550 milhões e o Governo cortou mais 650 milhões e este ano vai cortar mais”, sublinhou.
- Baixar TSU foi iniciativa do Governo, não da troika, diz chefe de missão do FMI." fonte
- Portugal reduziu em mais de 5% dos funcionários públicos entre dezembro de 2011 e setembro de 2012. Superando, assim, em mais do dobro a meta anual imposta pelo memorando da troika.

Reformas douradas na justiça, luxos, carros etc
Justiça protegida?
No exército, somam
Na saúde, subtraem
Nos ricos, não cortam
Quem decide onde cortar?
Sugestões onde cortar
Fundações protegidas 
Institutos parasitas
Observatórios cegos
Mais denuncias de um homem, sozinho, em frente ás feras.




Politico ou GNR, qual o melhor? (anedota)

Politico ou GNR, qual o melhor (anedota)

22 dezembro, 2012

Passos Coelho e a sua inteligência básica. O burro e o cigano.

estado ajuda fome
Esta história já é antiga, mas todos os dias a reconhecemos, nas politicas dos governos, que deixam o povo à fome para sobrar mais, para as suas mordomias.
No governo de Passos Coelho a história aplica-se ainda de forma mais mortífera... pois ele está a matar à fome dois burros; os cidadãos e a economia.
E agora o cigano/estado irá viver de quê?
“Certo cigano (governo) tinha um burro (povo), seu único meio de transporte e única forma de se sustentar, pois era com ele que ia de feira em feira fazer os negócios, de que vivia.
Mas o dinheiro era cada vez mais curto para os copos, tabaco, amigos e borgas e então achou que a solução era reduzir a ração ao burro, para ter mais dinheiro disponível para as suas mordomias.
Se bem o pensou, melhor o fez.
Passado algum tempo constatou que o plano tinha resultado e embora o burro estivesse um pouco mais magro, ele tinha bebido mais uns copos.
Mas a verdade é que o dinheiro nunca é demais e o burro aguentava. Então o cigano reduziu mais ainda a ração do bicho, e foi gozar o dinheiro que sobrava. E na semana seguinte decidiu cortar mais ainda. Até que teve a brilhante ideia...
- Se reduzindo a ração do burro eu já consegui ter mais dinheiro para mim e para as minhas borgas, se eu o desabituar de comer é que será o ideal.
Rapidamente passou esta ideia à prática, e foi reduzindo cada dia um pouco mais na ração do pobre animal, para ele se habituar.

Certo dia apareceu o nosso homem na tasca, apreensivo...
Estranhando a sua presença, perguntou-lhe o taberneiro:
- Então hoje não foi ao mercado?
Respondeu o cigano:
- Atão não querem veri home!.. Agora que tinha o burro quase desabituado de comeri, poupadinho... morreu-mi!?”

Perguntarão os leitores:
A que vem hoje esta história?
O pobre falecido burro, pode representar os cidadãos ou a economia portuguesa, e o cigano, representa o estado ou o Passos Coelho, é uma metáfora, através da qual se percebe facilmente que os cidadãos e a economia estão a ser sacrificados, não para salvarem a crise, mas para arrumarem de vez com as hipóteses de um dia se recuperar dela.
Anda há dias a bailar-me na memória, esta anedota, cada vez que penso na economia portuguesa.
É que o Estado precisa de dinheiro:
Não deixa de comprar novas frotas de automóveis; aumenta o IVA
Quer ainda mais dinheiro:
Não reduz nos Ministérios e assessores; aumenta o IRS
Não chega ainda o dinheiro:
Não reduz o número de Deputados na Assembleia da República; congela salários e progressões.
Ainda não está saciado:
Não corta os subsídios a quem não trabalha nem nunca descontou, nem as reformas chorudas obtidas com meia dúzia da anos de cargos em empresas públicas; reduz as reformas e aumenta o tempo necessário para a alcançar daqueles que trabalharam toda a vida.
Esquece quem assim procede que o dinheiro circulante á a “ração” da economia.
Ou invertemos rapidamente este tipo de actuação, e começamos a cortar no supérfluo, para disponibilizar dinheiro para a economia real que, quer queiramos ou não vive das pequenas e médias empresas e dos negócios que estas conseguem fazer com a classe média ou pode acontecer à nossa economia o que aconteceu ao burro do cigano, quando estiver desabituada de “comer”, “morre”.

21 dezembro, 2012

Paulo Morais escandalizado. Em Portugal dão-se medalhas a criminosos, em vez de algemas.





Neste video, Paulo Morais mais uma vez goza com o ridículo da impunidade em Portugal, a forma como são tratados os corruptos, afronta a inteligência e a justiça.
Relata que recentemente, assistiu na TV a uma cerimónia onde viu avançar um ex administrador da SLN (BPN), e ironiza "pensei que lhe iam dar umas algemas e fiquei admirado quando vi que era mesmo uma medalha."



Video completo refere ainda: 
Apito dourado - Um processo que envolvia de milhares de milhões de euros com casos de corrupção na construção civil, na promoção imobiliária, no Metro do Porto, nos árbitros, nas prostitutas, etc etc mas foi branqueado e disfarçado de tal forma que acabou apenas centrado em torno dos árbitros e prostitutas... e que claro não deu em nada. 
Ou seja foram limpando limpando e limpando e apenas deixaram a parte mais limpa do processo para ser investigada, que era o caos das prostitutas.
E os mais sujos ficaram totalmente ilibados. (Minuto 9 do vídeo)
Paulo Morais continua; 
"Tudo o que afirmo está nos processos, se eu o vi, o governo também o viu assim como a justiça." 
A bomba atómica dos impostos dos portugueses. A SLN e o BPN geriam várias empresas, cerca de 200. As que davam lucro ofereciam os lucros à SLN e aos accionistas as que davam prejuízo desfalcavam e deixavam buracos nas contas do BPN, pois iam-se financiar ao BPN, sem garantias, muitas vezes. 
Quando a situação  ficou insustentável, para o BPN e já o buraco era demasiado visisvel, este foi nacionalizado, ofereceram-no aos cidadãos, e a SLN seguiu a sua vida. Agora mudou de nome, chama-se Galilei, tem negócios de castanhas em trás os montes, negócios na praia dos salgados, etc etc.

