24 setembro, 2012

E se as eleições forem somente encenações? E os partidos uma ilusão?

O bipartidarismo alimenta a corrupção, está na hora de votar em partidos sem vicios e contra os viciados que há 40 anos destroem o país





Neste vídeo Judge Napolitano questiona o sistema eleitoral nos EUA, a perseguição a quem denuncia...  e o suposto consentimento dos governados, com toda esta hipocrisia.
Nos Estados Unidos apenas existem 2 partidos, mas é uma realidade comparável à de Portugal, porque em boa verdade essa dualidade é equivalente ao nosso pseudo sistema multipartidário, já que ele não passa de uma farsa, onde um grupo restrito de partidos se unem alternando no poder e na oposição, mas que nunca se opõem verdadeiramente. E a prova disso é que há ao longo de 40 anos a corrupção, o saque e a impunidade se agravam, sem que nenhum governo lute contra isso ou condene os criminosos que o antecederam, ou até mesmo denuncie e exponha os seus crimes. O silêncio diz muito.
O que prova um acordo entre eles. Em Portugal temos, na realidade, 2 partidos, que tal como nos EUA existem para manter a farsa. Um partido composto pelo PS/PSD/CDS que servem as clientelas, e o outro é composto pelas esquerda do PCP/BE/CDU que fingem opor-se. Uma oposição mole, benevolente, demagógica, que fica exposta quando percebemos que há anos e anos recebem muitos milhões do orçamento do estado, generoso,  garantido pelos partidos PS/PSD/CDS com eleições ganhas garantidamente.
Incapazes de evoluir e conquistar o eleitorado este pseudo partido da oposição, apesar dos milhões de euros que recebem do estado, deixam bem claro que servem o sistema corrupto, quando assinam leis que lesam o país e favorecem a classe politica, ou quando realizam comissões de inquérito realizadas a escandalosos casos de corrupção, onde os suspeitos são poupados às perguntas mais incómodas, importantes e relevantes. São tratados como respeitosos senhores, e não como suspeitos. E muitas outras situações que a oposição silencia, e que são denunciadas por pessoas públicas, fora desses partidos.
Em Portugal a farsa bi partidária usada no EUA está subdividida em secções, mas a jogada é a mesma e resulta no mesmo, nada muda o conluio está à vista. A Oposição é uma falsa oposição, e os partidos são um só com o objectivo comum de manter a ditadura a impunidade e o saque que os alimenta e sacia.
O jornalista que expôs a situação num canal com visibilidade, no dia seguinte foi despedido... Porque se atreveu a perguntar; 
E se as eleições são um processo que valida um sistema que nunca muda nada significativamente?
E se esse sistema não quer e não tem a permissão dos governados?
E se o facto de haver mais que 1 partido não é democracia, mas apenas um mecanismo para limitar a "opinião pública".
E se afinal nem existe essa coisa chamada de "opinião pública"?  Porque toda a pessoa que pensa tem opiniões, únicas e suas.
E se afinal a tal "opinião pública" não passa de uma narrativa fabricada para facilitar a manipulação das pessoas, e leva-las a pensar que se as suas opiniões são diferentes, então existe algo de errado com essa pessoa ou com a opinião.
E se as diferenças entre os partidos forem apenas uma ilusão?
E se o conteúdo da politica do governo for a mesma, independentemente do partido que ganha?
E se o conteúdo da politica do governo for a mesma, independentemente do que as pessoas precisam ou querem?
E se as promessas das campanhas forem abandonadas imediatamente após  ganhar as eleições?
Refere depois o exemplo de Obama e do Bush.
E se um governo que nos manipulou pudesse ser despedido?
E se um governo que na verdade não tem o consentimento do povo, pudesse ser despedido?

De recordar que nos EUA apenas existem 2 partidos, e em Portugal, graças à abstenção e aos votos nulos e brancos, é como se também só existissem 2 partidos, porque os que votam, são basicamente os militantes e fãs históricos desses mesmos 2 partidos.
Não existe uma oposição forte dos eleitores contra os que corrompem o sistema e distorcem a democracia. Os eleitores optaram por aderir a ideias imaginárias de revolução.
Uns dizem que votam em branco porque os querem punir... mas eles não querem saber disso para nada, querem é o poleiro.
Outros votam nulo, porque dizem que é para eles aprenderem, mas eles apenas querem a vitória e os nulos até ajudam à vitória, afinal é menos um voto contra.
Outros dizem que não votam porque se recusam a votar em regimes corruptos... e eles os corruptos que corrompem o regime, deliciam-se, são 42% de eleitores que não votam contra os corruptos. 
E é assim que em Portugal continuamos a eleger os mais corruptos dos corruptos. 

