10 julho, 2012

A nossa classe politica torna-se cada vez mais óbvia. São estes senhores que escolhemos para gerir os milhões dos nossos impostos?

O NOSSO ORGULHO 

Os exemplos da falta de ética e moral que move os nossos políticos continuam a chegar de todos os lados.
Do mais alto ao baixo nível eles estão todos unidos com o mesmo objectivo, que não é servir Portugal, mas servir-se de Portugal. Este é mais um exemplo da dignidade das pessoas que compõem a nossa excelentíssima classe politica...
Se quiser conhecer  mais exemplos, basta consultar a coluna do blog ao lado direito, e conhecerá mais a fundo o estereotipo do politico português. 
Uma classe a que qualquer cidadão honesto ou competente, já deve ter vergonha de pertencer.
Depois de ganharem o gostinho pelo dinheiro fácil, é difícil largar o vicio.
28cheques x 600 euros = 16.800 euros, no mínimo!

"Secretária do Governo apanhada em desfalque 
Durante 2 anos Ana Moura, vogal da comissão política do PSD de Setúbal, fingiu que pagava as rendas da antiga sede social-democrata, em Almada. Os 600 euros mensais foram sempre saindo da conta do partido, mas nunca chegaram às mãos da senhoria. Os cheques eram passados pela dirigente que depois os depositava na sua conta pessoal.
Há também suspeitas de que as facturas da electricidade e da água nessa sede do partido tenham tido o mesmo destino.
Ana Moura, de 49 anos, que até às eleições legislativas de 2011 foi vice-presidente do PSD Almada, estava a trabalhar no gabinete da secretária de Estado do Tesouro. 

Já aceite foi a demissão dos cargos que ocupava no PSD. Era actualmente vogal da comissão política do PSD/Setúbal.
Dívidas acumuladas
Ana Dias de Moura tinha uma empresa de importação e exportação que foi à falência. E o seu nome consta da lista de devedores singulares às Finanças, com pagamentos em atraso entre os 25 mil e os 50 mil euros.
No total, Ana Moura terá depositado 28 cheques nas sua conta bancária. Houve meses em que fazia mais do que um depósito de rendas, como em Fevereiro do ano passado, quando lhe caíram na conta 600 euros no início do mês e outro tanto no final.
Moura."sol.sapo.


Moral da história: No PSD quem rouba muda de cargo!!!??? perde o acesso aos cofres do PSD mas mantém-se a lidar com dinheiro dos contribuintes??? Actualizado 18/07/12
"Ana Moura – a ex-vogal da comissão política do PSD Setúbal que está a ser investigada por desvio de fundos do partido e falsificação de documentos – mantém-se a trabalhar no Ministério das Finanças, apesar de ter sido exonerada do cargo de secretária pessoal da secretária de Estado do Tesouro." fonte

17 comentários :

  1. Não resisto à - bela - imagem do Portas fardado de marinheiro.
    Tem TUUUUDO a ver com ele.

    Pela experiência acumulada em negócios marítimos, a Lusófona devia atribuir-lhe um rápido doutoramento em "Delícias do Mar".

    ResponderEliminar
  2. Não critiquem, porque esta é a melhor seleção, se fosse esta equipa ao europeu, eram campeões de certeza, compravam a UEFA e os árbitros, e assim seriam campeões de verdade e não campeões de meia final, e teriam lugar garantido no governo para sempre.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem mais... são os nossos topo de gama