20 dezembro, 2012

O sonho de Pedro Passos Coelho... Já para realizar este Natal


passos coelho mata portugueses
Esta poderia ser a carta de Passos Coelho ao Pai Natal!

«"Um terço é para morrer.
Não é que tenhamos gosto em matá-los, mas a verdade é que não há alternativa.
Se não damos cabo deles, acabam por nos arrastar com eles para o fundo. E de facto não os vamos matar-matar, aquilo que se chama matar, como faziam os nazis. Se quiséssemos matá-los mesmo, era por aí um clamor que Deus me livre. Há gente muito piegas, que não percebe que as decisões duras são para tomar, custe o que custar e que, se nos livrarmos de um terço, os outros vão ficar melhor.

19 dezembro, 2012

Miguel Relvas terá no seu currículo, alguma coisa que não esteja ligada a corrupção?


Miguel Relvas não pára de nos surpreender... Desta feita, aparece ligado a personagens do caso de corrupção mais badalado do Brasil, o Mensalão....
As privatizações ainda nos vão trazer muitas surpresas... RTP, TAP, EDP, Saúde da CGD, e o que mais se irá descobrir?
O mais estranho é que, mais uma vez, o BES está metido ao barulho.
(MAIS UM VIDEO CENSURADO... )


"José Dirceu, antigo chefe da Casa Civil de Lula da Silva, foi condenado pelo crime de corrupção activa, depois de ter sido identificado pelo Ministério Público como mentor e "chefe da quadrilha" responsável pelo "Mensalão". 
Dirceu manterá fortes ligações a Portugal, designadamente ao ministro Miguel Relvas, à Ongoing, à PT e ao BES.
A coberto da sua actividade como publicitário, Marcos Valério reuniu-se em Portugal com António Mexia, ministro das Obras Públicas entre 2002 e 2004, e Miguel Horta e Costa, presidente executivo da Portugal Telecom entre 2002 e 2006, e com dirigentes do Banco Espírito Santo.(...)
O “Público” escrevia em Agosto último que Dirceu é sócio do escritório Lima, Serra, Fernandes & Associados, chefiado por Fernando Lima, grão-mestre do Grande Oriente Lusitano (GOL), actual presidente da Galilei (ex-SLN/BPN). Paralelamente, tem o pé em três sociedades de advogados no Brasil (a JD Consultores, a Oliveira e Silva & Associados, ambas com sede em São Paulo, e a JD&S, de Brasília).
O "Público" revelava ainda que Dirceu tem ligações próximas a Miguel Relvas, ministro dos Assuntos Parlamentares, filiado na mesma loja maçónica de Fernando Lima, a Universalis, e à Ongoing. “Foi João Abrantes Serra, sócio da sociedade Lima, Serra, Fernandes & Associados, que apresentou Dirceu ao presidente e vice-presidente da Ongoing, Nuno Vasconcellos e Rafael Mora". O jornal revelava também que a Ongoing contratara a namorada de Dirceu para colaborar com o grupo em São Paulo." Fonte 
"Gabinetes de José Dirceu promoveram a entrada de Efromovich na TAP"

CONCURSOS À MEDIDA
A campanha de comunicação do programa Foral, no valor de quase 450 mil euros, foi adjudicada em 2002 a uma empresa de publicidade detida exclusivamente por Agostinho Branquinho, antigo deputado do PSD e actual secretário de Estado da Segurança Social. José Pedro Aguiar-Branco, agora ministro da Defesa, tornou-se presidente da assembleia geral pouco depois da adjudicação.
A adjudicação da campanha de divulgação do Foral foi feita na sequência de um concurso público internacional lançado por iniciativa de Miguel Relvas, de acordo com uma metodologia excepcional que nunca tinha sido usada até então e que nunca mais voltou a ser posta em prática.  fonte

Mais, algumas compilações sobre o suspeito passado do Relvas, e as ligações com o BES. 

18 dezembro, 2012

OS RICOS CADA VEZ MAIS RICOS, EXTERMINAM AS PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS, O MERCADO É PARA RICOS E O GOVERNO APOIA

ricos cada vez mais ricos
   E já está... era esta a ideia   

Os grandes, os ricos, os poderosos, os amigos dos políticos, os donos da economia, somam conquistas. 
Arrebatam todo o mercado em todas as áreas. 
Quem tem poder para se erguer e competir com eles?
Com os seus milhões?
Com os seus monopólios conquistados ás custas de uma poda dolorosa de todas as empresas que têm tombado diariamente?
Quem tem poder ou coragem de competir com os tubarões da economia?
Quantos minimercados e mercearias, tombaram com a crise? Quantas empresas de construção? Quantas clínicas? A limpeza é eficaz, Passos Coelho não teme a miséria e o desemprego que isso causa, pois ele está focado no seu objectivo, toda a economia terá de ficar na mão de um punhado de milionários, que querem ficar mais milionários, e esquecer, de vez, as pequenas e incomodativas empresas da concorrência.
* "Maiores fortunas de Portugal cresceram 18% em 2011. Os ricos de Portugal estão mais ricos, segundo a lista das maiores fortunas do País elaborada pela Revista Exame.  As fortunas dos 25 mais ricos de Portugal cresceram 17,8% em 2011 face ao ano passado" fonte 
*  (...) a riqueza das maiores fortunas em Portugal também cresceu em 2012. Mais concretamente 13%, o equivalente a um crescimento de 1,54 mil milhões de euros. fonte
* "Mota Engil escapa à crise"
* "A jornalista Ana Leal encontrou escolas públicas subaproveitadas, com salas vazias, à espera de alunos que foram transferidos para os colégios privados pertencentes ao grupo GPS, que envolve ainda vários ex-governantes de diversos partidos políticos". fonte

Repare como se procede à selecção, à poda, 
1) A TROIKA sugere a VENDA do negócio rentável da  SAÚDE da CGD - Caixa Geral de Depósitos;
2) O Governo nomeia ANTÓNIO BORGES como CONSULTOR para  orientar a VENDA dos negócios PÚBLICOS (privatizações);
3) O Grupo SOARES DOS SANTOS (Jerónimo Martins) CONTRATA o mesmo ANTÓNIO BORGES como ADMINISTRADOR (mantendo este as suas funções de VENDEDOR dos negócios PÚBLICOS;
4) O Grupo SOARES DOS SANTOS (Jerónimo Martins) anuncia a criação dum NOVO NEGÓCIO na área da SAÚDE (noticiado no início desta semana pela imprensa);
5)  A TROIKA exige a VENDA URGENTE do negócio da SAÚDE da CGD já este MÊS (notícia de hoje na imprensa)
6)  A TROIKA não exigiu que mais nenhum Banco abandonasse os seus negócios da saúde, obrigando-os assim a confinarem a sua actividade ao que lhes deverá ser essencial: financiar a economia
... e NINGUÉM repara?
... NINGUÉM diz nada?
 Claro que dirão que é o "mercado" a funcionar "se" o Grupo SOARES DOS SANTOS adquirir por uma bagatela a área de negócio rentável da SAÚDE da CGD, por ajuste directo (sem concurso).
....Soares dos santos abre 40 clínicas? 
...  NINGUÉM exigirá explicações?
 ... NINGUÉM fala em tráfico de influências?
 ... NINGUÉM aponta indícios de corrupção?