Parece que existem cinco partidos ou "coligações" representadas na "Assembleia da República", com a obrigação da defesa dos interesses NACIONAIS conforme a CONSTITUIÇÃO, todos eles subsidiados pelo erário conforme "eles" determinaram. Como é possível que tudo isto se passe sem a denúncia pública de nenhum deputado?
Será que chegámos a esta gritante situação pela subversão de valores e falta de gente séria no maior "baluarte da democracia"?...
Será que os "nativos" ainda não repararam no logro a que estão sujeitos?...
O que falta para que "esta fantochada" seja desmascarada de vez?
Pouca gente séria se atreve a enfrentar o cenário sujo da politica actual. Falta coragem e falta suportar a ingratidão do povo.
Marinho Pinto quer mudar. Marinho Pinto continua a denunciar... Falta é um povo lúcido e capaz de votar, a favor dos que querem mudar e contra os que não deixam mudar.
Um povo capaz de perceber, que qualquer adversário sério que queira competir com os donos da democracia, será difamado e atacado com toda a espécie de mentiras, cabe ao povo analisar e procurar a verdade.

POBRE POVO, TRISTE NAÇÃO
A fantochada do "neofascismo" com o pomposo nome de "estado de direito democrático" só porque se vota de tempos a tempos nos "gangs" de sempre, é a continuação do mesmo de sempre sem um povo que lhes faça frente, e use o voto contra eles.
Verificando a actual situação e o seu percurso, pergunto o que sobra da "democracia" e dos cravos?... Um presidente ex-colaborador da "PIDE" e um vasto grupo de "cravas corruptos" que se reúnem num valhacouto a que deram o nome de "Assembleia da República", em que a promiscuidade com o "poder económico" é gritante, a inexistência de "justiça" é do mais descarado, os conluios, os compadrios e tudo quanto não presta, enfim uma oligarquia autocrática. Um poder que só pode ser comparado com os piores grupos de "mafiosos".
 Penso que terei de adoptar uma grande reserva nas minhas opiniões e resumir-me a ser apenas mais um "nativo" aguardando a nossa oportunidade.
Só por falta de sensibilidade e conhecimento da história é que se chega aos extremos a que perigosamente nos aproximamos.
Caro cidadão, já questionou a sua democracia? E o seu dever cívico? Não estará na hora de começar a questionar? Não está na hora de fazer frente aos donos da democracia? De os derrubar com votos úteis, contra? Não basta de nos refugiarmos em votos nulos e brancos ou abstenções que em nada os abalam? Somos pessoas com direitos e com poder, usem-no, tenham coragem de votar contra eles, não se escondam mais atrás de atitudes eleitorais sem qualquer poder ou valor.
Votem nos partidos novos, sem vícios e sem cadastro que não pertencem a este circulo viciado.

23 comentários :

  1. Best video ever.. Concordo a 100% e clarop que so podia ter sido despedido, entornou o caldo..

    ResponderEliminar
  2. "E é inútil tentarmos abrir os olhos do povo
    Pois se um abre os olhos mil olhos fecham de novo"
    Gabriel Pensador

    E vamos fazer o que entao, deixar toda a gente dormir? Nao, vamos fazer barulho, vamos acordar estes cordeiros. Time is now.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Outros dizem que não votam porque se recusam a votar em regimes corruptos... e eles os corruptos que corrompem o regime, deliciam-se, são 42% de eleitores que não votam contra os corruptos.
      E é assim que em Portugal continuamos a eleger os mais corruptos dos corruptos.

