30 julho, 2012

Investigação sobre a vida "artística" de Relvas.

relvas licenciado fora da lei
Curso ainda não existia
quando ele o tirou

Clique na imagem para ler

Para que se perceba bem e de uma vez por todas, porque razão Portugal está arruinado.
Para que se perceba quais as características mais importantes que valorizam estes senhores, que após passarem pela vida politica, são procurados, não pela justiça, como seria de esperar mas por empresas diversas, dispostas a pagarem pelos serviços deles, fortunas.
E ninguém estranha que aqueles políticos que arruinaram Portugal, quando estiveram  no governo, dando provas constantes de incompetência, gestão danosa ou criminosa, traindo o estado que representaram, sejam depois tão procurados para gerir as grandes empresas???As mais ricas? As mais bem sucedidas?  Será que elas gostam de incompetentes? Ou será que os políticos, mesmo no governo, estiveram sempre a trabalhar para as empresas privadas? Favorecendo-as, em prejuízo do estado?


Miguel Relvas - UM VERDADEIRO ARTISTA 
(no final desta janela, tem uma ferramenta para ampliar o documento)

Relvas o chantagista... 
Curiosidades sobre Relvas o empresário.





5 comentários :

  1. Sim! Mas como mudar este Mundo que vive completamente errado? O simples apelo ao voto nos partidos fora do que chamam, pomposamente, "o arco do poder" - mesmo na situação extrema a que chegámos - parece não convencer o número suficiente de eleitores. Em segundo lugar, que garantias dão esses outros partidos que ficam como alternativa e que crédito merecem os seus quadros na eventualidade de acederem ao Poder? Seriam diferentes destes? E que políticas? Que meios, que recursos para não continuarmos vítimas deste esquema que está montado? Isso eu não vejo como e bem gostaria de descobrir. Sou capaz de elencar algumas medidas que muita vontade teria de ver tomadas mas quem as aplicaria? E as consequências, se fosse possível pôr em prática um programa no sentido que eu desejaria? A verdade é que nem me apercebo que haja um debate a esse respeito. As ideias que eu defenderia pois bem, não creio que seja possível pô-las em prática. Mas há outras? Bom... Este blog tem, pelo menos, a virtude de tentar despertar as atenções para um primeiro passo: conseguir que os Partidos se vejam forçados a apresentar ao eleitorado candidatos, pessoas sérias e competentes. Como diria o outro, é uma "tarefa ciclópica". Não lhe doam as mãos, estou consigo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigado pela sua parceria e apoio na luta contra os carrascos que se apelidam de politicos.
      O apelo ao voto em partidos periféricos é apenas uma estratégia para tentar contornar e enfraquecer o poder quase absoluto dos partidos dominantes. Eles têm sempre a maioria dos deputados que votam nas leis e nas medidas que eles querem tomar e impor. E nenhum partido tem poder para os travar, para os questionar ou impedir.
      Neste momento em que todos devemos reconhecer e perceber que o povo é como um saco de pancada indefeso, de mãos e pés atados, não se pode procurar resolver todos os problemas de uma vez mas tentar, pelo menos, atenuar a força dos que nos subjugam e a inércia dos subjugados.
      Não é muito importante saber se os partidos mais fracos iriam cumprir o que se pretenderia, pois eles não irão ter poder para executar os seus projectos, apenas para vetar os dos ditadores que insistem em usar o dinheiro do estado para enriquecimentos privados e ilícitos.

      Também não é mt importante saber se seriam diferentes destes, pois a ideia era apenas dividir o poder, para dificultar a implementação de determinadas medidas, como foi o caso das SCUT´s, claramente danosas, e outros casos onde o governo negoceia contra os interesses nacionais e ninguém tem poder sequer para questionar ou vetar essas medidas.

      Quanto ás mudanças que TODOS SONHAMOS ... talvez um dia, um presidente como o da Islandia nos saia na rifa... mas desconfio que não teremos essa sorte.

      "(Ólafur Ragnar Grímsson, Presidente da Islândia) -Talvez não tivesse havido outra opção além dessa: os bancos eram tão grandes que não havia maneira de os resgatar. Mas não interessa se havia ou não opções. A Islândia não aceita a noção de o cidadão comum ter de pagar toda a factura das loucuras dos bancos, como aconteceu com essas nacionalizações feitas noutros lugares pela porta do cavalo."

      Acesse ao Artigo completo: http://apodrecetuga.blogspot.com/2011/10/islandia-foi-saqueada-como-portugal-mas.html#ixzz229mBTU2C

      Eliminar
    2. Concordo com o que propõe. Há muito tempo, de resto, que só voto "contra"! E não quero ter esperança nem no regresso dos militares nem no surgimento de um outro Salazar. Mas a oposição dentro do "sistema" tem sido desoladora. Faz parte do esquema, evidentemente, dar-lhe um mínimo de oportunidades de se fazerem ouvir. Mas nem essa estreita margem de intervenção que os Partidos mais pequenos têm, nem essa vejo bem aproveitada (pelo menos como eu acharia bem aproveitada) a não ser raramente. E o dizer que estou consigo significa que gostaria de ouvir e de apoiar quem falasse bem alto e reiteradamente estas mesmas coisas que leio aqui no seu blog. São questões estas sim que doem na carne e que é chocante ver que a comunicação social e os porta-voz das minorias não as proclamam, não lhes dão eco, pelo menos não tanto como é merecido. Medo ou venalidade?... Aprecio muito o trabalho que aqui faz. Oxalá frutifique.