17 dezembro, 2012

Boys salvos da crise. Despesas com pessoal, do Gabinete de Passos Coelho

quem morre e quem vive
  Passos Coelho já escolheu quem sobrevive!!    

Cortes? Só se for no teu salário. 
Impressionante!! os motoristas, licenciados com o diploma "carta de condução" ganham mais que um engenheiro ou um médico, nos dias que correm... É assim no nosso Portugalzinho, o valor das pessoas mede-se pela cunha, não pelo conhecimento ou pela competência.
E esta deve abundar no gabinete de Passos Coelho, por isso nos sai tão caro, custa-nos, por ano 1.629.199,56 EUR
São dez secretárias pessoais, um motorista para 4.6 pessoas, e muita despesa. O valor anual é a soma de todos os salários que constam no site do Governo.

 Função - Nome - Idade - Nomeação - Vencimento €
  1. Chf,  Gabinete - Francisco Ribeiro de Menezes - 46 anos - 06-08-2011 − 4.592,43
  2. Assessor - Carlos Henrique Pinheiro Chaves - 60 anos - 21-06-2011 − 3.653,81
  3. Assessor - Pedro Afonso A, Amaral e Almeida - 38 anos - 18-07-2011 − 3.653,81
  4. Assessor - Paulo João L, Rêgo Vizeu Pinheiro - 48 anos - 11-07-2011 − 3.653,81
  5. Assessor - Rudolfo Manuel Trigoso Rebelo - 48 anos - 21-06-2011 − 3.653,81
  6. Assessor - Rui Carlos Baptista Ferreira - 47 anos - 21-06-2011 − 3.653,81
  7. Assessora - Eva Maria Dias de Brito Cabral - 54 anos - 12-10-2011 − 3.653,81
  8. Assessor - Miguel Ferreira Morgado - 37 anos - 21-06-2011 − 3.653,81
  9. Assessor - Carlos A Sá Carneiro Malheiro - 38 anos - 01-12-2011 − 3.653,81
  10. Assessora − Marta Maria N, Pereira de Sousa − 34 anos − 21-06-2011 − 3.653,81
  11. Assessor − Bruno V de Castro Ramos Maçaes − 37 anos − 01-07-2011 − 3.653,81
  12. Adjunta − Mafalda Gama Lopes Roque Martins − 35 anos − 01-07-2011 − 3.287,08
  13. Adjunto − Carlos Alberto Raheb Lopes Pires − 38 anos − 21-06-2011 − 3.287,08
  14. Adjunto − João Carlos A Rego Montenegro − 34 anos − 21-06-2011 − 3.287,08
  15. Adjunta − Cristina Maria Cerqueira Pucarinho − 46 anos − 23-08-2011 − 3.287,08
  16. Adjunta − Paula Cristina Cordeiro Pereira − 41 anos − 22-08-2011 − 3.287,08
  17. Adjunto − Vasco Lourenço C P Goulart Ávila − 47 anos − 21-11-2011 − 3.287,08

16 dezembro, 2012

Governo PS esbanja mais de 74 milhões, em mega obra inútil?

A26 estrada cancelada 3 5 milhões
O GOVERNO (Paulo Campos/ Sócrates) CONSTRUIU O AEROPORTO EM BEJA, UM INVESTIMENTO PREVISTO DE 35 MILHÕES!?
AGORA ESTÁ ÁS MOSCAS E SÓ ABRE AO DOMINGO DE MANHÃ!!! RENTÁVEL HEIN... Entretanto já se gastaram 74 milhões, com as derrapagens, e os 35 ficaram apenas no papel.

Mas como isto nunca tem fim, está previsto investir mais 257 MILHÕES numa autoestrada para ver se viabilizam um aeroporto condenado a arrastar dinheiro público para o vazio.
Provavelmente, se não resultar, esta da autoestrada, o mentor do projecto vai pedir que transfiram Lisboa para Beja... a ver se o aeroporto se viabiliza.... ou rentabiliza !!! COMÉDIA.
(Veja no fim do texto, actualização, já desistiram da autoestrada, onde já tinham investido, mais 35 milhões)

"No total, a obra vai custar cerca de 74 milhões de euros aos contribuintes", valor "agravado pelos sucessivos adiamentos" da exploração do aeroporto", refere o TC "Segundo o TC, este encargo inclui os custos com expropriações de terrenos, empreitadas, aquisições de bens e serviços e com a estrutura e o funcionamento da Empresa de Desenvolvimento do Aeroporto de Beja (EDAB)."

A A26 que ligará Sines a BEJA ( aeroporto), está ainda em construção e "pretende dar mais competitividade ao aeroporto de Beja" esta pequena tentativa de rentabilizar um erro vai custar mais uns 257 MILHÕES.... A péssima gestão deste país culmina em investimentos EXEMPLARES, que numa empresa gerida por profissionais competentes, nunca teria avançado. E num país democrático e funcional haveria gente no banco dos réus a responder por isto!?
A obra teve um atraso de 2 anos. E o projecto arrasta-se há 10 anos a dar prejuízos, segundo o tribunal de contas.