      Eliminar
  3. e pah, que esses são ladrões todos já sabemos, mas vou deixar aqui uma opinião e não me leves a mal zita mas como seguidor fiel deste blog acho que se devia começar a falar em nomes que raramente veem á baila. á muito deputado a fazer mer... todos os dias porque os nomes deles raramente são falados.
    nesta foto aparece por exemplo o valentim loureiro. todos sabemos o que ele é óbvio mas aparecer dá a sensação de que já só se fala por falar. não te deixes cair nisso. postura sempre actualizada e atenta.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. tuxian, obrigado pela sugestão, mas se pesquisares Valentim Loureiro no blog terás uma surpresa...
      No entanto caro tuxian eu pretendo manter-me por cá. não tenho partidos para me apoiar em processos judiciais, nem órgãos de comunicação, nem dinheiro para recorrer até prescrever. E não tenho espírito de kamikaze. Por isso não posso atrever-me a acusar seja quem for, sem que seja citando outras fontes.
      Pois não tenho qualquer tipo de apoios ... nem dos cidadãos, pelo que tenho visto, mais depressa apoiam os políticos dos que os mártires... Basta ver o caso da Roseta. http://apodrecetuga.blogspot.com/2012/06/miguel-relvas-e-paulo-portas-compinchas.html
      Por isso não vejo nada de produtivo atirar-me para o meio da matilha. Se nem os poderosos comentadores e ex políticos se atrevem a referir certos nomes, como deve perceber não sou eu que o poderei fazer. Mas há muitos nomes por aqui desmascarados, basta procurar.
      Mas se tem conhecimento de deputados que cometem crimes e se tem informação que o fundamente, envie que eu publico. É o que tento fazer.

      Eliminar
  4. O certo é que são sempre os mesmos que governam este palheiro à mais de 30 anos! Quem será que vota neles? Pois se toda a gente os critica! Será o cão da minha vizinha? Ou serão os que os criticam e depois nas eleições, vestem o melhor fato de domingo para se armarem em capitalistas e lá vão votar no sr. dr. de sempre! É ver o linguado e abraços das peixeiras, feirantes e até o zé trolha lá da zona a deitar-se no chão para o s`tor passar por cima! Quem será? Quem será?

    ResponderEliminar
  5. Zita, cuidado que em Portugal há muitos incendiários que chegam o fogo e depois chamam os bombeiros e acusam o vizinho.

    ResponderEliminar
  6. eu entendo-te perfeitamente. deveria-se contar as histórias assim
    Era uma vez no parlamento:
    Adolfix mesquitox e a sua forma de trabalhar!
    de manhã está na sua empresa no seu escritório de advogados a tratar de negócios. negócios público privados esses que depois á tarde vai fiscalizar para o parlamento com deputado, porque é essa uma das suas
    funções no parlamento.
    O computador que tem á sua frente para quem não sabe é um computador pessoal que serve essencialmente para tratar dos seus processos nos seus escritórios,

    este senhor divide a vida privada com a publica!

    Alguem imagina que este deputado consiga separar a vida profissional privada da vida profissional pública ou seja, consegue dever lealdade ao eleitorado que o elegeu para servir o país e ao mesmo tempo ser fiel á empresa que lhe paga? tendo aqui vários conflitos de interesses.

    querem que eu vos diga o que é um conflito de interesses de quem trabalha dos dois lados. então eu conto uma história.

    imagine que tem uma quinta de

    vinhas e produz vinho e que o seu melhor cliente comprador é a cadeia

    de supermercados continente vá lá. imagine que essa quinta toda a vida

    foi sua e continuará a ser a sua fonte de sustento no futuro. agora

    imagine que apesar de ter a quinta estudou, tirou um curso e de

    repente é contratado pelo continente para a area de compra de vinhos.

    e de repente tem na mão o poder de decidir sobre a quem se deve comprar vinho quais as marcas a ter. redigir os contratos e o preço que deve pagar é agora congigo. o que é que faz no seu caso tendo em conta que já é fornecedor para um negócio que voce próprio passou a fiscalizar? e sabendo que esse trabalho no continente é um contrato que acabará por expirar mas a produção de vinho se vai manter? será que iria haver conflito de interesses? iria
    conseguir manter a postura. quam vai ficar a perder, alguem quer apostar?

    Agora vou traduzir isto para a linguagem na banca!

    imagine que isto acontece no banco de portugal. que vamos ao conselho consultivo do banco de portugal, que deveria servir para
    fiscalizar as normas e regras dos privados e damos conta de que nesse conselho estão assentes pessoas da banca privada. ou seja, elas
    fiscalizam-se a elas próprias!!! noutros paises a banca central supervisiona os bancos, em portugal a banca privada tem representantes
    no banco central (bdp) para supervisionar eles próprios. será que há conflito de interesses? iria conseguir manter a postura. quem vai
    ficar a perder, alguem quer apostar?

