02 dezembro, 2012

Mário Soares um passado negro, um peso que todos carregamos.


Mário Soares desvendado pelo Bastonário da Ordem dos Advogados, António Marinho e Pinto, no «Diário do Centro» de 15 de Março de 2000
"MÁRIO SOARES E ANGOLA
A polémica em torno das acusações das autoridades angolanas segundo as quais Mário Soares e seu filho João Soares seriam dos principais beneficiários do tráfico de diamantes e de marfim levados a cabo pela UNITA de Jonas Savimbi, tem sido conduzida na base de mistificações grosseiras sobre o comportamento daquelas figuras políticas nos últimos anos.
Espanta desde logo a intervenção pública da generalidade das figuras políticas do país, que vão desde o Presidente da República até ao deputado do Bloco de Esquerda, Francisco Louçã, passando pelo PP de Paulo Portas e Basílio Horta, pelo PSD de Durão Barroso e por toda a sorte de fazedores de opinião, jornalistas (ligados ou não à Fundação Mário Soares), pensadores profissionais, autarcas, «comendadores» e comentadores de serviço, etc.
Tudo como se Mário Soares fosse uma virgem perdida no meio de um imenso bordel.
Sei que Mário Soares não é nenhuma virgem e que o país (apesar de tudo) não é nenhum bordel. Sei também que não gosto mesmo nada de Mário Soares e do filho João Soares, os quais se têm vindo a comportar politicamente como uma espécie de versão portuguesa da antiga dupla haitiana «Papa Doc» e «Baby Doc».
Vejamos então por que é que eu não gosto dele(s).
A primeira ideia que se agiganta sobre Mário Soares é que é um homem que não tem princípios mas sim fins.
É-lhe atribuída a célebre frase: «Em política, feio, feio, é perder».
São conhecidos também os seus zigue-zagues políticos desde antes do 25 de Abril. Tentou negociar com Marcelo Caetano uma legalização do seu (e de seus amigos) agrupamento político, num gesto que mais não significava do que uma imensa traição a toda a oposição, mormente àquela que mais se empenhava na luta contra o fascismo.

JÁ DEPOIS DO 25 DE ABRIL, ASSUMIU-SE COMO O HOMEM DOS AMERICANOS E DA CIA EM PORTUGAL E NA PRÓPRIA INTERNACIONAL SOCIALISTA. Dos mesmos americanos que acabavam de conceber, financiar e executar o golpe contra Salvador Allende no Chile e que colocara no poder Augusto Pinochet.
Mário Soares combateu o comunismo e os comunistas portugueses como nenhuma outra pessoa o fizera durante a revolução e FOI AMIGO DE
NICOLAU CEAUCESCU, FIGURA QUE CHEGOU A APRESENTAR COMO MODELO A SER SEGUIDO PELOS COMUNISTAS PORTUGUESES.
Durante a revolução portuguesa andou a gritar nas ruas do país a palavra de ordem «Partido Socialista, Partido Marxista», mas mal se apanhou no poder meteu o socialismo na gaveta e nunca mais o tirou de lá. Os seus governos notabilizaram-se por três coisas: políticas abertamente de direita, a facilidade com que certos empresários ganhavam dinheiro e essa inovação da austeridade soarista (versão bloco central) que foram os salários em atraso.

INSULTO A UM JUIZ
Em Coimbra, onde veio uma vez como primeiro-ministro, foi confrontado com uma manifestação de trabalhadores com salários em atraso. Soares não gostou do que ouviu (chamaram-lhe o que Soares tem chamado aos governantes angolanos) e alguns trabalhadores foram presos por polícias zelosos. Mas, como não apresentou queixa (o tipo de crime em causa exigia a apresentação de queixa), o juiz não teve outro remédio senão libertar os detidos no próprio dia. Soares não gostou e insultou publicamente esse magistrado, o qual ainda apresentou queixa ao Conselho Superior da Magistratura contra Mário Soares, mas sua excelência não foi incomodado.
Na sequência, foi modificado o Código Penal, o que constituiu a primeira alteração de que foi alvo por exigência dos interesses pessoais de figuras políticas.
Soares é arrogante, pesporrento e malcriado. É conhecidíssima a frase que dirigiu, perante as câmaras de TV, a um agente da GNR em serviço que cumpria a missão de lhe fazer escolta enquanto presidente da República durante a Presidência aberta em Lisboa: «Ó Sr. Guarda! Desapareça!». Nunca, em Portugal, um agente da autoridade terá sido tão humilhado publicamente por um responsável político, como aquele pobre soldado da GNR.
Em minha opinião, Mário Soares nunca foi um verdadeiro democrata. Ou melhor é muito democrata se for ele a mandar. Quando não, acaba-se imediatamente a democracia. À sua volta não tem amigos, e ele sabe-o; tem pessoas que não pensam pela própria cabeça e que apenas fazem o que ele manda e quando ele manda. Só é amigo de quem lhe obedece. Quem ousar ter ideias próprias é triturado sem quaisquer contemplações.
Algumas das suas mais sólidas e antigas amizades ficaram pelo caminho quando ousaram pôr em causa os seus interesses ou ambições pessoais.
Soares é um homem de ódios pessoais sem limites, os quais sempre colocou acima dos interesses políticos do partido e do próprio país.

