26 outubro, 2012

Gaspar já falhou, estrondosamente, em 2012 e vai falhar, desastrosamente, em 2013.

Artigo enviado ao blog, por um amigo.
CDS Lobo Xavier, gaspar erro governo "Na Quadratura do Círculo, o insuspeito CDS Lobo Xavier, classificou o PPCoelho de colonizado pelo Gaspar.
Claro que o veneno do PPortas nada tem a ver com isto…
Mas nós, concordamos em absoluto!
Como qualquer mau aluno, quer da escola quer da vida, sem experiência profissional relevante e mesmo, alegadamente, fraudulenta na Tecnoforma, o rapaz alto, espadaúdo e bem-parecido que os portugas - estúpidos - elegeram, e logo para primeiro-ministro (sem qualquer experiência governativa anterior), não é mais que um "buraco negro intelectual", sem pensamento próprio, sem rumo ou estratégia, enfim, uma colónia intelectual do Gaspar.
Terá ficado deslumbrado com um livrinho que o Gaspar escreveu e, com a submissão intelectual – típica, mas idiota - da maioria dos nacionais aos seus conterrâneos que ensinam em universidades estrangeiras, convidou o seu "guru" de pés- de-barro, para ministro das finanças.
Gaspar quer brilhar e impõe aos portugueses doutrinas socialmente fascizantes, ao serviço da ambição de ser reconhecido internacionalmente como o único, que levantou um país com a "boa" aplicação das pérfidas ideias Friedmanianas que, aliás, fracassaram retumbantemente, no Chile de Pinochet, conduzindo à morte de milhares de chilenos, quando aí aplicadas pelo próprio Friedman.
Gaspar já falhou, estrondosamente, em 2012.
Gaspar vai falhar, desastrosamente, em 2013.

Depois de deixar o país e todos nós arruinados, voltará para os EUA, com a dívida da sua "educação" saldada (esta é de um cinismo histórico…) culpando este país de ignorantes por não ter cumprido com a sua, imensa, ciência.
Daqui se avalia a dimensão da "educação nacional":
Transforma idiotas em doutores e pulhas em primeiros-ministros. (Nem falamos do "banha-da-cobra" do Relvas...)" Fonte

3 comentários :

  1. É fantástico, como este sistema que elege ditaduras quadrinuais, se pode chamar Democracia!

    De facto, uma vez no poder, qualquer índivíduo pode praticar exactamente o contrário do que, quer na Oposição quer em campanha eleitoral assegorou, e permanecer de "pedra e cal" em funções governativas.

    Tal como em qualquer ditadura, durante 4 anos, o Povo fica impedido de travar qualquer loucura, sevícia ou vigarice a que o queiram sujeitar obrigando-o ainda, a pagar a factura dos disparates cometidos pelos trafulhas que, por ser enganado, elegeu.

    Têm de, obrigatoriamente, existir um referendo nacional anual sobra a actuação, positiva ou negativa, do governo em funções.
    Duas avaliações negativas, obrigariam o Partido eleito a alterar toda a equipa governativa, incluindo o PM, no prazo de ums semana, e apresentar ao PR novo governo e novo PM.


    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo e subscrevo a sua análise, contudo a solução que propõe, apesar de ser das mais eficazes que se têm divulgado por estes meandros, peca por uma razão, neste momento os nossos governantes já estão preparados para aceitar serem substituídos antes de cumpridos os 4 anos. Isso em nada afecta os seus objectivos. (Enriquecer e ganhar poder sem mérito)
      O que realmente está errado e permite que continue este descaramento dos governos, que somam incompetências e crimes contra o interesse público, é a impunidade. Por isso propunha que o referendo fosse um pouco mais justo, e em vez de ser apenas positivo ou negativo deveria também poder ser classificado como criminoso, negligente, danoso, etc etc e receber as respectivas sentenças e punições.

      Eliminar
    2. Concordo plenamente.

      Eliminar