      Eliminar
    3. BASTAVA O POVO SABER COMO SE VOTA CONTRA OS PARTIDOS CORRUPTOS E PORTUGAL SERIA LIMPO DA CORRUPÇÃO. VOTEM EM PARTIDOS SEM ASSENTO PARLAMENTAR SÓ ISSO TEM VALOR E PUNE OS PARTIDOS CORRUPTOS. Nos paises menos corruptos do mundo a democracia funciona porque as pessoas sabem votar e usam o voto, 90% votam... aqui só temos eleitores ignorantes por isso quem não funciona são os eleitores e não a democracia.
      A abstenção afinal obtém um resultado contrário, ao que pretendem os abstencionistas
      Por isso, o que me chateia na vossa abstenção é a falta de colaboração num trabalho importante. Não é uma questão de direitos ou deveres cívicos em abstracto. O problema é concreto. Temos uma tarefa difícil, da qual depende o nosso futuro, e vocês ficam encostados sem fazer nada.
      Isto tem consequências graves para a democracia. Quando a maioria não quer saber das propostas dos partidos, está-se nas tintas para o desempenho dos candidatos e nem se importa se cumprem os programas ou não, o melhor que os partidos podem fazer para conquistar votos é dar espectáculo. Insultarem-se para aparecerem mais tempo na televisão mentirem para agradar. Vocês dizem que se abstêm porque a política é uma palhaçada mas a política é uma palhaçada porque vocês não votam. Vocês não exercem o vosso dever de votar contra quem faz mal ao país. O vosso de dever e direito de punir os que lesam o país nas urnas.
      A culpa é vossa porque não é preciso muita gente votar em palhaços para os palhaços ganharem. Basta que a maioria não vote.. Basta abanar o pano da cor certa e, se mais ninguém vota, eles ficam na maioria. Mas se vocês colaborassem e se dessem ao trabalho de avaliar as propostas, julgar e punir os partidos que há 40 anos destroem o teu país, se os responsabilizassem pelas promessas que fazem e votassem contra os que mentiram, deixava de haver palhaços, interesseiros e imbecis na política.
      MAIS ARTIGOS SOBRE CIDADANIA E EDUCAÇÃO CIVICA, NESTE LINK, APRENDA A VIVER EM DEMOCRACIA SE QUER QUE ELA FUNCIONE::.. INFORME-SE VEJA ESTE LINK http://apodrecetuga.blogspot.pt/2015/10/percebam-que-abstencao-afinal-obtem-um.html#.WM_ogfmLTIU

      Eliminar
  2. BASTAVA O POVO SABER COMO SE VOTA CONTRA OS PARTIDOS CORRUPTOS E PORTUGAL SERIA LIMPO DA CORRUPÇÃO. VOTEM EM PARTIDOS SEM ASSENTO PARLAMENTAR SÓ ISSO TEM VALOR E PUNE OS PARTIDOS CORRUPTOS. Nos paises menos corruptos do mundo a democracia funciona porque as pessoas sabem votar e usam o voto, 90% votam... aqui só temos eleitores ignorantes por isso quem não funciona são os eleitores e não a democracia.
    A abstenção afinal obtém um resultado contrário, ao que pretendem os abstencionistas
    Por isso, o que me chateia na vossa abstenção é a falta de colaboração num trabalho importante. Não é uma questão de direitos ou deveres cívicos em abstracto. O problema é concreto. Temos uma tarefa difícil, da qual depende o nosso futuro, e vocês ficam encostados sem fazer nada.
    Isto tem consequências graves para a democracia. Quando a maioria não quer saber das propostas dos partidos, está-se nas tintas para o desempenho dos candidatos e nem se importa se cumprem os programas ou não, o melhor que os partidos podem fazer para conquistar votos é dar espectáculo. Insultarem-se para aparecerem mais tempo na televisão mentirem para agradar. Vocês dizem que se abstêm porque a política é uma palhaçada mas a política é uma palhaçada porque vocês não votam. Vocês não exercem o vosso dever de votar contra quem faz mal ao país. O vosso de dever e direito de punir os que lesam o país nas urnas.
    A culpa é vossa porque não é preciso muita gente votar em palhaços para os palhaços ganharem. Basta que a maioria não vote.. Basta abanar o pano da cor certa e, se mais ninguém vota, eles ficam na maioria. Mas se vocês colaborassem e se dessem ao trabalho de avaliar as propostas, julgar e punir os partidos que há 40 anos destroem o teu país, se os responsabilizassem pelas promessas que fazem e votassem contra os que mentiram, deixava de haver palhaços, interesseiros e imbecis na política.
    MAIS ARTIGOS SOBRE CIDADANIA E EDUCAÇÃO CIVICA, NESTE LINK, APRENDA A VIVER EM DEMOCRACIA SE QUER QUE ELA FUNCIONE::.. INFORME-SE VEJA ESTE LINK http://apodrecetuga.blogspot.pt/2015/10/percebam-que-abstencao-afinal-obtem-um.html#.WM_ogfmLTIU

    ResponderEliminar