28 novembro, 2012

JÁ TENHO LICENCIATURA. Relvas a anedota da década



Anedota, Relvas quer políticos responsabilizados. 





MIGUEL RELVAS O DESCOBRIU QUE OS POLÍTICOS DEVEM SER RESPONSABILIZADOS E TÊM QUE PRESTAR CONTAS? Falar é fácil... prestar contas e assumir responsabilidade é que já não é com ele. http://goo.gl/PE1yrQ
Helena Roseta contou uma história que envolve a Ordem dos Arquitectos, o então secretário de Estado Miguel Relvas e uma empresa de Pedro Passos Coelho. http://goo.gl/oAQ0qt

Já tenho licenciatura
Agora sou um doutor, 

Tenho montes de cultura
Vou ser Ministro? E se fôr?...

licenciatura relvas lusofonaInscrevi-me ao fim do dia
Naquela Universidade
Dos diplomas de inverdade
P'ra testar o que sabia.
Já de manhã, mal se via,
De maneira prematura
Eu fiz muito má figura.
Mas mesmo sem saber nada
Formei-me na Tabuada,
Já tenho licenciatura!

miguel relvas Sócrates licenciatura roubar
Dei cem erros no ditado.
E agora o mais curioso :
Por estar muito nervoso
Á recta chamei quadrado!
Quando me foi perguntado
Se conhecia o Reitor,
Respondi que não senhor
Embora fosse meu tio!
Disse mentiras a fio,
Agora sou um doutor!

Com mesquinhez e com tudo
Puxei das equivalências,
Juntei outras mil valências
Deram-me mais um canudo.
Com diplomas, contudo,
Era fácil a leitura,
Deixei de ser um pendura,
Sou político afamado.
Sou falado em todo o lado,
Tenho montes de cultura

Já sou Mestre em Corrupção,
A todos sei enganar.
Habituei-me a roubar
Tirei curso de ladrão.
E agora, queiram ou não,
Mesmo sem nenhum valor,
Eu falo que é um primor
Na Assembléia sentado.
Para já sou deputado.
Vou ser Ministro? E se fôr ?

Máximo, Avis, 17 de Julho de 2012 

miguel relvas licenciatura burla
Mais uma vez a justiça, não cumpre procedimentos, permitindo anular processos:
"A investigação à licenciatura de Miguel Relvas pode estar ferida de nulidade. Tudo porque o ex-ministro não foi ouvido durante o inquérito da Inspecção-Geral de Educação e Ciência (IGEC).
Relvas pode, por isso, pedir a anulação do inquérito, invocando o artigo n.º 100 do Código de Procedimento Administrativo, que determina que «os interessados têm o direito de ser ouvidos no procedimento antes de ser tomada a decisão final, devendo ser informados, nomeadamente, sobre o sentido provável desta».
De resto, o reitor da Lusófona, Mário Moutinho, já se queixou ao ministro Nuno Crato por ter sido ouvido pela IGEC um número de docentes «de reduzida representatividade» e por o próprio Miguel Relvas nunca ter sido chamado a prestar esclarecimentos.
Numa carta enviada à IGEC e a Nuno Crato, a que o SOL teve acesso, o reitor sublinha a ideia de que não houve qualquer irregularidade na avaliação de Relvas – já que este foi avaliado à luz das regras do regulamento do curso de Ciência Política e Relações Internacionais e esse é um procedimento regular". FONTE

miguel relvas licenciatura curso direito

4 comentários :

  1. "HÁ TANTOS BURROS MANDANDO
    EM HOMENS DE INTELEGÊNCIA,
    QUE ÀS VEZES FICO PENSANDO
    QUE A BURRICE É UMA CIÊNCIA!"
    (António Aleixo)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigado por salpicar o meu blog com estes seus comentários, enriquecedores culturalmente, engraçados e apropriados :)
      O meu favorito é o poema de José Régio, cântico negro.
      Sempre que o leio fico com mais força... é uma força da natureza, aquela peça.

      Eliminar
  2. Zita, eu é que agradeço a sua força e coragem. O seu blog é um verdadeiro serviço público ao desmascarar esta "máfia de brandos costumes" que se apoderou da República Portuguesa com a CONIVÊNCIA E A COVENIÊNCIA de parte do Povo português.

    E se me permite, eu continuarei a salpicar o seu blog com as quadras deste poeta algarvio ainda tão esquecido, desconhecido e silenciado. Homens incómodos, como António Aleixo, convém ao poder (ditadura ou democracia) que sejam esquecidos pela poeira do tempo.

    UM ABRAÇO DO ALGARVE...

    ResponderEliminar