Em 1980, não hesitou em APOIAR OBJECTIVAMENTE O GENERAL SOARES CARNEIRO CONTRA EANES, NÃO POR RAZÕES POLÍTICAS MAS DEVIDO AO ÓDIO PESSOAL QUE NUTRIA PELO GENERAL RAMALHO EANES. E como o PS não alinhou nessa aventura que iria entregar a presidência da República a um general do antigo regime, Soares, em vez de acatar a decisão maioritária do seu partido, optou por demitir-se e passou a intrigar, a conspirar e a manipular as consciências dos militantes socialistas e de toda a sorte de oportunistas, não hesitando mesmo em espezinhar amigos de sempre como Francisco Salgado Zenha.
Confesso que não sei por que é que o séquito de prosélitos do soarismo (onde, lamentavelmente, parece ter-se incluído agora o actual presidente da República – Cavaco Silva), apareceram agora tão indignados com as declarações de governantes angolanos e estiveram tão calados quando da publicação do livro de Rui Mateus sobre Mário Soares. NA ALTURA TODOS METERAM A CABEÇA NA AREIA, INCLUINDO O PRÓPRIO CLÃ DOS SOARES, E NEM TUGIRAM NEM MUGIRAM, APESAR DE AS ACUSAÇÕES SEREM ENTÃO BEM MAIS GRAVES DO QUE AS DE AGORA. POR QUE É QUE JORGE SAMPAIO SE CALOU CONTRA AS «CALÚNIAS» DE RUI MATEUS?».

«DINHEIRO DE MACAU»
Anos mais tarde, um senhor que fora ministro de um governo chefiado por MÁRIO SOARES, ROSADO CORREIA, vinha de Macau para Portugal com uma mala com dezenas de milhares de contos. *A proveniência do** dinheiro era tão pouco limpa que um membro do governo de Macau, ANTÓNIO **VITORINO, *foi a correr ao aeroporto tirar-lhe a mala à última hora.
Parece que se tratava de dinheiro que tinha sido obtido de empresários chineses com a promessa de benefícios indevidos por parte do governo de Macau. Para quem era esse dinheiro foi coisa que nunca ficou devidamente esclarecida. O caso EMAUDIO (e o célebre fax de Macau) é um episódio que envolve destacadíssimos soaristas, amigos íntimos de Mário Soares e altos dirigentes do PS da época soarista. MENANO DO AMARAL chegou a ser responsável pelas finanças do PS e Rui Mateus foi durante anos responsável pelas relações internacionais do partido, ou seja, pela angariação de fundos no estrangeiro.
Não haveria seguramente no PS ninguém em quem Soares depositasse mais confiança. Ainda hoje subsistem muitas dúvidas (e não só as lançadas pelo livro de Rui Mateus) sobre o verdadeiro destino dos financiamentos vindos de Macau. No entanto, em tribunal, os pretensos corruptores foram processualmente separados dos alegados corrompidos, com esta peculiaridade (que não é inédita) judicial: os pretensos corruptores foram condenados, enquanto os alegados corrompidos foram absolvidos.
Aliás, no que respeita a Macau só um país sem dignidade e um povo sem brio nem vergonha é que toleravam o que se passou nos últimos anos (e nos últimos dias) de administração portuguesa daquele território, com os chineses pura e simplesmente a chamar ladrões aos portugueses. E isso não foi só dirigido a alguns colaboradores de cartazes do MASP que a dada altura enxamearam aquele território.
Esse epíteto chegou a ser dirigido aos mais altos representantes do Estado Português. Tudo por causa das fundações criadas para tirar dinheiro de Macau. Mas isso é outra história cujos verdadeiros contornos hão-de ser um dia conhecidos.

Não foi só em Portugal que Mário Soares conviveu com pessoas pouco recomendáveis. Veja-se o caso de BETINO CRAXI, o líder do PS italiano, condenado a vários anos de prisão pelas autoridades judiciais do seu país, devido a graves crimes como corrupção. Soares fez questão de lhe manifestar publicamente solidariedade quando ele se refugiou na Tunísia.
Veja-se também a amizade com Filipe González, líder do Partido Socialista de Espanha que não encontrou melhor maneira para resolver o
problema político do país Basco senão recorrer ao terrorismo, contratando os piores mercenários do lumpen e da extrema direita da Europa para assassinar militantes e simpatizantes da ETA.
Mário Soares utilizou o cargo de presidente da República para passear pelo estrangeiro como nunca ninguém fizera em Portugal. Ele, que tanta austeridade impôs aos trabalhadores portugueses enquanto primeiro-ministro, gastou, como Presidente da República, milhões de contos dos contribuintes portugueses em passeatas pelo mundo, com verdadeiros exércitos de amigos e prosélitos do soarismo, com destaque para jornalistas. São muitos desses «viajantes» que hoje se põem em bicos de pés a indignar-se pelas declarações dos governantes angolanos.(...)