O Srº "engenheiro" que gastou milhares de impostos dos portugueses a fazer estudos e a pagar pareceres sobre a viabilidade do projecto, revelou-se muito bom apenas a prever os seus ganhos pessoais, porque no que toca ao aeroporto, não acertou uma.
"Fraca circulação Aeroporto de Beja.
O aeroporto recebeu o primeiro voo a 13 de abril de 2011, com uma ligação a Cabo Verde, seguindo-se, no final de maio a primeira de 22 ligações comerciais ao Reino Unido. Entre 22 de maio e 31 de julho embarcaram 164 pessoas no aeroporto de Beja.
Em 2007, o aeroporto de Beja previa atingir, entre partidas e chegadas, uma média de 178 mil passageiros em 2009, que poderiam aumentar até 1,8 milhões em 2020, segundo as previsões da empresa EDAB, responsável pelo projecto.
A empresa foi extinta em Setembro, após um ano de inatividade, depois de a gestão ter sido transferida para a ANA-Aeroportos de Portugal." FONTE

Actualização 16/12/12
Agora decidiram cancelar a autoestrada, onde já tinham esbanjado mais 35 milhões.
"A decisão de construir a A26, entre Sines e Beja, foi um "equívoco técnico", porque não se justificava, e os 35 milhões de euros gastos nos lanços cancelados foram "mal" aplicados, considera a Estradas de Portugal (EP).
A decisão foi "um equívoco técnico", porque "o tráfego previsto não justificava a criação de uma autoestrada dispendiosa para ficar literalmente sem trânsito", refere a EP.

Este montante não foi "dinheiro investido", "mas sim fundos mal aplicados, que nunca trariam qualquer benefício significativo à economia", considera a EP, referindo que, atualmente, é "precipitado adiantar qual a melhor forma e se será útil aproveitar as infraestrutura já existentes".
O cancelamento das obras dos lanços, decidido no acordo de renegociação do contrato da subconcessão Baixo Alentejo, que inclui a construção da A26, entre a EP e a concessionária, a Estradas da Planície, permitiu poupar "cerca de 60 milhões de euros" aos contribuintes, frisa a empresa.
Até agora, precisa, a Estradas da Planície, no âmbito da subconcessão Baixo Alentejo, cujo projeto inicial previa um investimento de 372 milhões de euros, realizou obras "num valor próximo dos 100 milhões de euros", mas o Estado ainda não efetuou "qualquer pagamento", porque as remunerações à concessionária "apenas terão início em 2014". DN
Tudo porque as obras públicas são a melhor forma de alimentar a corrupção e desviar os nossos impostos. Neste video um ex deputado do governo PS explica que as obras públicas são um terreno fértil para a corrupção.



"Sócrates foi governo que mais fez crescer as obras públicas, até a um nível insustentável.
A média dos países da UE tem 6 a 7% do PIB para obras públicas, com Sócrates chegamos a ter 17%. Qualquer pessoa com a mínima noção da realidade perceberia que isso era insustentável e que ia acabar por criar apenas divida e desemprego. Como é possível que se tenha chegado ao descalabro de importar mão de obra para a construção civil? Já não era uma questão de investir em obras públicas para incentivar a economia ou o emprego, era apenas criar mais e mais obras públicas, para incentivar a corrupção e culminar no colapso que se seguiu." ARTIGO COMPLETO: 

Quem vai preso por fazer um aeroporto inútil e despesista? Quem vai preso por fazer uma estrada inútil e despesista? Ninguém vai preso e até são elogiados com votos do povo.
Quem devia ir preso são todos os que gerem o país para a ruina mas também os eleitores que os elegem, assim como os que não votam contra eles, anulando o voto, votando em branco ou abstendo-se.


Ex-ministério da Justiça com crédito de luxo. Abusadores





"Cada um podia gastar até 4.000 euros por mês, mais uns milhares em alimentação.
O ex-ministro da Justiça de José Sócrates e a sua equipa tiveram direito a um cartão de crédito com um plafond de quatro mil euros por mês, informa o «Correio da Manhã».
Alberto Martins, José Magalhães, ex-secretário de Estado e os dois chefes de gabinete tinham um total de 16 mil euros por mês em cartões ao dispor só daquele ministério.
Em Maio, o ex-ministro gastou 1100 euros do plafond e em Junho José Magalhães terá gasto quase 800 euros.
Para além deste crédito de luxo, dispunham ainda de um fundo de maneio para despesas com refeições.
Só em Junho, o gabinete do ex-secretário de Estado gastou 3500 euros em almoços e jantares, mas, se olharmos para o primeiro semestre do ano, este valor sobe para 8500 euros.
O gabinete do ex-ministro foi ainda assim mais comedido na alimentação do que o seu secretário de Estado. Alberto Martins terá gasto quase seis mil euros em almoços e jantares entre Janeiro e Junho de 2011.

Eleições, despesas desnecessárias. 21 milhões em tempos de antena?


Todas as sugestões que poupem os nossos impostos são bem vindas...
Há décadas que não se alteram rituais despesistas e inúteis, desadequados à actualidade. Afirmou Mota Amaral.

votar não é direito nem dever é corrupção.Num estudo realizado por José Aguiar, conclui-se que só em tempo de antena na TV, gastou-se 21 milhões de euros, desde 1999. 
Se contabilizarmos os financiamentos do estado oferecido ás campanhas estes valores disparariam. Estava na hora de impedir que a politica e a classe politica fossem um sorvedouro tão impactante no orçamento do Estado.
Mota Amaral aparentemente também concorda que o tempo de antena é apenas uma despesa inútil:
"A lei eleitoral contém regras obsoletas. Os tempos de antena na rádio e na televisão correspondem aos primórdios da democracia, altura em que se impunha garantir aos cidadãos conhecer as propostas programáticas das correntes políticas.
A eliminação dos tempos de antena aliviaria em muito os custos das campanhas eleitorais. ATÉ porque a audiência de tais programas deve ser mínima ou mesmo nula.
A duração das campanhas eleitorais ser reduzida. Obrigar os líderes partidários, a uma volta a Portugal, já não faz sentido...
As chamadas “arruadas”  onde os candidatos se expõem ao risco de variadas formas de enxovalho, para gáudio de quem lhes está fazendo a cobertura mediática.  Valerá mesmo a pena?
Desta vez todos os partidos reduziram gastos em cartazes, brindes e mesmo material de divulgação das suas posições ideológicas e programáticas. Oxalá fique a lição que tudo isso afinal é de reduzida utilidade para convencer os eleitores. A lei poderia ajudar determinando um novo corte, mais radical, nas despesas autorizadas das campanhas eleitorais
FONTE
O mais grave é que este dinheiro serve para lhes pagar tempos de antena, onde eles podem dizer o que quiserem, mentir ao povo, enganar e manipular, na maior das impunidades e irresponsabilidades. Somos obrigados a pagar para nos mentirem? Não acham senhores políticos que já andam a abusar? Alguém no seu perfeito juízo aceitaria uma situação destas?

