02 outubro, 2012

A GALP, A PROMISCUIDADE, OS BOYS E OS CONTRIBUINTES LESADOS.

Isto é uma corrupção interminável que só se pode estancar com acções de rua!
Que nunca nenhum polícia se atreva a agredir um cidadão que clama por pão e respeito pela dignidade dele e de todos os ausentes fisicamente, porque mentalmente já todos estamos unidos e já transborda para os militares que na rua dizem estar disponíveis para morrer em defesa do seu povo, do nosso povo, da nossa Pátria!
Que se cuidem, não apenas todos nós mas também os governantes! Na Espanha já começaram a agredir os manifestantes o que é um acto de perigo transcendente!Estão a ensaiar até que ponto podem bastonar para estenderem este procedimento para além de Madrid!Acreditem que não ficará assim!

Temos de estar prevenidos pois se a experiência resultar estenderão a bastonada por toda a Europa! Nós portugueses, não consentiremos! Teremos que reagir, nada de passividade! Segunda fase mas apenas com varapaus! 











  1. Mais exemplos de corrupção e boys... 
  2. A lista principal de boys. 




4 comentários :

  1. Ao longo da História nunca o poder cedeu, de boa-vontade, qualquer das suas parcelas.
    Momentos como a Revolução Francesa, 1789, ou o 1º de Maio de 1886 em Chicago, são expoentes de mudanças a favor dos trabalhadores.
    Foram momentos de sangue derramado, mas grandes vitórias do mundo do trabalho.

    Quem detem o poder desenvolveu, entretanto, fórmulas de o exercer sem se expor, sem correr riscos de que, um dia, lhe possam cortar o pescoço.

    Apareceram no início do século XX as sociedades anónimas, escondendo o nome dos donos, depois as acções "ao portador" e agora, a globalização.

    Ou seja: Actualmente os donos de qualquer empresa "nacional" podem estar, e estão, na China. Cá, colocam um testa-de-ferro, subornam o governo, e todos os portugueses pagam milhões ao capital internacional mais ou menos anónimo que aplica os seus lucros - gigantescos - bem longe daqui.

    Concluindo: A luta do trabalho tem de se globalizar também. A luta por melhorias tem de ser global e simultãnea.
    Sindicatos universais são urgentes !!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. """""Quem detem o poder desenvolveu, entretanto, fórmulas de o exercer sem se expor, sem correr riscos de que, um dia, lhe possam cortar o pescoço."""""


      Muito bem analisado, e é isso que as pessoas não entendem e eu tento explicar, quando vêm dizer que o Salazar ou o Eanes não eram assim, eram honestos e pobres. As pessoas tem que entender que esta má raça de rafeiros políticos não nasceu assim, apurou-se, desenvolveu-se, apoderou-se, conquistou, roubou, e apalpou terreno para perceber até onde pode ir sem levantar tumultos.

      Agora que descobriram que podem ir longe, podem abusar, que podem vergar a justiça, a lei, o povo, a constituição... nada os deterá.

      Eliminar
  2. O capital tem planeamento estratégico.
    Todos os dias apura, através dos seus sequazes, a melhor forma de roubar quem trabalha.
    A mais recente novidade foi corromper governos europeus.
    Os governos fantoches endividaram-se - endividaram o Povo - com as comparticipações nacionais das "ajudas" europeias e, de repente, disseram que esses países estavam na banca-rôta...
    Quem paga? Quem é? O parvo do trabalhador que vota nas promessas, nunca cumpridas, dos corrompidos governantes...~

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. """"O capital tem planeamento estratégico.
      Todos os dias apura, através dos seus sequazes, a melhor forma de roubar quem trabalha."""""

      Concordo plenamente, também o poder económico tem feito o mesmo... e o comentário que deixei ao anónimo de cima, aplica-se também aqui.

      Eliminar