FUNDAÇÃO COM DINHEIROS PÚBLICOS
A pretexto de uns papéis pessoais cujo valor histórico ou cultural nunca ninguém sindicou, Soares decidiu fazer uma Fundação com o seu nome. Nada de mal se o fizesse com dinheiro seu, como seria normal.
Mas não; acabou por fazê-la com dinheiros públicos. SÓ O GOVERNO, DE UMA SÓ VEZ DEU-LHE 500 MIL CONTOS E A CÂMARA DE LISBOA, PRESIDIDA PELO SEU FILHO, DEU-LHE UM PRÉDIO NO VALOR DE CENTENAS DE MILHARES DE CONTOS.
Nos Estados Unidos, na Inglaterra, na Alemanha ou em qualquer país em que as regras democráticas fossem minimamente respeitadas muita gente estaria, por isso, a contas com a justiça, incluindo os próprios Mário e João Soares e as respectivas carreiras políticas teriam aí terminado. Tais práticas são absolutamente inadmissíveis num país que respeitasse o dinheiro extorquido aos contribuintes pelo fisco.
Se os seus documentos pessoais tinham valor histórico Mário Soares deveria entregá-los a uma instituição pública, como a Torre do Tombo ou o Centro de Documentação 25 de Abril, por exemplo. Mas para isso era preciso que Soares fosse uma pessoa com humildade democrática e verdadeiro amor pela cultura. Mas não. Não eram preocupações culturais que motivaram Soares. O que ele pretendia era outra coisa.
Porque as suas ambições não têm limites ele precisava de um instrumento de pressão sobre as instituições democráticas e dos órgãos de poder e de intromissão directa na vida política do país. A Fundação Mário Soares está a transformar-se num verdadeiro cancro da democracia portuguesa.»

Mário Soares segundo Rui Mateus
O livro de Rui Mateus, que foi rapidamente retirado de mercado após a celeuma que causou em 1996 (há quem diga que “alguém” comprou toda a edição), está disponível em:
http://www.scribd.com/doc/12699901/Livro-Contos-Proibidos
ou http://ferrao.org/documentos/Livro_Contos_Proibidos.pdf
ou ainda >http://rapidshare.com/files/23967307/Livro_Contos_Proibidos.pdf

33 comentários :

  1. O percurso tem sido este:
    Monarquia-Ditadura-Democracia.
    A primeira fase durou milénios, a segunda um século e a terceira tem, agora, umas décadas (na média europeia).
    O fim das monarquias decorre da absoluta subalternização do Povo na política por este ser ignorante do seu papel primordial na nação.

    O fim das Ditaduras ocorre pela manipulação do dito objectivo do Estado, limitar o bem-estar popular.

    O fim das Democracias, pode vir a estar na necessidade de satisfação a qualquer preço da vontade popular, para caçar o seu voto aliado à facilidade de corrupção dada às dezenas de dirigentes, normalmente não eleitos directamente, apenas em listas e nomeados.

    Porque ninguém coloca propostas na mesa, para alterar este estado de coisas?

    Que poderá ser feito quando os melhores ficam em casa a ver televisão e entregam a política a medíocres? Disto, todos sofremos as consequências!!!

    "O PREÇO A PAGAR PELA TUA NÃO PARTICIPAÇÃO NA POLÍTICA É SERES GOVERNADO POR QUEM É INFERIOR".
    - PLATÃO (C. 428 - 347 A.C.)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "O que tem que ser derrubado é todo o regime, a constituição tem que ser redesenhada, as eleições e os votos redefinidos, a justiça limpa, e todos os que pertenceram ao regime e continuam a ser parasitas dele, afastados definitivamente de todos os cargos públicos e muitos julgados..."

      Desculpe Zita:

      Redesenhada a Constituição? Como?
      Eleições e votos redefinidos? Como?
      Justiça limpa? Como?

      Se não juntar pessoas em torno de objectivos concretos e comuns, será sempre uma franca-atiradora da política.

      Poderá aborrecer e marcar pontos, mas nunca ganhará a "guerra" por não construir uma alternativa credível.


      Eliminar
    2. Numa revolução, numa mudança social, em tudo, existem vários intervenientes, e cada um desempenha o seu papel.
      O papel que me auto incumbi, por mera cidadania e vontade de contribuir para melhorar Portugal, neste momento de mudanças, foi o de divulgar para indignar, acordar o povo, para que se una, com vontade de combater algo concreto. Identificar o inimigo, pois está muito bem disfarçado!!(lol)
      Não adianta mandar as pessoas manifestar-se ou revoltar-se, elas tem que sentir essa vontade por conhecerem a verdade e a gravidade da verdade.
      E é isso que tento fazer, desvendar a gravidade da verdade, sem pudor nem eufemismos...
      E digo-lhe ...pelos comentários que fazem tenho notado que tenho conseguido...
      Agora espero que haja outros cidadãos movidos pelo espírito de cidadania que tomem igualmente em suas mãos outras iniciativas, igualmente produtivas, ou de preferência, mais produtivas.