 "Estado paga 3,3 milhões pelos tempos de antena.
Valor total deve atingir 11,3 milhões. 
Candidatos recebem parcela de 3,8 milhões, como subvenção de campanha
De acordo com as contas feitas por Manuel Meirinho Martins, professor do Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas (ISCSP) que tem vindo a dedicar-se ao estudo das questões do financiamento político, o total de custos deverá situar-se em 11,3 milhões de euros.
Trata-se do valor mais "optimista", já que assenta na estimativa, traçada pela Direcção-Geral da Administração Eleitoral, de que será possível reduzir para três milhões de euros os gastos com o pagamento a cidadãos que asseguram o funcionamento das assembleias eleitorais e, por outro lado, de que as restantes despesas logísticas não sofrem aumentos. Qualquer alteração nestas duas variáveis reflectir-se-á, naturalmente, no montante total. Nunca será, porém, excedido o das últimas eleições presidenciais (12,8 milhões de euros).
Em subvenções às campanhas, o Estado despende mais 200 mil euros do que há quatro anos. O montante resulta da multiplicação do valor de referência - 426 euros - por dez mil, como determina a lei do financiamento dos partidos políticos e das campanhas eleitorais, no que respeita aos sufrágios presidencial e para o Parlamento Europeu. Não fosse a alteração a este diploma, concretizada em Dezembro passado, e o valor teria "saltado" para 4,260 milhões.
Um quinto dos 3,8 milhões de euros reservados a subvenções, suportadas pelo orçamento da Assembleia da República, será distribuído equitativamente pelos candidatos. Os restantes 80% entram nos cofres em montante proporcional aos resultados eleitorais. Com uma ressalva: é preciso atingir pelo menos 5% dos votos para ter acesso a uma fatia deste financiamento." JN

Bom apetite para o ano de 2013, o mau ano novo? (Anedota)

Menu para o ano de 2013



crise bacalhau~


O que eles comem e os portugueses comem?



15 dezembro, 2012

Benefícios que os lobies dos combustíveis não querem divulgar.



A 01/05/12, numa reportagem intitulada "Ver para crer"realizada pela revista de automóveis, Auto Motor, foi testada a eficácia de uma nova tecnologia que garante a poupança até 20% de combustível.
De salientar que os estudos não escondem, que esta tecnologia é mais eficaz quanto mais elevada for a temperatura ambiente, e este teste, da Auto motor, foi realizado em Maio.
Em temperaturas ambientes a partir de 25ºC chega a atingir  perto de 20% de poupança, já em temperaturas negativas os resultados podem ser insignificantes! 
Veja para crer e decida se é ou não uma solução para o seu caso. O artigo na Automotor, neste link, que regista as vantagens do sistema, testado em vários carros.

Advogado defende bem os interesses de alguém. (anedota)

juizes corruptos vendem sentenças anedota

Um chefe da Máfia descobriu que o seu contabilista tinha desviado milhões de dólares da caixa.
O contabilista era surdo, por isso fora admitido, pois nada poderia ouvir e, em caso de um eventual processo, não poderia depor como testemunha.
Quando o chefe foi dar-lhe um aperto sobre os milhões em falta, levou uma advogada, que sabia a linguagem de sinais dos surdos-mudos.
O chefe perguntou ao contabilista:
- Onde estão os 10 milhões que desapareceram?

14 dezembro, 2012

Restaurante de luxo na Assembleia da República, ofende a fome de milhares de portugueses.





Neste video veja como os nossos deputados legislam para que sejam tratados como verdadeiros marajás, sustentados por todos nós, como eles merecem.
Subsidio de refeição, de habitação, de deslocação, de ajudas de representação, reformas aos 40 e tal anos e que aos 60 anos de idade, dobram o valor, assistentes pessoais, (pois as empresas privadas, dos deputados, tomam-lhe imenso tempo, e eles precisam de assistentes, que ocupem as cadeiras, por eles), subsidio para golf.

Decidiram por eles, sozinhos e sem consultar ou informar o patrão - NÓS, O ZÉ POVINHO - montar um restaurante de luxo, dentro da Assembleia da república para seu belo repasto.
Triste sorte dos portugueses que já não possuem comida para dar aos filhos, e assistem a este repasto que os deputados subsidiam com os nossos impostos, para que a eles só lhes custe 10 euros o Buffet??
Babe com a descrição e imagens dos luxos que pagamos.
Neste link, o restante menu e o descaramento.
por 10 euros, comem refeições de 100 euros, e nós, que paguemos o que faltar.
Quantas vezes acumulam, estes lordes, os subsídios relativos à refeição? Veja os itens que o OE de 2013, dedica aos estômagos dos nossos políticos. É preciso estômago para aturar isto...

Mais alguns pequenos abusos
  1. Em flores
  2. Em regalias aos ex-presidentes
  3. Em cantinas
  4. Em despesismo inútil
  5. Em Assistentes pessoais
  6. Em Regalias e mais regalias aos deputados
  7. Em Incompetência / irresponsabilidade
  8. Em subvenções vitalícias, precoces e que dobram de valor aos 60 anos
  9. Em Água mineral!! Por favor.





13 dezembro, 2012

As petições não têm valor, a não ser que eles queiram... por isso não peçam nada que eles não gostem.

As petições on-line "não têm valor
Clique na imagem para ampliar.
 
"As petições on-line "não têm qualquer fiabilidade", uma vez que qualquer pessoa pode "inventar" uma série de nomes e assim fazer crescer "exponencialmente" o número de signatários, disse hoje à Lusa um investigador da Universidade do Minho.
"Ninguém vai validar as assinaturas, nem sequer há essa possibilidade", acrescentou.

A petição "Pela Liberdade de Investigação Académica", lançada depois de a Portugal Telecom ter ameaçado processar um investigador da Universidade do Minho que falou em "fortes indícios de corrupção" no processo de instalação da TDT em Portugal, apresenta Yasser Arafat, Barak Obama, Cristiano Ronaldo ou Quim Roscas como alguns dos quase 7500 signatários.
"A fiabilidade está à mostra", reagiu Henrique Santos.
“Essa é outra debilidade do sistema, já que qualquer um pode inventar um endereço de e-mail e associar-lhe o nome de uma pessoa conhecida. A fiabilidade destas petições é zero", acrescentou Henrique Santos."

