26 dezembro, 2012

Colapso da economia mundial explicado em 3 minutos, Impressionante!


Neste video de Kerry O´Brien, Jonhn Clarke e Bryan Dawne, colocam as questões de "1 milhão de dólares", expressão que significa, fazer as perguntas certas, que ninguém ousa fazer. 

Em 3 minutos apenas, fique a perceber que as dividas não são para se perceber.
Veja o ridículo do circulo vicioso das dividas europeias e mesmo mundiais.
Aqui um interessante gráfico da BBC, interactivo, sobre a divida, expondo com clareza quem deve a quem e quanto. Clique no país e ele indica quanto deve e a quem.
Se todos os países estão afundados em dividas, como é que se ajudam uns aos outros?
Se podem ajudar-se porque razão não começam por pagar o que devem uns aos outros em vez de pedirem emprestado uns aos outros?
Enfim... no final a sensação que fica é que tudo isto é muito estranho e certamente não se trata de ajudar países ou de pagar dividas... algo mais obscuro se esconde por trás desta recente atitude de forçar países a pagar dividas.


5 comentários :

  1. Gráfico muito interessante para tentar compreender a situação.

    ResponderEliminar

  2. http://www.youtube.com/watch?v=aiTSJekHbxQ

    Sempre a aprendermos...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Paulo Morais escandalizado. Em Portugal dão-se medalhas a criminosos, em vez de algemas.
      Ao minuto 30, do video, Paulo Morais mais uma vez goza com o ridículo da impunidade em Portugal, a forma como são tratados os corruptos, afronta a inteligência e a justiça.
      Relata que recentemente, assistiu na TV a uma cerimónia onde viu avançar um ex administrador da SLN (BPN), e ironiza "pensei que lhe iam dar umas algemas e fiquei admirado quando vi que era mesmo uma medalha."
      ARTIGO COMPLETO: http://apodrecetuga.blogspot.com/2012/12/paulo-morais-escandalizado-em-portugal.html#ixzz2GFsfb67t

      Eliminar
  3. É o principio da BOMBA DE NEUTRÕES, deturpem-se as pessoas mas manteen-se os edifícios intactos!!!

    ResponderEliminar
  4. Este vídeo é australiano, not american!

    ResponderEliminar