    o senhor almerindo marques por exemplo está ligado ao Grupo bes e simultaneamente no conselho consultivo do banco de portugal.
    o Banco de portugal deveria regular os bancos e servir da melhor forma. será que para o senhor almerindo marques é possivel servir o
    banco de portugal e o bes. será que iria haver conflito de interesses?
    iria conseguir manter a postura. quem vai ficar a perder, alguem quer apostar?

    ou seja. este senhor consegue ao mesmo tempo, estar no bes, estar no banco de portugal, e ainda, ter na comissão parlamentar que acompanha o programa de assistencia financeira a portugal um outro senhor, o senhor miguel frasquilho, deputado com ligações ao Bes!

    Bem, a figura máxima que representava os bancos privados António de sousa, tinha assento no conselho consultivo do banco de portugal...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como vê estão aqui, na citação abaixo, os nomes todos que refere na sua história, era isto que eu lhe dizia, procure no blog que talvez encontre... ;)

      "O caso de Miguel Frasquilho que é deputado e acompanha a assistência financeira que está a ser dada a Portugal e ao mesmo tempo pertence a um grupo financeiro. O grupo Espírito santo.
      Ou o caso do deputado Adolfo Mesquita Nunes, de manhã estão nos seus escritórios de advogados a fazer negócios e à tarde vão para o parlamento fiscalizar os seus próprios negócios. Este caso por exemplo está a tratar das privatizações e é ele que também as fiscaliza. Isto jamais pode ser sério.
      Sempre que um português olha para o parlamento está na verdade a ver um escritório de advogados. E estão nos seus computadores a tratar dos seus negócios. Não é nada normal que um empresário seja deputado e esteja a fiscalizar a sua própria actividade.
      Paulo Morais já falou com o presidente da comissão de ética, com a presidente do parlamento mas todos se preocupam e ninguém faz nada.
      O presidente da República é que devia intervir, pois é ele o responsável pelo regular funcionamento das instituições.... mas nada faz. É o único que tem esse direito, esse poder e esse dever.
      O banco de Portugal é outra central de corrupção. Pois no seu conselho executivo tem pessoas da banca privada!!
      Nos outros países normais e decentes são os bancos centrais que supervisionam a banca privada, em Portugal é o oposto. Pois a banca privada está dentro do próprio BdP a decidir sobre os interesses dos bancos privados. Como é o caso de Almerindo Marques, ligado ao BES e faz parte do conselho consultivo do BdP.
      Ou ainda o caso de António de Sousa era a figura máxima na representação da banca privada e tinha também poder no BdP."

      Acesse ao Artigo completo: http://apodrecetuga.blogspot.com/2012/07/corrupcao-descarada-do-presidente-da.html#ixzz20EgBGcME

      Eliminar
  7. Bem, mas eu entrei aqui para falar numa outra questão! é saber quem luta contra a maré. e por isso pretendo divulgar tambem este site http://www.transparencia.pt/ para que quem luta contra este sistema se una para que vamos tentado criar uma corrente mais forte para mesmo como david que somos um dia possamos fazer mossa a esse golias dos tempos modernos!

    ResponderEliminar
  8. Pessoal: É essa uma das palavras. União. A outra é Acção.

    Mas primeiro União nos objectivos, é básico. Definamos objectivos!

    Não é por acaso que os elementos dos partidos são tão unidos e activos...

    ResponderEliminar
  9. Com a luta que se tem visto em Portugal, está visto que vamos morrer como guerreiros!...

    ResponderEliminar
  10. Estas "bôcas" corrosivas minam as melhores intenções...
    Precisamos de incentivo, táctica, estratégia.
    De ser diferentes, capazes, resistentes...

    Para corroer e "anedotar" há milhões na net.
    Para trabalhar em causas justas, quase ninguém...

    Por vezes, penso que "a situação" que nos domina e explora é o maior promotor de desmotivadores...

    ResponderEliminar
  11. silva e soares ladeados por portas, lopes e jardim... so estes são uma equipa de luxo que deixa qualquer organização mafiosa a um canto.

    É uma vergonha a forma como este nosso Portugal tem sido (des)governado e maior vergonha a forma como o POVO deixa.

    ResponderEliminar