Mesmo as petições em papel possuem o valor que lhe quiserem dar os deputados. Serão apreciadas e arrumadas na gaveta...
Desde quando temos uma democracia, onde os nossos pedidos possuem valor?
Quem em Portugal não assinava uma petição onde se exigisse que os saqueadores do BPN devolvessem os 9 mil  milhões? Era fácil  não era?
Quem não assinava uma petição que exigisse que os deputados não podiam acumular reformas, cargos públicos e privados, assistentes pessoais, etc e coisa e tais? Era giro não era?
Claro que as petições não podem ter valor, senão isto era uma democracia... o povo podia exigir que respeitassem os seus impostos e os seus direitos. E não teríamos este regime fascista onde a fusão entre o estado e o sector empresarial ofende e ignora os interesses do povo e do estado.
Um povo que não vota não tem direitos pois não é temido nem respeitado pelos partidos e muito menos representado. Eles representam quem vota e esses, são as minorias que eles favorecem.
Mas acham que a democracia tinha alguma piada para os políticos?


As regras são claras, as petições só terão valor, se eles, os pseudo democratas, assim o decidirem. 
"6. Não admissibilidade de petições.
Procede-se ao indeferimento liminar da petição quando for manifesto que:
A pretensão deduzida é ilegal; visa a reapreciação de decisões dos tribunais ou de atos administrativos insuscetíveis de recurso; visa a reapreciação, pela mesma entidade, de casos já anteriormente apreciados na sequência do exercício do direito de petição, salvo se forem invocados ou tiverem ocorrido novos elementos de apreciação; for apresentada a coberto de anonimato e após o seu exame não for possível a identificação da pessoa ou pessoas de quem provém;

7. Tramitação das petições dirigidas à Assembleia da República
A admissibilidade de uma petição é decidida, nos termos legais, pela comissão parlamentar competente para a sua apreciação em razão da matéria. Admitida a petição, essa informação é comunicada ao peticionário ou, no caso das petições coletivas, ao primeiro subscritor. Simultaneamente à admissibilidade é nomeado, pela Comissão, um Deputado relator a quem caberá elaborar relatório sobre a mesma, propondo as diligências julgadas necessárias. Fonte 

Petição - 139 mil contra comentador num canal público, e foi invalidada?
Petição para 'matar' comentário de Sócrates na RTP será rejeitada
O comentário semanal do ex-primeiro-ministro na RTP, tem gerado muita polémica e descontentamento por parte várias pessoas. Tanto que foi enviada para o Parlamento uma petição, com quase 139 mil assinaturas, a exigir que José Sócrates seja impedido de comentar a atualidade na RTP. Discutida hoje na Assembleia da República pela Comissão de Assuntos Constitucionais, a petição será rejeitada já que atenta contra a “liberdade de expressão”.fonte

OUTROS ARTIGOS SOBRE CIDADANIA, PARA QUE SE PERCEBA PORQUE NÃO VIVEMOS EM DEMOCRACIA. UM PAÍS ABSTENCIONISTA NÃO SABE DEFENDER A DEMOCRACIA
  1. Abstenção é inofensiva na luta contra a corrupção
  2. As alternativas para um voto válido e contra a corrupção
  3. O voto em branco e nulo sem valor
  4. Partidos portugueses que propõem democracia directa ou participativa e nova lei eleitoral.
  5. O medo que os políticos têm, que os eleitores indignados, comecem a votar...
  6. Voto em branco, nulo e abstenção sem poder
  7. Militares recusam golpe de estado, em democracia depõem governos pelo voto e não ao tiro.
  8. O voto jovem pode ser a solução para remover os partidos corruptos do poder.
  9. Mais de 1 milhão de abstencionistas fantasma. Governos oferecem 10% de abstenção
  10. Na Suécia, os eleitores eliminam a corrupção nas urnas. 90% dos eleitores votam,
  11. Povo acrítico Henrique Neto
  12. É preciso derrubar o partido parasita que elege corruptos
  13. Portugueses trocaram a lealdade ao país pela lealdade aos partidos.
  14. A NOSSA MANSIDÃO PROMOVE A CORRUPÇÃO.

PORNOGRAFIA AO MAIS ALTO NIVEL - O.E. PARA A ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA

assembleia orçamento 2013
140.219.365,00... Mais 10 milhões que em 2011???? Cortes não é coisa de ricos. Para eles é sempre a somar? Para nós é sempre a sumir... 
É quanto nos vai custar em 2013 a casinha da rua de São Bento onde se hospedam os Filhos da Pátria.
Para se manter estas situações e outras é que se aumentam brutalmente os impostos se corta nas pensões e vencimentos, saúde e educação!!
Subsídios de férias e de natal destes parasitas!!!!(vejam o ponto 01.01,14 a amarelo). Agora venham dizer que os sacrifícios são iguais e para todos!!!!!
Devem outra vez justificar que são de 2011, como recentemente fizeram com os assessores de vários gabinetes! 

Estranho como o BE, PCP, PS, UGT e CGPT não falam nisto. Todos comem na mesma manjedoura e claro assumem-se, por certo, fora da classe de trabalhadores que eles defendem.
TRABALHO é para os que pagam a crise....
Para os mais atentos, reparem quantas vezes encontram despesas relativas ao mesmo assunto, por exemplo eles colocam nomes diferentes mas o subsidio é para o mesmo - Subsidio de transporte, subsidio de deslocação, combustível, ajudas de custo, outros. O mesmo se passa com a alimentação... fazendo de nós otários, é a diversão deles?
E muitos portugueses gostavam também de entender que raio de verba é retirada aos nossos impostos para vários itens de apoio familiar? também pagam salários aos filhos e cônjuges dos deputados? É giro não é? O desplante? Alguém consultou os contribuintes? 