      Eliminar
    3. Até aqui se vê a santa aliança comunistóide/pepedocas ,ditaduras não democracia sim

      Eliminar
    4. A abstenção afinal obtém um resultado contrário, ao que pretendem os abstencionistas


      Por isso, o que me chateia na vossa abstenção é a falta de colaboração num trabalho importante. Não é uma questão de direitos ou deveres cívicos em abstracto. O problema é concreto. Temos uma tarefa difícil, da qual depende o nosso futuro, e vocês ficam encostados sem fazer nada.
      Isto tem consequências graves para a democracia. Quando a maioria não quer saber das propostas dos partidos, está-se nas tintas para o desempenho dos candidatos e nem se importa se cumprem os programas ou não, o melhor que os partidos podem fazer para conquistar votos é dar espectáculo. Insultarem-se para aparecerem mais tempo na televisão ou porem o Marinho Pinto como cabeça de lista, por exemplo. Vocês dizem que se abstêm porque a política é uma palhaçada mas a política é uma palhaçada porque vocês não votam.
      A culpa é vossa porque não é preciso muita gente votar em palhaços para os palhaços ganharem. Basta que a maioria não vote. Também é por vossa culpa que os extremistas estão a ganhar terreno, e pela mesma razão. É fácil pôr os fanáticos a votar. Basta abanar o pano da cor certa e, se mais ninguém vota, eles ficam na maioria. Mas se vocês colaborassem e se dessem ao trabalho de avaliar as propostas dos partidos, se os responsabilizassem pelas promessas que fazem e votassem de acordo com o que acham ser a melhor solução, deixava de haver palhaços, interesseiros e imbecis na política.

      Quando opta por não votar pode estar a atingir o resultado contrário daquilo em que acredita.
      Esclareça-se e compreenda porque é importante votar em consciência contra os partidos corruptos.
      Faça uma escolha, opte por votar com quem mais se identifica, e quem menos o lesou, o poder é seu! Use-o para ajudar todos nós.


      ARTIGO COMPLETO: http://apodrecetuga.blogspot.com/2015/10/percebam-que-abstencao-afinal-obtem-um.html#ixzz4VBUjKlk4

      Eliminar
  2. grande Zita. Tenho profunda admiração pelo seu trabalho. Tem toda a razão no que diz. Contudo, nada é prefeito e tudo tem um ponto fraco. A ver vamos se eu o descobri.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pior que um criminoso... é um criminoso sem remorso nem vergonha... será que mais ninguém vê isto?

      Eliminar
  3. Esse Sr. Dr. Mario Soares...eu li e tenho o livro " O livro Negro da descolonização"do Luiz Aguiar. Uma autêntica relíquia, pois tb foi retirado do mercado. Ali se explica tim por tim como se fez a dita descolonização e quem foram os ilustres. Muitos já morreram, mas muitos ainda estão vivos e com capacidade interventiva. Deviam ter sido todos julgados por crime contra a pátria e contra a Humanidade e porque não foram? porque já nessa altura o poder político (corrupção) dominava a vida pública portuguesa. Se os comunistas tivessem ganho, talvez se tivesse assistido a alguma celeuma em torno do caso, mas nem a eles interessava muito, pois as colónias ficaram sob controlo comunista. Soares soube explorar muito bem, os Americanos para poder ter apoios. O caso da Jamba, veio desmacará-lo como principal receptador dos diamantes da Lunda em Portugal, o qual depois enviava para centros de lapidação e de comércio sediados em Antuérpia. Uma ponta do véu....uma grande apreensão de marfim no aeroporto Pedras Rubras era destinada em parte ao Sr. Pinto da Costa...e esta hem....marfim de Angola (Unita)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É realemnte ofensivo o que eles fizeram e fazem, mas mais ofensivo ainda é terem a lata de continuar na politica, e a lata de receber rendas daí advindas, e ainda terem o descaramento de se julgar importantes, terem o descaramento de ainda habitar Portugal, ou mesmo de estarem vivos e livres... tudo isto é uma ofensa grande e grave, sem explicação....

      É o mesmo que um assassino roubar, enganar, violar, e matar uma família deixando vivo um dos elementos, e ainda ter o descaramento de viver na casa do que sobreviveu, esperar que ele o sustente, o admire, e continuar a rouba-lo e a engana-lo... sem vergonha, com a maior da descontracção e ainda traz a sua Maria e os putos para viver lá tb...
      É isto que somos portugueses?
      Sinceramente não entendo...

      Pior que um criminoso... é um criminoso sem remorso nem vergonha... será que mais ninguém vê isto?

      Eliminar
    2. Só num País como PORTUGAL,de brandos costumes, é que ainda se dá crédito a um sevandija e traidor como Mário Soares a quem SALAZAR deu um exílio dourado para conviver com os adversários de um regime PROBO e exemplar, salvaguardando assim o País de tal erva daninha e ignóbil.

      Eliminar
    3. Os comunas lacaios dos russos,é que interessam

      Eliminar
  4. Vêr o livro Contos Proibidos do ex amigo de Mario Soares autor Rui Mateus (só em online)porque este sr dito democrata e honesto conseguiu proibir que fosse editado em papel,porque desvenda verdades que não queria que fossem ditas é para vêr o poder que têm estes srs

    ResponderEliminar
  5. DEPOIS DE LER TUDO O QUE ATRAS FOI ESCRITO, E MUITISSIMO BEM, E COM QUE EU CONCORDO COMPLETAMENTE, SÓ FAÇO UM REPARO: ESQUECERAM-SE DE MENSIONAR O QUE ESTE FULANO FEZ EM 1971 EM LONDRES: PISAR A BANDEIRA PORTUGUESA.
    É MAIS UMA ACHEGA PARA DEMONSTRAR O "CRAPULA" QUE ESTE FULANO É.
    SERÁ QUE NÓS VAMOS CONTINUAR A PERMITIR QUE SE CONTINUE A BRANQUEAR ESTE PARASITA E O SEU FILHO?