      Eliminar
    2. BASTAVA O POVO SABER COMO SE VOTA CONTRA OS PARTIDOS CORRUPTOS E PORTUGAL SERIA LIMPO DA CORRUPÇÃO. VOTEM EM PARTIDOS SEM ASSENTO PARLAMENTAR SÓ ISSO TEM VALOR E PUNE OS PARTIDOS CORRUPTOS. Nos paises menos corruptos do mundo a democracia funciona porque as pessoas sabem votar e usam o voto, 90% votam... aqui só temos eleitores ignorantes por isso quem não funciona são os eleitores e não a democracia.
      A abstenção afinal obtém um resultado contrário, ao que pretendem os abstencionistas
      Por isso, o que me chateia na vossa abstenção é a falta de colaboração num trabalho importante. Não é uma questão de direitos ou deveres cívicos em abstracto. O problema é concreto. Temos uma tarefa difícil, da qual depende o nosso futuro, e vocês ficam encostados sem fazer nada.
      Isto tem consequências graves para a democracia. Quando a maioria não quer saber das propostas dos partidos, está-se nas tintas para o desempenho dos candidatos e nem se importa se cumprem os programas ou não, o melhor que os partidos podem fazer para conquistar votos é dar espectáculo. Insultarem-se para aparecerem mais tempo na televisão mentirem para agradar. Vocês dizem que se abstêm porque a política é uma palhaçada mas a política é uma palhaçada porque vocês não votam. Vocês não exercem o vosso dever de votar contra quem faz mal ao país. O vosso de dever e direito de punir os que lesam o país nas urnas.
      A culpa é vossa porque não é preciso muita gente votar em palhaços para os palhaços ganharem. Basta que a maioria não vote.. Basta abanar o pano da cor certa e, se mais ninguém vota, eles ficam na maioria. Mas se vocês colaborassem e se dessem ao trabalho de avaliar as propostas, julgar e punir os partidos que há 40 anos destroem o teu país, se os responsabilizassem pelas promessas que fazem e votassem contra os que mentiram, deixava de haver palhaços, interesseiros e imbecis na política.
      MAIS ARTIGOS SOBRE CIDADANIA E EDUCAÇÃO CIVICA, NESTE LINK, APRENDA A VIVER EM DEMOCRACIA SE QUER QUE ELA FUNCIONE::.. INFORME-SE VEJA ESTE LINK http://apodrecetuga.blogspot.pt/2015/10/percebam-que-abstencao-afinal-obtem-um.html#.WM_ogfmLTIU

      Eliminar
  3. As eleições realizam-se com a periodicidade devida, os eleitores pensam que escolhem os titulares políticos e decidem da "res publica". Mas, será que é mesmo assim?

    Lembrem-se...

    Bilderberg, Lojas do Olho que Tudo Vê (e do que lá se decide), das famosas "actualizações" dos cadernos eleitorais?

    Pois, é só a ponta do iceberg ...

    Cumps.
    Falso Vate

    ResponderEliminar
  4. Democracia?? ah ah

    resumidamente?

    "Dê-me o controle do dinheiro de uma nação e não me importo com quem faz as leis" Mayer Amschel Rothschild, Rothschild

    "Eu não ligo para marioneta que é colocada no trono da Inglaterra para governar o Império, ... O homem que controla a fonte de dinheiro da Grã-Bretanha controla o Império Britânico. E eu controlo a oferta de moeda."Baron Nathan Mayer Rothschild, Rothschild"

    Afirmações com 100 anos!!

    A historia repete-se...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sempre...
      "Money makes the world go around"

      Eliminar
    2. "Money makes the world go down"
      Misty

      Eliminar
  5. A Dignidade não se negoceia …

    AULA DE DIREITO
    Uma manhã, quando o nosso novo professor de “Introdução ao Direito” entrou na sala, a primeira coisa que fez foi perguntar o nome a um aluno que estava sentado na primeira fila:
    - Como se chama?
    - Chamo-me João, senhor.
    - Saia da minha aula e não quero que volte nunca mais! – gritou o professor de uma forma desagradável.
    João ficou desconcertado. Quando voltou a si, levantou-se rapidamente, recolheu as suas coisas e saiu da sala. Todos estávamos assustados e indignados porém ninguém disse nada.
    - Agora sim! – e perguntou o professor – para que servem as leis?…
    Continuávamos assustados porém, pouco a pouco, começamos a responder à sua pergunta:
    - Para que haja ordem na nossa sociedade.
    - Não! – respondia o professor.
    - Para cumpri-las.
    - Não!
    - Para que as pessoas erradas paguem por seus actos.
    - Não!
    - Será que ninguém sabe responder a esta pergunta?!
    - Para que haja justiça – falou timidamente uma aluna.
    - Até que enfim! É isso… para que haja justiça. E agora, para que serve a justiça?
    Todos continuávamos incomodados com a atitude grosseira do professor. Porém, continuávamos a responder:
    - Para salvaguardar os direitos humanos…
    - Bem, que mais? – perguntava o professor.
    - Para diferençar o certo do errado… Para premiar a quem faz o bem…
    - Ok, não está mal porém… respondam a esta pergunta: agi correctamente ao expulsar João da sala de aula?…
    Todos ficamos calados, ninguém respondia.
    - Quero uma resposta decidida e unânime!
    - Não!! – respondemos todos a uma só voz.
    - Poderia dizer-se que cometi uma injustiça?
    - Sim!!!
    - E porque ninguém reagiu? Para que queremos leis e regras se não dispomos da vontade necessária para praticá-las?
    - Cada um de vocês tem a obrigação de reclamar quando presenciar uma injustiça. Todos. Não voltem a ficar calados, nunca mais!
    - Vá buscar o João – disse, olhando-me fixamente.
    Naquele dia recebi a lição mais prática no meu curso de Direito.
    Quando não defendemos os nossos direitos perdemos a dignidade e a dignidade não se negoceia.