Pág.6626   Diário da República, 1.ª série  N.º 222  16 de novembro de 2012
U.M. Euro
01. DESPESAS COM PESSOAL 42.174.204,00
01.01 Remunerações certas e permanentes 31.531.365,00
01.01.01 Titulares de órgãos de soberania: Deputados 9.803.094,00
01.01.01a Vencimentos ordinários de Deputados  9.048.644,00
01.01.01b Vencimentos Extraordinários de Deputados  754.450,00
01.01.03 Pessoal dos SAR e GAB- Vencimentos e Suplementos  11.116.950,00
01.01.05 Pessoal além dos Quadros - GP´s 6.127.139,00
01.01.05a Pessoal além dos Quadros - GP´s: Vencimentos  5.563.180,00
01.01.05b Pessoal além dos Quadros - GP´s: Sub.Férias e Natal  518.959,00
01.01.05c Pessoal além dos Quadros - GP´s:   Doença e Maternidade/Paternidade  21.500,00
01.01.05d Pessoal além dos Quadros - GP´s: Pessoal aguardando aposentação 23.500,00
01.01.06 Pessoal contratado a termo  186.000,00
01.01.07 Pessoal em regime de tarefa ou avença  243.200,00
01.01.08 Pessoal aguardando aposentação (SAR)  76.300,00
01.01.09 Pessoal em qualquer outra situação  978.540,00
01.01.11 Representação (certa e permanente)  1.216.479,00
01.01.12 Subsídios, Suplementos e Prémios (certos e permanentes)  33.000,00
01.01.13 Subsídio de refeição 683.393,00
01.01.13a Subsídio de refeição (Pessoal dos SAR)  453.393,00
01.01.13b Subsídio de refeição (Pessoal dos GP´s) 3; 9 230.000,00
01.01.14 Subsídios de férias e de Natal (SAR)  1.017.270,00
01.01.15 Remunerações por doença e maternidade/paternidade (SAR) 50.000,00
01.02 Abonos Variáveis e Eventuais 4.195.074,00 (???)
01.02.02 Trabalhos em dias de descanso, feriados e horas extraordin. 470.000,00
01.02.02a Trabalhos em dias de descanso e feriados (SAR)  130.000,00
01.02.02b Horas extraordinárias (GP´s) 3;  340.000,00
01.02.03 Alimentação, alojamento e Transporte 155.000,00
01.02.03a Alimentação  87.000,00
01.02.03b Alojamento  33.000,00
01.02.03c Transportes  35.000,00
01.02.04 Ajudas de custo 3.060.412,00
01.02.04a Ajudas de custo: Funcionários SAR e GAB  143.234,00
01.02.04b Ajudas de custo: Outras  10.650,00
01.02.04c Ajudas de custo: Deputados  2.906.528,00
01.02.05 Abono para falhas  5.000,00
01.02.08 Subsídios e abonos de fixação, residência e alojamento  23.500,00
01.02.12 Subsídios de Reintegração e Indemnizações por cessação 418.342,00
01.02.12a Subsídio de reintegração (Deputados)  395.342,00
01.02.12b Indemnizações por cessação de funções 3.000,00
01.02.13 Outros suplementos e prémios  38.500,00
01.02.14 Outros abonos em numerário ou espécie 24.320,00
01.03 Segurança Social 6.447.765,00
01.03.01 Encargos com Saúde 486.650,00
01.03.01a Encargos com a saúde (SAR)  326.150,00
01.03.01b Encargos com a saúde (GP´s)  40.500,00
01.03.01c Encargos com a saúde (Deputados) 120.000,00

DESPESAS CORRENTES
01.03.02 Outros Encargos com Saúde 1.000,00
01.03.02a Outros encargos com a saúde (SAR)  1.000,00
01.03.03 Subsídio Familiar a crianças e jovens 35.575,00
01.03.03a Subsídio familiar a crianças e a joven s (SAR)  28.830,00
01.03.03b Subsídio familiar a crianças e a jovens (GP´s)  5.225,00
01.03.03c Subsídio familiar a crianças e a jovens (Deputados)  1.520,00
02.02.01a Encargos das instalações: Água  80.000,00
02.02.01b Encargos das instalações: Electricidade  638.000,00
02.02.01c Encargos das instalações: Gás (fornecimento)  65.000,00
02.02.02 Limpeza e higiene  780.000,00
02.02.03 Conservação de bens  658.010,00
02.02.04 Locação de edifícios  72.015,00
01.03.04 Outras prestações familiares e complementares 307.325,00
01.03.04a Outras prestações familiares e complementares (SAR)  211.100,00
01.03.04b Outras prestações familiares e complementares (GP´s)  81.500,00
01.03.04c Outras prestações familiares e complementares (Deputados) 14.725,00
01.03.05 Contribuições para a Segurança Social 2.790.890,00
01.03.05a Contribuições para a segurança social (SAR) 379.120,00
01.03.05b Contribuições para a segurança social (GP´s)  1.116.000,00
01.03.05c Contribuições para a segurança social (Deputados)  1.295.770,00
01.03.06 Acidentes em serviço e doenças profissionais 219.530,00
01.03.06a Acidentes em serviço e doenças profissionais (SAR)  219.000,00
01.03.06b Acidentes em serviço e doenças profissionais (GP´s)  530,00
01.03.09 Seguros 58.450,00
01.03.09a Seguros (SAR)  500,00
01.03.09c Seguros (Deputados)  57.950,00
01.03.10 Outras despesas de segurança social - CGA 2.548.345,00
01.03.10a Outras despesas de segurança social - CGA (SAR)  1.719.745,00
01.03.10b Outras despesas de segurança social - CGA (GP´s)  200.000,00
01.03.10c Outras despesas de segurança social - CGA (Deputados)  628.600,00

02. Aquisição de Bens e Serviços 16.324.860,00
 02.01 Aquisição de Bens 1.501.292,00
02.01.02 Combustíveis e lubrificantes  115.290,00
02.01.04 Limpeza e higiene  65.000,00
02.01.07 Vestuário e artigos pessoais  80.000,00
02.01.08 Material de Escritório 249.570,00
02.01.08a Material de escritório  63.030,00
02.01.08b Consumo de papel  51.540,00
02.01.08c Consumíveis de informática  135.000,00
02.01.09 Produtos químicos e farmacêuticos  9.000,00
02.01.11 Material de consumo clínico 4.000,00
02.01.13 Material de consumo hoteleiro  15.000,00
 02.01.14 Outro material - peças  3.000,00
02.01.15 Prémios, condecorações e ofertas  81.710,00
02.01.16 Mercadorias para venda  293.250,00
02.01.17 Ferramentas e utensílios 2.000,00
02.01.18 Livros e documentação e outras fontes de informação 262.454,00
02.01.18a Livros e documentação  60.950,00
02.01.18b Outras fontes de informação  201.504,00
02.01.19 Artigos honoríficos e de decoração  36.618,00
 02.01.21 Outros Bens e Consumíveis 284.400,00
02.01.21a Consumíveis de gravação audiovisual  36.000,00
02.01.21b Outros bens  248.400,00