    ResponderEliminar
  6. Os Portugueses comem demasiado queijo

    Comparado com o que se passa agora, os problemas com Mário Soares foram muito mais graves porque existiam meios para os combater, nomeadamente a Política Económica que era controlada por nós. Neste momento somos um protectorado cuja Política Económica é definida pelos estrangeiros que nos ocupam.
    Por isso só com a saída do Euro nos poderemos safar, apesar dos Economistas portugueses afectos às grandes empresas, às multinacionais e às organizações tipo Clube de Bilderberg e Trilateral, andarem, constantemente a meter-nos medo com o adeus ao Euro e à UE. Mário Soares é um dos que gostam daquilo ...



    Quem diria!
    Mas o autor destas pérolas, será o mesmo´Mário Soares, que ainda ontem, enlaçado ternamente com a esquerda mais radical se abanava todo a cantar o Grândola vila morena?

    É preciso ter muita lata, memória muito curta (isto da memória ainda se pode dizer que é senilidade ou outra coisa qualquer, mas acho que ainda está lúcido o suficiente, para se deixar de andar nesta cruzada incentivando o povo à revolta, já chegando quase que a apelar ao assassínio dos membros deste governo, quando disse que, por muito menos assassinaram o D.Carlos, esquecendo-se que ele próprio, fèz e causou ao povo os mesmos apertos e sofrimentos que estamos agora a passar, em grande parte devido à bela governação dos últimos anos, levada a cabo pelo seu partido que, se isto já era frágil eles deram-lhe a machadada final, com tanta negociata e vigarice ainda não explicada!

    É uma pena este pp não lhe chegar ao computador, para lhe refrescar a memória.
    È muito interessante lèr o que ele diz sobre o que se sentia indignado pelo que aparecia escrito nas paredes e muros deste país de norte a sul!!!!!!
    Mas agora, pelos mesmos motivos, nem mais nem menos, acha muito bem que se insultem os governantes aonde quer que vão, interrompam-se os eventos com apupos e outras atitudes do género e até já na própria Assembleia se populariza a baderna em que nem as senhoras Mães dos deputados da maioria e membros do governo são poupadas!!!!!!!!

    Que lindo espírito democratico!!!
    Quem emigrava era eu e já amnhã só para não ter de gastar a minha sanidade mental com tanta pulhice e falta de vergonha.
    Leiam com atenção todos esses excertos de palavras suas ditas à imprenda naquela época e depois digam-me se aquilo não é a maior cara de pau que já andou por aqui!!!Cara de pau e daquele de Cabinda que é bem duro.

    Bom fim de semana para todos se puderem!
    LIZA

    ResponderEliminar
  7. Zita, bom dia, os revoluccionarios do contra no tempo do Estado Novo tiveram certamente muitas dificuldades para derrubar a ditaduram mas fizeram-no. O seu objectivo longinquo era a instituição de um regime democrático que ninguém sabia como devia ser. Viu-se depois do 25 de Abril, como foi difícil para os varios agentes e actores politicos, MFA, incipientes partidos, organizações cívicas, Igreja, etc. pôr-se de acordo, e pensar e passar ao papel toda a organisação do Estado e a Constituição do país. Antes do 25 de Abril a gestão do futuro estado não interessava aqueles que se activavam para modificar o sistema político. Importava-lhes pôr fim à ditadura e nisso empenharam todos os esforços e actividades. A acção subversiva para ser eficaz tinha que ter objectivos concretos, bem definidos e de alcance limitado. O importante era ganhar em cada movimento um pouco mais de espaço e de auto-confiança para poder ir seduzindo outros para a sua luta, e ao ganhar terreno, desanimar o "in". Os campeões desse trabalho de formiga foram os clandestinos do partido comunista. Tinham muito claro, pela experiencia adquirida em tantos países onde se afincaram, o que é que se devia fazer e como. Raras vezes naqueles anos faziam apologia do "paraíso" que esperaria os que se submetessem à ditadura marxista. A sua acção era de caracter informativo subversivo capitalizando nas fraquezas do salazarismo, organisando protestas em torno a legítimas reivindicações de operarios, estudantes e intelectuais. A unidade de acção era fundamental, o discurso bem rodado e aprendido, inox e anti ruga, baseado na dialética comunista, e a federação e orientação de movimentos cívicos, militares, ou religiosos conduzida com maestria por intelectuais que passavam pela Checoslovaquia, DDR e Uniao Sovietica. Assim se derrubou a ditadura e se passou por cima do seu aparato subversivo. E apartir daqui, quê?, perguntar-me à a Zita. A sua acção de denúncia é boa. Eu começaria por discutir com afins, com os quais se pudesse construir pontes visando um acção comum. Cada qual no seu canto a gesticular e a vociferar não conduzirá a nada. É preciso organizar e federar um verdadeiro movimento civico com tantas organizações, protestatarios e bloguistas cujas mensagens hoje não têm ressonancia. Como você dizia, eles não vão ceder, terão de ser empurrados. Para isso é preciso alcançar massa crítica e decidir de uma estratégia para lograr po-los fora, mantendo-se dentro da lei. Que não sejam mal interpretadas as minhas palavras, o que é preciso fazer, terá que ser feito dentro da lei e com o apoio da lei. Cumprimentos, Eduardo Ricou


    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Meu caro Eduardo, concordo com o que diz que se deve fazer, reunir as pessoas em volta de uma acção.
      Mas na minha humilde opinião, nada se fará enquanto este povo não despertar. É preciso que muitos saibam o que se passa, se indignem e sintam a revolta, e para isso é preciso informar de forma clara e acessível e incansável.