    PS: - Retirado de “O Futuro é Hoje” e publicado no Jornal de Leiria de 20set12, por R Charters d’Azevedo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "Se és capaz de tremer de indignação cada vez que se comete uma injustiça no mundo, então somos companheiros." Che Guevara
      (e não... não sou comuna, sou justa...e não os comunas não são todos justos)

      Eliminar
    2. Antes de mais: O João é um bocado coninhas...:)

      "Quando não defendemos os nossos direitos perdemos a dignidade e a dignidade não se negoceia"

      Muito bonito, mas imaginemos que os alunos eram cheios de dignidade e refilavam com o professor por mandar o coitado do João para a rua, e que os alunos são Portugueses!

      O que o professor poderia fazer para acalmar os ânimos e despachar o João, era prometer que os alunos que se calassem receberiam 20 valores na cadeira. Aposto que o João ia para a rua...

      E nem precisava de realmente dar os 20 valores, só precisava prometer que eles acreditavam.

      Eliminar
    3. Estou de acordo com o Bug. O João é um bocado......os restantes 9 milhões e tal são um bocadão.

      Bug, o comentário só pode ser produto de um Glitch,
      Misty

      Eliminar
  6. Basta dizer que os candidatos ao Governo são sempre impostos e nunca escolhidos pelas pessoas....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Exactamente!...

      Basta ver o caso do candidato Manuel Coelho nas últimas Presidenciais.

      Com um orçamento limitado, sem o apoio dos media, sem o mecenato dos grandes grupos de interesses...não podia ir longe.

      Além disso, não usava avental... e em Portugal, pelo menos, é um adereço essencial a qualquer político que aspire a chegar a algum lado. Pode andar sem blazer, em mangas de camisa, mas se não usa avental...kaput!

      Serviu apenas para "animar" a campanha e legitimar o regime e os candidatos do regime, os "sérios".

      Cumps.
      Falso Vate

      Eliminar
  7. Aconselho a verem o Mauseland ...

    ResponderEliminar
  8. Os que lutam nem sempre ganham! Mas os que não lutam perdem sempre!

    E não se juntem e não gritem apenas. Façam algo que seja eficaz. E deixam-te gritar, criticar e denunciar, mas não te ouvem e não te ligam e não resolvem os teus problemas e dificuldades e desprezam-te e perseguem-te e prejudicam-te e enquanto continuares a votar sempre nos mesmos partidos e nos mesmos políticos. E acordem e votem em novos partidos e em novos políticos, se querem que algo melhor e exijam eleições de 2 em 2 anos, para avaliarem e mudarem de pessoas, caso estas não tenham sido honestas e não tenham cumprido com os compromissos assumidos com a sociedade e com os eleitores.


    " E o poder em si mesmo é neutro. Nas mãos de uma pessoa boa será uma bênção. Nas mãos de uma pessoa inconsciente será uma maldição." (OSHO)

    E mudem de atitudes e de voto e deixem de votar sempre nos mesmos partidos e nos mesmos políticos e votem em novos partidos e em novos políticos.

    E não votem sempre nos mesmos partidos e nos mesmos políticos, que nos mentem, nos enganam, nos roubam e nos traem e exijam eleições de 2 em 2 anos.

    E quando todos pensam o mesmo, ninguém pensa muito!

    E tudo é uma escola e tudo são ensinamentos!

    E por uma pequena parcela podemos julgar a peça inteira!

    E leia mais nas minhas publicações nos meus blogues e nas minhas notas no Facebook e noutras redes sociais a seguir referidas.

    Ler "Utopia e Realtà" e "Le Origini del Bene e del Male"

    Ver e ler nos sites:
    http://utopiaerealidade-utopiaandreality.blogspot.com/
    http://utopiaerealteleoriginidelbeneedelmale.blogspot.com/
    http://www.edizioniatena.it/economia.asp

    Ver e ler no Facebook:
    http://www.facebook.com/profile.php?id=100000982306887&v=wall

    Ver e ler no Netlog:
    http://pt.netlog.com/mrabril

    Ver e ler no Twitter:
    http://twitter.com/ManuelRibeiro3

    Reenvia por favor esta mensagem para todos os teus contactos...