02.02 Aquisição de Serviços 14.823.568,00
 02.02.01 Encargos das instalações 783.000,00
02.02.05 Locação de material de informática 1.000,00
02.02.06 Locação de material de transporte 228.000,00
 02.02.08 Locação de outros bens  719.300,00
02.02.09 Comunicações 804.800,00
02.02.09a Comunicações - Acessos Internet  96.200,00
 02.02.09b Comunicações fixas - Dados  30.000,00
 02.02.09c Comunicações fixas -Voz  415.500,00
 02.02.09d Comunicações Móveis  205.100,00
 02.02.09e Comunicações - Outros serviços
 (Consult./outsouc./etc)  12.000,00
 02.02.09f Comunicações - Outros (CTT/Correspondência)  46.000,00
 02.02.10 Transportes 3.588.892,00
02.02.10a Transportes: Deputados 3.317.379,00
 02.02.10b Transportes: Outras situações  271.513,00
 02.02.11 Representação dos serviços  178.160,00
 02.02.12 Seguros  42.670,00
 02.02.13 Deslocações e Estadas 1.401.996,00
 02.02.13a Deslocações - viagens  850.364,00
 02.02.13b Deslocações - Estadas  551.632,00
 02.02.14 Estudos, pareceres, projectos e consultadoria 406.400,00
 02.02.15 Formação  157.450,00
 02.02.16 Seminários, Exposições e similares  92.398,00
02.02.17 Publicidade  69.267,00
 02.02.18 Vigilância e segurança  180.000,00
 02.02.19 Assistência técnica  2.287.198,00
 02.02.20 Outros Trabalhos Especializados 2.329.786,00
02.02.20a Outros trabalhos especializados Diários da Assembleia da República  35.055,00
 02.02.20b Serviços de restaurante, refeitório e cafetaria  849.149,00
 02.02.20c Outros trabalhos especializados  1.445.582,00
 02.02.21 Utilização de infra-estruturas de transportes 10.000,00
 02.02.22 Serviços Médicos  28.200,00
 02.02.25 Outros serviços  5.026,00
03. Juros e Outros Encargos 9.000,00
03.06 Outros Encargos Financeiros 9.000,00
03.06.01 Outros Encargos Financeiros  9.000,00
04. Transferências Correntes 46.450,00
04.01 Entidades não Financeiras 39.450,00
04.01.02 Entidades Privadas 39.450,00
04.01.02a Grupo Desportivo Parlamentar  14.450,00
 04.01.02b Associação dos Ex-Deputados  25.000,00
04.09 Transferências Correntes - Resto do Mundo 7.000,00
04.09.03 Países terceiros - Cooperação Interparlamentar  7.000,00
05. Subvenções 880.081,00
05.07 Subvenções a Instituições sem fins lucrativos 880.081,00
05.07.01 Subvenções aos Grupos Parlamentares 880.081,00
05.07.01a Subvenção para encargos de assessoria aos deputados  679.136,00
 05.07.01b Subvenção para os encargos com comunicações  200.945,00
 06. Outras Despesas Correntes 3.307.248,00
06.01 Dotação provisional 3.000.000,00
06.01.01 Dotação provisional  3.000.000,00
06.02 Diversas 307.248,00
06.02.01 Impostos e taxas  100.000,00
06.02.03 Outras 207.248,00
06.02.03a Quotizações  193.848,00
06.02.03b Outras Despesas correntes não especificadas 13.400,00

DESPESAS DE CAPITAL 3.874.390,00
07. Aquisição de Bens de Capital 3.354.390,00
07.01 Investimentos 2.194.390,00
07.01.03 Edifícios  440.000,00
07.01.06 Material de transporte  49.000,00
07.01.07 Equipamento de Informática 357.250,00
07.01.07a Material de informática: HW de comunicação 192.250,00
07.01.07b Material de informática: Outro HW  165.000,00
 07.01.08 Software de Informática 449.450,00
07.01.08b Software informático: Outro SW  449.450,00
 07.01.09 Equipamento Administrativo 140.000,00
07.01.09a Equipamento administrativo de comunicação  5.000,00
07.01.09b Outro equipamento administrativo  135.000,00
07.01.12 Artigos e objectos de valor  5.000,00
07.01.15 Outros Investimentos 753.690,00
07.01.15a Equipamento Audiovisual  753.690,00
07.03 Bens de Domínio Público 1.160.000,00
07.03.02 Edifícios 1.160.000,00
08. Transferências de Capital 20.000,00
08.09 Resto do Mundo 20.000,00
08.09.03 Países terceiros e Og. Int. - Cooperação Interparlamentar  20.000,00
11. Outras Despesas de Capital 500.000,00
11.01 Dotação provisional 500.000,00
11.01.01 Dotação provisional 85 500.000,00

 TOTAL DA DESPESA PARA FUNCIONAMENTO 66.616.233,00

Vejam agora alguns dos valores a título de Subvenções Estatais :
05.07.01 Subvenções Políticas 63.315.219,00
05.07.01c Subvenções aos Partidos e Forças Políticas representados  14.510.941,00
05.07.01d Subvenções aos Partidos e Forças Políticas NÃO representados  342.518,00
05.07.01e Subvenção estatal p/campanhas eleitorais - FORÇAS POLÍTICAS  48.461.760,00

Em contraponto, para um órgão que DEFENDE os interesses do cidadão comum - Provedoria de Justiça ?
vejam as correspondentes subvenções:
 04.03.05.52.02 PROV. JUST. - Transferências OE-correntes 4.831.731,00
 08.03.06.52.02 PROV. JUST. - Transferências OE-capital  63.100,00

Total para a Provedoria 4.894.831,00
Como tudo isto é CARICATO !!!!
Aqui tendes, finalmente, QUANTO VOS VAI CUSTAR, no ano 2013, ESTA CASINHA
TOTAL DA DESPESA ORÇAMENTAL 140.219.365,00 . Fonte