      Urge que os portugueses sejam cidadãos atentos, cultos, informados, exigentes e exerçam com firmeza os seus direitos e deveres de cidadania.
      Sem proceder a uma mudança da mentalidade e da cultura portuguesa, é impossível mudar o estado do país e travar o abuso dos que nos escravizam. Pior... sem mudar as mentalidades, nenhuma mudança perdurará.
      Nunca foi intenção deste blog, apenas noticiar actualidades. Difamar gratuitamente, pessoas ou partidos. Maldizer apenas para passar o tempo. Compilar escândalos de corrupção apenas por curiosidade. Ou exibir dotes de escritora, que sei que não possuo. Há muita gente a fazer isso e com melhores meios e capacidades que eu.
      O que me move é apenas contribuir para ajudar a mudar mentalidades.
      Mostrar ás pessoas a forma ridícula, ofensiva e baixa como são enganadas à vista de todos, à descarada e em plena impunidade.

      Isso é fundamental antes de querer acção.

      Eliminar
    2. Lei??? qual lei, aahh ...a que não é igual para todos em portugal???enquanto houver bispos cardeais , juntamente com politicos e maçonaria, e alguns que meteram na cabeça que são donos de portugal, isto será sempre o salve-se quem poder...o que é que eu fiz ?? ou os meus filhos , que á data do nosso nascimento, já tinhamos uma enorme divida á cabeça?? as leis que existem actualmente , não é para todos, quando é que as igreijas , e outras ceitas , partidos politicos , e os a demais começam a pagar o respectivo imposto dos seus imóveis, incluindo o próprio estado??? milhôes que estão a fugir ....vergonha ...isto só vai ter um fim ...outro 25 de abril , mas vai ser muito mau..vamos afundar, só falta 3 anos..e muita fome e miséria vai chegar...

      Eliminar
    3. A abstenção afinal obtém um resultado contrário, ao que pretendem os abstencionistas


      Por isso, o que me chateia na vossa abstenção é a falta de colaboração num trabalho importante. Não é uma questão de direitos ou deveres cívicos em abstracto. O problema é concreto. Temos uma tarefa difícil, da qual depende o nosso futuro, e vocês ficam encostados sem fazer nada.
      Isto tem consequências graves para a democracia. Quando a maioria não quer saber das propostas dos partidos, está-se nas tintas para o desempenho dos candidatos e nem se importa se cumprem os programas ou não, o melhor que os partidos podem fazer para conquistar votos é dar espectáculo. Insultarem-se para aparecerem mais tempo na televisão ou porem o Marinho Pinto como cabeça de lista, por exemplo. Vocês dizem que se abstêm porque a política é uma palhaçada mas a política é uma palhaçada porque vocês não votam.
      A culpa é vossa porque não é preciso muita gente votar em palhaços para os palhaços ganharem. Basta que a maioria não vote. Também é por vossa culpa que os extremistas estão a ganhar terreno, e pela mesma razão. É fácil pôr os fanáticos a votar. Basta abanar o pano da cor certa e, se mais ninguém vota, eles ficam na maioria. Mas se vocês colaborassem e se dessem ao trabalho de avaliar as propostas dos partidos, se os responsabilizassem pelas promessas que fazem e votassem de acordo com o que acham ser a melhor solução, deixava de haver palhaços, interesseiros e imbecis na política.

      Quando opta por não votar pode estar a atingir o resultado contrário daquilo em que acredita.
      Esclareça-se e compreenda porque é importante votar em consciência contra os partidos corruptos.
      Faça uma escolha, opte por votar com quem mais se identifica, e quem menos o lesou, o poder é seu! Use-o para ajudar todos nós.


      ARTIGO COMPLETO: http://apodrecetuga.blogspot.com/2015/10/percebam-que-abstencao-afinal-obtem-um.html#ixzz4VBUjKlk4

      Eliminar
  8. Eles comem tudo, eles comem tudo, eles comem tudo e não deixam nada.