    ResponderEliminar
  9. Atendendo ao título deste tópico: "E se as eleições forem somente encenações?", proponho levar a inquirição mais longe!

    E se a realidade não for real? Como no filme "The Truman Show", isto seria uma espécie de "Big Brother" cósmico.
    Apenas uma ilusão dos sentidos como propunha Platão?
    E se tudo isto é apenas um vasto e sofisticado holograma, no qual nós existimos apenas como entes não físicos dotados de inteligência artificial, mas julgamos ser corpóreos e que o material existe?
    Já afirmava Teilhard de Chardin que nós somos seres espirituais submetidos a uma experiência humana.
    Se tudo isto não passar de uma vasta experiência sociológica e de manipulação de massas a uma escala sobre-humana.

    Sem mais
    Total Void

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim podíamos ir por aí, mas agora estamos empenhados em resolver algo mais concreto e momentâneo.- o caos de Portugal.
      Conheço vagamente a teoria que expõe, mas a ideia é focar as pessoas ... a filosofia desfoca muito :)

      Eliminar
    2. Por mim pode ser isso tudo!! Desde que tirem os politicos do "vasto e sofisticado holograma", para mim está bom.

      Senão com o realizador certo, dava um bom filme para quem gosta do genero...:)

      Eliminar
  10. Se a polícia vai às manifestações de capacete de mota, cara tapada e bastão porque os manifestantes também não podem ir?

    Vejam o que se está a passar, hoje, frente ao parlamento espanhol!

    Quem usa força desproporcionada?

    ResponderEliminar
  11. a solução po caos do pais ta aki
    https://www.youtube.com/watch?v=CGJ2NJOWTzw
    mas o tuga e mto xoninhas e burro

    ResponderEliminar
  12. BASTAVA O POVO SABER COMO SE VOTA CONTRA OS PARTIDOS CORRUPTOS E PORTUGAL SERIA LIMPO DA CORRUPÇÃO. VOTEM EM PARTIDOS SEM ASSENTO PARLAMENTAR SÓ ISSO TEM VALOR E PUNE OS PARTIDOS CORRUPTOS. Nos paises menos corruptos do mundo a democracia funciona porque as pessoas sabem votar e usam o voto, 90% votam... aqui só temos eleitores ignorantes por isso quem não funciona são os eleitores e não a democracia.
    A abstenção afinal obtém um resultado contrário, ao que pretendem os abstencionistas
    Por isso, o que me chateia na vossa abstenção é a falta de colaboração num trabalho importante. Não é uma questão de direitos ou deveres cívicos em abstracto. O problema é concreto. Temos uma tarefa difícil, da qual depende o nosso futuro, e vocês ficam encostados sem fazer nada.
    Isto tem consequências graves para a democracia. Quando a maioria não quer saber das propostas dos partidos, está-se nas tintas para o desempenho dos candidatos e nem se importa se cumprem os programas ou não, o melhor que os partidos podem fazer para conquistar votos é dar espectáculo. Insultarem-se para aparecerem mais tempo na televisão mentirem para agradar. Vocês dizem que se abstêm porque a política é uma palhaçada mas a política é uma palhaçada porque vocês não votam. Vocês não exercem o vosso dever de votar contra quem faz mal ao país. O vosso de dever e direito de punir os que lesam o país nas urnas.
    A culpa é vossa porque não é preciso muita gente votar em palhaços para os palhaços ganharem. Basta que a maioria não vote.. Basta abanar o pano da cor certa e, se mais ninguém vota, eles ficam na maioria. Mas se vocês colaborassem e se dessem ao trabalho de avaliar as propostas, julgar e punir os partidos que há 40 anos destroem o teu país, se os responsabilizassem pelas promessas que fazem e votassem contra os que mentiram, deixava de haver palhaços, interesseiros e imbecis na política.
    MAIS ARTIGOS SOBRE CIDADANIA E EDUCAÇÃO CIVICA, NESTE LINK, APRENDA A VIVER EM DEMOCRACIA SE QUER QUE ELA FUNCIONE::.. INFORME-SE VEJA ESTE LINK http://apodrecetuga.blogspot.pt/2015/10/percebam-que-abstencao-afinal-obtem-um.html#.WM_ogfmLTIU

    ResponderEliminar