    ResponderEliminar
  9. Tenho 80 anos e nasci e cresci no tempo do Regime Ditatorial do Provinciano de Santa Comba Dao, que dava pelo nome de SALAZAR. Aprendi o que era DEMOCRACIA quando fui viver para Inglaterra e, mais tarde, desaprendi quando ocorreu o malfadado 25 de Abril, pior ainda, quando foi parida essa famigerada Constituicao com 312 Artigos e centenas de Alineas, em 1975. (Como todos sabemos, os Estados Unidos tem uma Constituicao ha mais de 200 anos, com apenas 7 Artigos e 17 Secoes, alem de 27 Adendas introduzidas ao longo doa anos e o REINO UNIDO nem sequer possui uma Constituicao ESCRITA, e tudo resolvido por TRADICAO e pelos Acordaos dos Tribunais !) Eu tinha votado pela PRIMEIRA vez na vida nas Eleicoes para a Assembleia Constituinte. Claro que apos a publicacao de uma Constituicao que pregava o caminho do Socialismo (eram tao burros esses Socialistas / Comunistas que nao eram capazes de prever que menos de 15 anos depois esses malfadados Sistemas iam dar o ESTOURO em toda a Europa !). Uma Constituicao que no Artigo 1 dizia que Portugal era em Estado Democratico, SEM CLASSES ! E que no Artigo 2 dizia que Portugal era um Estado Democratico cujo PODER estaria nas maos das CLASSES TRABALHADORAS (querendo significar a Classe Operaria !). Discriminando logo de caras as Classes das Profissoes Liberais, dos Estudantes, dos Militares e Agentes da Policia, dos Deficientes, etc, etc. Claro que NUNCA MAIS NA VIDA VOTEI, ate por que, em qualquer PAIS CIVILIZADO E DEMOCRATICO DO MUNDO LIVRE, SE VOTA EM CANDIDATOS, PESSOAS, E NAO EM PARTIDOS ! Ainda a tempo de comentar a Cronologia dos Sistemas de Governo. De ha muitos anos para ca e, especificamente HOJE EM DIA, o Sistema mais Civilizado, Adiantado e Democratico na Europa e a MONARQUIA. E senao vejamos ! REINO UNIDO, NORUEGA, SUECIA, DINAMARCA, HOLANDA, BELGICA, LUXEMBURGO, LIECHTENSTEIN, MONACO e ESPANHA. E no Resto do Mundo ! CANADA, AUSTRALIA, NOVA ZELANDIA, onde os Chefes de Estado ainda sao a Rainha de Inglaterra ! Tive oportunidade de conhecer a UNIAO SOVIETICA durante os ultimos 2 anos de estertor (1990/1991). (tinha ido montar um negocio pioneiro na HUNGRIA, 6 meses apos la ter terminado o Comunismo, e tive oportunidade de conhecer grande parte dos denominados Paises de Leste). O que eu aprendi sobre o que era Comunismo nao foi dos Livros, Jornais Pasquins, TV ou Radio Moscow ! Foi com os proprios olhos, nessas varias viagens e estadias na URSS. NUNCA vi Sistema mais CORRUPTO do que o COMUNISTA. E olhem que eu vivi em 5 Paises diferentes, incluindo Brasil ! Esse Dr. Mario Soares comeca logo por ser um vira casacas. Comecou por ser Comunista, mas quando descobriu que nao podia ser Chefe deles, por que havia um Stalinista chamado Alvaro Cunhal que mandava a moda do JOSEF, de Vermelho passou para ROSA, para poder ser ele a mandar ! EU, nunca fui vira casacas ! Da mesma maneira que sempre odiei o SALAZAR e mais as suas contas de merceeiro da Provincia (ele deprezava o ilustre Economista Lord Kaynes !), da mesma maneira sempre achei que para se ser SOCIALISTA ou COMUNISTA era preciso ter mxxxx na cabeca ! Uma Boa Tarde para todos e Ate Sempre !PS. Peco desculpa aos leitores por o meu teclado estar preparado para a Lingua Inglesa e nao contemplar Acentos, Tils e Cedilhas !

    ResponderEliminar
  10. Nunca gostei do Mario Soares muito menos do filho dele, mas neste momento acho que chegou mesmo á senilidade. O caracter de uma pessoa que humilha um guarda que está a cumprir um dever imposto por ele mesmo e a representar a lei que sustenta o seu próprio governo é daqueles pequenos gestos que diz muita coisa sobre a incoerência de uma pessoa, foi um guarda podia ter sido um cobrador de impostos. A ultima coisa que eu o ouvi dizer foi "nunca imaginei ser possivel ver alguém a comer do lixo em Portugal como vejo hoje em dia" eu sempre vi muita gente desde pequeno mas ou este homem nunca saiu de casa ou é uma pessoa sem o menor apego á verdade.

    ResponderEliminar
  11. Depois de ler êste apontamento àcerca da pessoa de Mário Soares,surgiu-me a vontade de reler o livro de Álvaro Cunhal «A verdade e a mentira na Revolução de Abril». E aconselho a quem estiver interessado que leia.

    ResponderEliminar
  12. Infelizmente, isto já nem vai divulgando os podres dessa canalhada dos políticos e grupos económicos. Eles têm tudo controlado e a maioria do povo não tem e nunca terá a percepção da vida virtual que levam em Portugal! O único meio a meu ver seria com mercenários e arrancar-lhes todos os males que fizeram a PT.
    É um tributo enorme para os portugueses e à nação o que a Zita presta, mas infelizmente os tentáculos mafiosos aí em PT são enormes e só com violência isso endireita!
    Os políticos já não tem vergonha e se desculpam ou defendem (por corrupção) com soluções mirabolantes de fazer brincar com a nossa inteligência... Mas é que funciona!!!
    A Zita sabe que isto é verdade!
    Se calhar, pq não publicar um livro com a compilação dos podres que divulga aqui? A verdade é que chegaria à maioria da população e o impacto em conjunto com o site seria maior! Muita gente e empresas iriam colaborar com fundos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo com tudo o que afirma. Infelizmente é a realidade.
      Agradeço também as suas palavras de apoio, mas quanto ao livro, creio que seria mais um esforço vão... os portugueses que mais deveriam saber o que se passa e que mais votam em corruptos, são os que menos gostam de ler e de procurar informação. Ou seja, existem milhões de portugueses que elegem criminosos e defendem corruptos, porque ignoram o que eles fazem, porque vivem na ignorancia e assim gostam de viver, apenas vendo novelas e bola, e existem milhares de portugueses que votam em criminosos mesmo sabendo de tudo mas sabendo também que ganham algo em troca da sua lealdade aos criminosos.

      Eliminar
  13. Esse MS numa ocasião negou agua a um dos muitos PSP, numa tarde de verão, que lhe guardam as moradias. Depois de ver que o mesmo foi pedir um copo de água á cozinha proibiu que lhe dessem água e se ele quisesse que a trouxesse de casa e ainda ao passar por ele mandou-lhe uma cuspidela que lhe acertou nas calças da farda.

    ResponderEliminar
  14. Só preciso de uma 22 longo, com silenciador, e mira telescópica, e algum dinheiro para continuar e sobreviver, depois resolverei este assunto em definitivo.
    Não se preocupem comigo, pois na cadeia terão de me dar de comer e beber o que aqui fora nem sempre tenho, á conta desse CANALHA que é Mário Soares, e mesmo que me matem, creiam....não se perde nada.

    ResponderEliminar
  15. Andreas Apeiron28 abril, 2015 06:04

    «Contos Proibidos - Memórias de um PS Desconhecido» de Rui Mateus,
    A história que rodeia a publicação e não reedição do livro\ expectoração politico-partidária de Rui Mateus, é sem dúvida curiosa. O próprio «desaparecimento» político e social (no que ao território nacional diz respeito) de Rui Mateus, também engorda o corpo de ideias conspiratórias que rodeiam toda esta questão - do «fax de Macau» ao «Contos Proibidos» e ao «desaparecimento» de R. Mateus, curta é a estrada com bastantes e sinuosas curvas.. A respeito da obra, posso afirmar que a li e continuarei a reler sempre que no seu conteúdo encontre relevância e pertinência para um melhor entendimento de um determinado assunto. Ainda assim, e sem nenhum assunto\tema especifico em mente - por mais escabroso que seja - posso afirmar tratar-se de uma pérola indispensável para um melhor entendimento da III Republica Portuguesa. Porém, e aqui peço desculpa pela conclusão algo simplória que me vejo forçado a dar, mas a suma importância da obra está..... em precisamente lê-la. Quanto mais não seja, para que o seu importante, lúcido, revelador e constrangedor conteúdo não caia em esquecimento, como de resto já esteve para acontecer. A obra não é mencionada nem em comícios partidários repletos de opositores das pessoas tratadas (directa e indirectamente) na obra. O próprio nome do autor caiu em oblívio, mesmo na frente de oposição politica mais - supostamente inconformada do país. Leiam, pois raramente se tem acesso a um instrumento documental político, redigido com ideias claras e distintas, ainda que motivadas por estranhas ocorrências.
    «vitam impendere vero»

    ResponderEliminar
  16. O senhor Soares devia ser beatificado,assim como toda a sua ilustre família,É um homem de bem e a quem muito devemos,e como nós o povo somos bons pagadores estamos lhe a pagar o Mercedes e o respectivo motorista.

    ResponderEliminar
  17. Sou refugiado de Angola!
    Sem comentários.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Soluçao para o estado de crime e corrupçao do estado , populado por funcioanrios publicos criminsoos!

      Nao pagar impostos nenhuns.
      Não votar em ninguem
      Retirar todo o dinheiro do banco


      A verdade sobre mario soares:

      Os eua e a cia ajudaram este senhor que se vendeu aos seus interesses aprticulares, ajudaram-no a agitar o apis e porque?

      Salazar irai cosntruir centrais nucleares e seria independente nergeticamente, eramos independentes economicamente,
      o crescimento economico era de 7.5 % ao ano, e 1.000 toenaldas de ouro nso cofres com uma moeda q seria cada vez mais fote,, BRUTAÇLÇÇLL:

      Sim nos teriamos capacidade apra fazer isto e muito mais.

      A base das lajes iria ser renegociada, ficava com ela quem pagasse amis, os russos estaam na corrida, os EUA entraram em pânico...

      Eliminar
  18. Uma boa súmula das aventuras Soaristas nesta terra de pacóvios, mas esqueceu, talvez pela pouca importância perante factos tão mais notáveis, da ajuda dada, creio em 75/76, ao Comendador Nabeiro, quando foi preso por contrabando de café!

    ResponderEliminar
  19. Se os ex.presidentes deixassem de ter os benefícios, que teem o orçamento de estado baixava e de que maneira.mas como são só ladrões isso nunca vai acontecer.

    ResponderEliminar